Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemÍcone do metal é alvo de críticas por tocar com músico condenado por assassinato

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemMetallica divulga vídeo oficial da clássica "For Whom The Bell Tolls" ao vivo em SP

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemMark Tremonti, do Alter Bridge, revela que é grande fã de lendária banda de metal

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"

imagemVocalista do Greta Van Fleet não entende os haters: "parece a p**** de uma religião"


Stamp

Lars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' Roses

Por Nathália Plá
Fonte: Blabbermouth.net
Em 19/08/11

O site SPIN.com entrevistou, em agosto de 2011, Tommy Stinson, membro fundador do grupo de Minneapolis THE REPLACEMENTS e depois baixista do GUNS N' ROSES. Seguem alguns trechos da conversa.

SPIN.com: Quando você entrou para o GUNS N' ROSES, o Axl Rose sabia do seu histórico?

Stinson: Ele sabia do THE REPLACEMENTS. Ele me disse que ele e Del James (produtor do GN'R) vieram nos ver numa boite e não ficaram impressionados. Ele e eu rimos do fato dele não ser um fã do REPLACEMENTS e eu não ser fã do GUNS.

SPIN.com: Qual é o cenário mais selvagem: bandas indie ou de hard-rock?

Stinson: Antigamente éramos todos jovens e beberrões, tomando todas. Como com o R.E.M., chapamos todas com aqueles caras. Mas com o GUNS, eu toquei com o METALLICA. O Lars Ulrich vomitando no nosso camarim, bem nojento. Ele tomou uma dose a mais do que deveria, e então veio o Sebastian Bach cantando, "Exit Lars! Exit Laaaaars!" ("Saia Lars! Saia Laaaaars!") enquanto o assistente dele carregava ele para fora do prédio. Mas isso é outra história.

SPIN.com: Você trabalha bem próximo do Axl há um bom tempo. Qual o segredo?

Stinson: Você descobre após um tempo quais batalhas valem a pena ser travadas. Muitas vezes, seja o Axl ou o Paul (Westerberg, mainman do THE REPLACEMENTS) ou quem quer que seja, eles lhe dizem que querem escutar o que você tem a dizer, mas eles não querem isso na verdade. Então você anda pisando em ovos. Você tem de dançar conforme a música.

Leia a entrevista na íntegra no SPIN.com.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Steven Adler: é difícil para ele ver o Frank Ferrer tocar suas músicas



Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá.