King of Bones: chega com os dois pés no peito da cena nacional

Resenha - We Are the Law - King of Bones

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ana Clara Salles Xavier
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Em 2012 a banda paulistana KING OF BONES lança seu primeiro cd, 'We are the law'. Formada por JÚLIO FEDERICI (vocais), RENE MATELA (guitarra), RAFAEL VITOR (baixo) e RENATO NASSIF (bateria), o debut chega com os dois pés no peito da cena do metal nacional.
5000 acessosPoison: Bret passa o cambão na mãe da Hannah Montana?5000 acessosCristina Scabbia: "Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"

Antes de falar sobre a qualidade sonora da banda, é importante ressaltar o trabalho gráfico do disco. Simplesmente impecável! O KING OF BONES não descuidou de nenhum detalhe e o que se vê nas páginas do encarte é algo digno de artistas que estão há anos na estrada. Um trabalho de arte digno do produto final, já que quando você escutar 'We are the law' vai perceber que o KING OF BONES é uma baita banda!

Gravado e mixado no Norcal Studios, o som que sai das caixas é poderosíssimo. A faixa-título já abre o CD da maneira mais potente possível. De cara dá pra sentir o peso da guitarra de RENE, que está presente não somente nessa música, mas em todas as outras que vem a seguir. Isso sem falar na potência vocal de JÚLIO, que é algo notável.

'Find your salvation' e 'Fly away' também não ficam atrás em termos de energia. Com refrões grudentos – no melhor sentido da expressão – essas músicas tem tudo para virarem hits de rock de arena, feitos pra todo mundo cantar junto. Os riffs à la Zakk Wylde de RENE também dão peso na medida certa.

Uma das coisas mais interessantes do KING OF BONES é que dá pra sacar influências fortes de bandas como GOTTHARD e WHITESNAKE, principalmente em músicas como 'Never look back' e 'A new day'. Mesmo assim, a banda consegue imprimir uma personalidade única em cada faixa do CD, mostrando maturidade e conhecimento do gênero que escolheram explorar

'Hell's pub' talvez seja a única música com uma letra – e até um ritmo – mais 'festivo'. A temática do álbum gira basicamente em torno de política, orgulho, amor próprio, classes sociais e memórias. E isso não está presente só nas letras das músicas. Na arte gráfica a gente vê imagens de protestos, passeatas, repressão policial e etc.

'Broken dreams' talvez seja a música mais pesada do cd. Não só pela intro de bateria e a ótima cozinha entre RENATO e VITOR, mas também pelo seu refrão e pelos vocais que dão um tom extremamente denso à faixa.

Em suma, 'We are the law' não é somente um cd bem produzido. É um cd bem produzido de uma banda pra lá de talentosa e que tem tudo pra se tornar um dos maiores nomes da cena nacional.

E se ainda existe alguém que faz cara feia em conhecer bandas brasileiras novas, um conselho: deixe o preconceito de lado e coloque o cd do KING OF BONES pra tocar. O resto é consequência.

TRACK LIST:
We are the law
Find your salvation
Fly away
Never look back
Heroes
Hell's pub
A new day
I won't be wrong
Time to believe
Broken Dreams
Beggining of the end
Rise and fall

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de We Are the Law - King of Bones

532 acessosKing Of Bones: Bela estreia que parece ter vindo para ficar

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "King Of Bones"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "King Of Bones"

PoisonPoison
Bret Michaels passa o cambão na mãe da Hannah Montana?

Cristina ScabbiaCristina Scabbia
"Símbolo sexual? fico surpresa com isto!"

Black SabbathBlack Sabbath
As 10 melhores músicas da banda segundo a Ultimate Classic Rock

5000 acessosVitão Bonesso: A imensa coleção do apresentador do Backstage5000 acessosBateristas: os dez músicos mais loucos de todos os tempos5000 acessosMegadeth: as 10 maiores tretas de Dave Mustaine5000 acessosIron Maiden: Bruce e banda se emocionam em show na Suécia5000 acessosBlur: após cinco horas no palco, Damon Albarn é retirado por seguranças5000 acessosVamos admitir sem hipocrisia: não há banda nova que preste

Sobre Ana Clara Salles Xavier

Ana Clara Salles, 24 anos, paulistana. Fã do Guns n' Roses, Black Label Society, Judas Priest, Led Zeppelin e Beatles, no seu acervo musical tem espaço também para bandas dos anos 80 como Sisters of Mercy e Depeche Mode. Afinal, como já disse uma vez Friedrich Nietzsche: "sem música, a vida seria um erro".

Mais matérias de Ana Clara Salles Xavier no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online