Beatles: Please Please Me 50 anos depois

Resenha - Please Please Me - Beatles

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Eduardo Alfani
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Para quem vive numa bolha, o primeiro disco dos Beatles, "Please Please Me" (Parlophone, 1963) completou 50 anos no dia 22 de Março de 2013.
3196 acessosPaul McCartney: meme para trollar igreja que condenou seu show5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1985

Primeiramente, assim... já pararam para pensar o que são 50 anos? Não sei exatamente qual é a faixa etária de quem se interessa por ler isso aqui, mas 50 anos é mais ou menos o dobro do que eu tenho de vida. Teoricamente não seria tanto tempo assim, é verdade, já que temos, por exemplo, um Bob Dylan com uma voz bem surrada, mas ainda na ativa, lançando disco e fazendo tour, com mais ou menos o mesmo tempo de estrada que “Please Please Me”. Temos também uma dupla que moveu rios, montanhas e planetas desde que se conheceram em um ponto de ônibus, que tocam juntos a mais de 50 anos e capitaneiam os Rolling Stones a mais de 40.

A grande questão de “Please Please Me” vai muito além da idade.

Um dos aspectos que definem um disco histórico é o quanto ele consegue soar “atual” e “moderninho” independentemente do contexto em que está sendo tocado – fica aqui o desafio: dependendo do momento, tente pedir para o DJ de qualquer formatura, aniversario e me arrisco a incluir 90% das baladas de hoje, arriscar “Twist and Shout” e tente encontrar alguém parado. Faz 50 anos que isso acontece.

Outro aspecto que define um disco histórico é o que ele deu origem, o que veio depois dele, graças a ele. A resposta é Beatles. This conversation is over.

Sabem o que é mais interessante? Para mim, e acredito que para muita gente, “Please Please Me” está entre os menos criativos discos da carreira deles. Eu vejo os Beatles como uma das únicas bandas pela qual a questão da “maturidade musical” veio para o bem, multiplicando a criatividade dos quatro garotos em progressões geométricas. Mas vamo la vai... who fuckin’ cares? Criatividade e qualidade musical também está longe de ser o ponto em “Please Please Me”. A revista Rolling Stone disse o seguinte: "As their career took off, the Beatles got artier, more sophisticated, more visionary. But they were never purer than on Please Please Me." - and that is what this is all about. Pureza é a palavra perfeita para definir o que eram as composições dos garotos nesse disco. A inocência das letras, a simplicidade instrumental e o entrosamento de quatro jovenzinhos "brincando" com seus instrumentos demonstram um Beatles ingênuo, moleque, que nem suspeitavam que um dia dariam origem a Beatlemania, fumariam maconha com Bob Dylan, fariam o disco mais emblemático da historia da musica, tocariam no teto do prédio de sua gravadora, iriam para um retiro na Índia, se entregariam as loucuras do LSD, virariam A Morsa, dariam uma chance a paz, brincariam de fazer história, seriam mais populares que Jesus Cristo.

Um disco gravado em um único dia, com um John Lennon gripado e rouco, tendo que tomar litros de leite e muitas pastilhas para conseguir cantar (há quem diga que percebe sua rouquidão em Anna, There's a Place e Misery). Oito canções de Lennon e McCartney. 6 Covers de bandas de Soul e Rhythm'n'Blues. As faixas são curtinhas, dançantes e animadas. Algumas viraram clássicos do Rock ("I saw her standing there"; "Love Me Do" - que tem uma história a parte, para outro papo; "Please Please Me"; "Twist and Shout"), outras ficam apenas para os amantes da banda. O que é indiscutivel, é que o disco fez história.

Texto originalmente postado na pagina
Disco Nosso de Cada Dia
http://www.facebook.com/odisconossodecadadia

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Please Please Me - Beatles

1499 acessosBeatles: "Please Please Me", o início da lenda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Paul McCartneyPaul McCartney
Usando meme para trollar igreja que condenou seu show

449 acessosThe Beatles: canal oficial do youtube publica vídeo de "Hey Bulldog"1823 acessosVinil: os 10 discos mais caros do mundo1545 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
As 10 melhores músicas que encerram álbuns

RockRock
Alguns dos discos mais raros (e caros) do mundo

VietnãVietnã
A representação do conflito no rock da década de 60

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1985

RockstarsRockstars
As filhas mais lindas dos astros do rock

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1986

5000 acessosVitão Bonesso: A imensa coleção do apresentador do Backstage5000 acessosBateristas: os dez músicos mais loucos de todos os tempos5000 acessosMegadeth: as 10 maiores tretas de Dave Mustaine5000 acessosHeavy Metal: as melhores músicas lançadas recentemente5000 acessosPassos do rock: alguns dos mais famosos em gif animado5000 acessosHeadbanger: mostre que você é true em qualquer oportunidade

Sobre Eduardo Alfani

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online