Beatles: "Please Please Me", o início da lenda

Resenha - Please Please Me - Beatles

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Talvez alguém que não esteve no planeta Terra nos últimos 50 anos pegasse esse disco para escutar pela primeira vez e talvez pensasse “por que acham isto aqui tão bom?”. Bom, este mesmo ser teria de voltar aos anos 60 para compreender. Como não podemos fazer essa viagem no tempo (até por que o preço da passagem seria terrivelmente caro, e com o nível do nosso transporte público no máximo chegaríamos no inicio dos anos 90 e no auge do grunge, alguém arriscaria?), o negocio é tentar compreender por que “Please Please Me” e os Beatles tomaram de assalto o mundo.
556 acessosBeatles: Sgt. Peppers vai ganhar versão mega especial de 50 anos5000 acessosOzzy e Lemmy: mansão luxuosa, apartamento como caverna

Na época o Rock n’ Roll já existia, vide nomes famosos como Elvis Presley, Chuck Berry, Little Richard, Jerry Lee Lewis (não confundir com o comediante Jerry Lewis, apesar de ser da mesma época), mas ainda não era o máximo do nosso tão amado estilo musical, mas isso começou a mudar ao final de 1962/principio de 1963, quando este disco foi gravado. Do primeiro acorde de “I Saw Her Standing There” ao último suspiro em “Twist and Shout”, o que temos aqui é história.

Com certeza, as centenas de shows realizados pela banda possibilitaram que o disco fosse gravado em um mesmo dia, com exceção dos Singles já lançados anteriormente, sem parecer algo “feito nas coxas”. E isso tem a mão do eterno quinto Beatle George Martin.

Sob orientação de Sir Martin, a banda soube aproveitar ao máximo suas grandes idéias, e transformá-las em grandes e eternas músicas. “I Saw Her Standing There” com o vocal de Paul McCartney , levada agitada e, por que não dizer, até agressiva para a época, combinada com o vocal de apoio de John Lennon, em gritos que levavam as fãs ao delírio (não tem como não ficar pasmo com o desespero delas nos vídeos, se algo assim fosse feito nos dias atuais, era manicômio na certa) é uma das melhores do disco, juntamente com a harmônica tocada por Lennon em Love me Do e na faixa-título Please Please Me nos conduz em músicas e melodias que ficarão eternamente no nosso subconsciente. Please Please Me inclusive tem uma conotação bem libidinosa para a época, pois segundo interpretações, seria na verdade um pedido para uma garota (fã/namorada) para que ela fizesse sexo oral. Se for conferir a letra com isso na cabeça, ela se torna inclusive bem “cara dura”. E não tem como deixar de citar o cover mais “composição própria” da música, “Twist and Shout”. Afinal de contas, quem vai dizer que não foi na voz dos Beatles que ela ficou mundialmente conhecida? Inclusive, quantos conhecem a versão original (composta por Phil Medley e Bert Russell) e regravada antes dos Beatles por artistas como The Isley Brothers e The Topnotes.

O disco só não merece uma nota maior, pois no meio de ótimas composições surgem músicas mais fracas, algumas baladinhas para completar o álbum (na época, os Singles recebiam uma atenção maior dos produtores e gravadoras que os próprios discos) e alguns covers de menor expressão, com exceção de “Boys”, uma das músicas mais legais na voz de Ringo Starr.

Enfim, o que temos em “Please Please Me” é o inicio de uma lenda, que nos anos subsequentes iria demonstrar que chegaram para mudar o mundo da música para todo o sempre.

Track List:

I Saw Her Standing There (Lennon-McCartney)
Miserey (Lennon-McCartney)
Anna - Go To Him (Arthur Alexander)
Chains (Goffin-King)
Boys (Dixon-Farrell)
Ask Me Why (Lennon-McCartney)
Please, Please Me (Lennon-McCartney)
Love Me Do (Lennon-McCartney)
P. S. I Love You (Lennon-McCartney)
Baby, It's You (David-Bacharach-Williams)
Do You Want To Know A Secret (Lennon-McCartney)
A Taste Of Honey (Marlow-Scott)
There's A Place (Lennon-McCartney)
Twist And Shout (Russell-Medley)

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Please Please Me - Beatles

1040 acessosBeatles: Please Please Me 50 anos depois

Paul McCartneyPaul McCartney
De volta ao Brasil no final do ano, diz jornal

556 acessosBeatles: Sgt. Peppers vai ganhar versão mega especial de 50 anos1997 acessosRingo Starr: quem é maior, Beatles ou Justin Bieber?3566 acessosBeatles: documentário será lançado no cinema em Maio1026 acessosThe Beatles: tracklist detalhado da nova edição do "Sgt. Peppers"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

BeatlesBeatles
Paul Cole, um anônimo na capa do "Abbey Road"

Dia do RockDia do Rock
Cinco histórias que unem F1 e Rock' n' Roll

BateristasBateristas
Canhotos que tocam de forma diferente

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"

ContrastesContrastes
A diferença entre as habitações de Ozzy e Lemmy

MetallicaMetallica
Hetfield: "Fico deprimido quando não pego a guitarra!"

RushRush
Neil Peart leva vida complicada e sofre para tocar ao vivo

5000 acessosRimbaud e Morrison: A grande maioria passa pela vida imersa na multidão5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19875000 acessosMetal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais5000 acessosMetallica: tudo sobre a icônica capa de ...And Justice For All5000 acessosGaleria - Tatuagens em homenagem a Pantera e Dimebag Darrell3620 acessosFutebol: designer cria camisas inspiradas em clássicos do Rock

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online