Matérias Mais Lidas

Titãs: o motivo pelo qual Arnaldo Antunes saiu da banda antes de TitanomaquiaTitãs: o motivo pelo qual Arnaldo Antunes saiu da banda antes de "Titanomaquia"

Como está hoje o casal que inspirou Eduardo e Mônica, da Legião UrbanaComo está hoje o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", da Legião Urbana

Beatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NMEBeatles: todas as músicas da banda em ordem de grandiosidade, segundo a NME

Vocalista do King's X relembra sofrimento; implorava a Deus para não ser mais gayVocalista do King's X relembra sofrimento; "implorava a Deus para não ser mais gay"

Slash diz que ficou impressionado e orgulhoso ao ver Axl Rose como vocalista do AC/DCSlash diz que ficou impressionado e orgulhoso ao ver Axl Rose como vocalista do AC/DC

Fã coloca Bruce Dickinson em saia justa; já pegou groupie e achou um membro extra?Fã coloca Bruce Dickinson em saia justa; "já pegou groupie e achou um membro extra?"

Foo Fighters: a tocante opinião de Brian May (Queen) sobre a bandaFoo Fighters: a tocante opinião de Brian May (Queen) sobre a banda

Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)Bruce Dickinson já fez show para um único ser humano (e ofereceu cerveja ao felizardo)

Black Sabbath: 10 músicas menos conhecidas da formação clássica que todos deveriam ouvirBlack Sabbath: 10 músicas menos conhecidas da formação clássica que todos deveriam ouvir

U2: Edge escolhe a melhor música gravada por outro artista (e você certamente a ouviu)U2: Edge escolhe a melhor música gravada por outro artista (e você certamente a ouviu)

João Gordo e Eloy Casagrande ironizam morte de Olavo de Carvalho nas redesJoão Gordo e Eloy Casagrande ironizam morte de Olavo de Carvalho nas redes

Ex-Iced Earth Matt Barlow continua em contato com Jon Schaffer apesar de toda polêmicaEx-Iced Earth Matt Barlow continua em contato com Jon Schaffer apesar de toda polêmica

Guns N' Roses: DJ Ashba critica Buckethead e seu balde de frango na cabeçaGuns N' Roses: DJ Ashba critica Buckethead e "seu balde de frango na cabeça"

Geoff Tate diz que Queensryche recusou quantias obscenas de dinheiro por reuniãoGeoff Tate diz que Queensryche recusou quantias "obscenas" de dinheiro por reunião

Nightwish: a sincera opinião da ex-vocalista Anette Olzon sobre atual som da bandaNightwish: a sincera opinião da ex-vocalista Anette Olzon sobre atual som da banda


Stamp

Dimmu Borgir: Black Metal de acordo com suas palavras!

Resenha - Abrahadabra - Dimmu Borgir

Por Vitor Sobreira
Em 26/04/17

Para quem acompanha ao menos de longe, a carreira da banda norueguesa Dimmu Borgir, habitualmente deve se espantar com a evolução apresentada em cada lançamento ao longo de todos esses anos. Saindo do ‘underground’, e indo para o ‘hall’ das bandas cujo seus nomes são reconhecidos a distancia, e modificando sua sonoridade - sem com isso se descaracterizar, em 2010 apresentaram ao mundo sua oitava obra, ainda em parceria com a alemã Nuclear Blast.

Logo de cara, a junção de elementos ocultos, como, o título ‘Abrahadabra’ – uma clara referencia ao inglês Aleister Crowley e que significa "Eu crio com minhas palavras", juntamente com a gélida e sombria arte de capa - elaborada pelo artista Joachim Luetcke, cuja máscara central, alude a ‘Elder Gods’, do também famoso escritor de ficção e horror H.P. Lovecraft, já preparam o ouvinte, para mais uma jornada pela escuridão.

Com a formação drasticamente reduzida, Shagrath, Silenoz e Galder, não se deixaram abalar com as baixas dos músicos ICS Vortex e Mustis – que há anos faziam parte da história da banda, e seguiram em frente, contando tanto com o apoio de outros músicos participantes, quanto da ‘Norwegian Radio Orchestra’ e do coral ‘Schola Cantorum’ (totalizando cerca de 100 músicos e cantores) em sua ambiciosa empreitada sonora. Os arranjos orquestrais e corais, ficaram por conta de Gaute Storås e conduzido por Rune Halvorsen.

Como diferencial no álbum, são ouvidos com certa surpresa, alguns arranjos de violão em determinados momentos, mas, o principal mesmo, fica por conta dos vocais femininos de Agnete Kjølsrud, nas faixas "Gateways" (que ficou bem famosa na época, além de ter ganhado um vídeo clipe muito bem feito) e "Endings and Continuations", o que de fato, dividiu opiniões.

Os climas sombrios, que nunca foram deixados de lado, emanam de todas as faixas, acompanhando o peso, que foi suavemente diluído em maio a diversos arranjos orquestrais. Como afirmando antes, em resultado da evolução, a sonoridade estava rumando para além do Black Metal (pela considerável redução da agressividade e características), e se focando ainda mais no lado Sinfônico, pomposo e dramático.

Após a lúgubre introdução "Xibir", "Born Treacherous" vai direto ao que nos interessa, mostrando um Dimmu Borgir atualizado e refinado, mesclando os trabalhados arranjos sinfônicos com, levadas ora rápidas, ora mecanicamente calculadas – cortesia do baterista polonês Daray (Vesania, Vader, Hunter, Masachist, entre outras). "Chess With the Abyss", também se apresenta como uma grata surpresa, abrindo caminho para a faixa duplamente homônima "Dimmu Borgir" (que também foi presenteada com um vídeo oficial) e a misteriosa "Ritualist". "The Demiurge Molecule", "A Jewel Traced Through Coal" e "Renewal" (com solo de guitarra feito por Andy Sneap, que foi responsável por parte da mixagem e masterização), encerram muito bem - até mesmo com alguma influência Thrash e Tradicional em algumas passagens, o último trabalho do Dimmu Borgir até o momento, quase sete anos depois de seu lançamento.

Formação:
Shagrath (vocal e teclados);
Silenoz (guitarra);
Galder (guitarra e vocal de apoio)

Participações especiais:
Snowy Shaw (baixo e vocal limpo nas faixas 4, 6, 9)
Gerlioz (teclados)
Daray – bateria
Kristoffer Rygg (vocai limpo, faixa 10)
Agnete Kjølsrud (vocais femininos, faixas 3 e 10)
Andy Sneap (solos de guitarra, faixas 3 e 9)
Ricky Black (‘slide guitar’, faixa 10)

Faixas:
01 – Xibir (Instrumental)
02 - Born Treacherous
03 - Gateways
04 - Chess with the Abyss
05 - Dimmu Borgir
06 - Ritualist
07 - The Demiurge Molecule
08 - A Jewel Traced Through Coal
09 - Renewal
10 - Endings and Continuations


Outras resenhas de Abrahadabra - Dimmu Borgir

Dimmu Borgir: O gélido regresso sem ICS Vortex

Dimmu Borgir: Banda se perdeu em AbrahadabraDimmu Borgir
Banda se perdeu em "Abrahadabra"

Dimmu Borgir: Abrahadabra é difícil de ser digeridoDimmu Borgir
"Abrahadabra" é difícil de ser digerido

Dimmu Borgir: mais pomposo e menos expontâneo

Dimmu Borgir: performances abaixo do esperado em novo CD

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Membros do Dimmu Borgir e Behemoth vão do rock ao punk em single do Black River

Metal sinfônico: os 25 melhores álbuns do estilo, em lista da Metal HammerMetal sinfônico: os 25 melhores álbuns do estilo, em lista da Metal Hammer

Rammstein: e se Du Hast fosse tocada por Slipknot, Immortal, Ghost, AC/DC e outros?Rammstein: e se "Du Hast" fosse tocada por Slipknot, Immortal, Ghost, AC/DC e outros?


Dimmu Borgir: Silenoz fala sobre religião e individualidadeDimmu Borgir: Silenoz fala sobre religião e individualidade

Metal Hammer: 10 álbuns essenciais do black metal sinfônicoMetal Hammer: 10 álbuns essenciais do black metal sinfônico

Dimmu Borgir: não faz sentido usar jeans e camiseta brancaDimmu Borgir: não faz sentido usar jeans e camiseta branca


Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Heavy Metal: O início do movimento e a origem do termoHeavy Metal
O início do movimento e a origem do termo


Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira.