AC/DC: quebrando o gelo em nome do Rock 'N Roll

Resenha - Black Ice - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar Correções  

9


Em tempos de downloads, o mercado fonográfico resolveu aderir a novas tendências de consumir música. Em 2008, mesmo com toda essa mania generalizada de baixar músicas, as bandas consagradas resolveram romper o silêncio e lançaram seus trabalhos. Metallica, Testament, Whitesnake, Uriah Heep e Guns 'N Roses mataram a sede de seus fãs com discos inéditos. Enquanto algumas almejavam críticas favoráveis, a banda de Axl Rose dividiu a opinião de muitos com seu Chinese Democracy, lançado depois de mais de uma década de gravação. Outra banda que também entrou na onda de lançamentos é o AC/DC.

AC/DC: Chris Slade lança primeira música original de banda soloHeavy Metal: celebridades que curtem ou já curtiram

Desde Stiif Upper Lip (2000), a banda australiana só fez pequenas turnês, trocaram de gravadora, relançaram seu catálogo, vários integrantes partiram para seus projetos pessoais. E esse silêncio todo poderia ter afetado a criatividade dos Young Brothers? Nem um pouco.

Para sua nova empreitada, reuniram seus companheiros para compor novas músicas, tentaram chamar Robert John "Mutt" Lange (Def Leppard, Foreigner, Shaniah Twain), mas viram que Brendan O'Brien (Bruce Springteen, Rage Against The Machine, Pearl Jam, Mastodon, Killswitch Engage, Aerosmith) era a pessoa certa para botar o AC/DC de volta ao topo. Acompanhado deles, está Mike Fraser (Metallica, Aerosmith, The Cult, Yingwie Malmsteen, Coverdale/Page), para botar o som da banda na estratosfera.

Ouvindo Black Ice, dá pra se ter uma ideia que a ausência fez muito bem ao AC/DC, pois as músicas diretas, simples e marcantes estão lá. Qunze faixas complementam o disco, sendo que três delas tem Rock 'N Roll no título. Rock 'N Roll Train abre com seu riff que só Malcolm Young sabe fazer, atropelando todos como uma locomotiva desgovernada. Cliff Willians prova que estava recuperado de sua lesão com Big Jack. Anything Goes leva ao túnel do tempo, quando a música boa existia, no melhor estilo The Who. Alías, Brian Johnson canta bastante nesse disco.

War Machine destaca pelo refrão marcante e a levada de Phil Rudd. Agora, a que mais destacou foi a Stormy May Day, com aquela slide Guitar no melhor estilo Lynyrd Skynyrd. Pela primeira vez, em 35 anos, Angus Young inovou ao compor essa faixa. Cortesia de Brendan. Para dar uma acalmada, Rock 'N Roll Dream começa com os acordes doces, para a partir daí a pancadaria comer solta. Já a faixa-título finaliza essa festa regada a Rock 'N Roll.

Comparar Black Ice com o clássico Back In Black (1980) é covardia. Mas, pelo menos, eles nunca decepcionam. Finalmente, eles quebraram o gelo e, novamente, conquistaram o globo.

Confiram os vídeos abaixo - Rock ´N Roll Train:

Anything Goes:

War Machine:

Formação:
Angus Young – guitarra
Malcolm Young – guitarra
Brian Johnson – vocal
Phil Rudd – bateria
Cliff Willians – baixo

Tracilist:
1-Rock 'n Roll Train
2-Skies On Fire
3-Big Jack
4-Anything Goes
5-War Machine
6-Smash 'N Grab
7-Spoilin' For a Fight
8-Wheels
9-Decibel
10-Stormy, May Day
11-She Likes Rock 'N Roll
12-Money Made
13-Rock 'N Roll Dream
14-Rocking All The Way
15-Black Ice


Outras resenhas de Black Ice - AC/DC

Resenha - Black Ice - AC/DCResenha - Black Ice - AC/DCResenha - Black Ice - AC/DCResenha - Black Ice - AC/DC



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


AC/DC: Chris Slade lança primeira música original de banda soloAC/DC
Chris Slade lança primeira música original de banda solo

AC/DC: astronautas estavam ouvindo Back in Black antes do lançamentoAC/DC
Astronautas estavam ouvindo "Back in Black" antes do lançamento

AC/DC: Em vídeo, Brian Johnson pede desculpas por cancelamento do BonFestAC/DC
Em vídeo, Brian Johnson pede desculpas por cancelamento do BonFest

The Circle: banda de Sammy Hagar e Jason Bonham toca Whole Lotta Rosie, do AC/DCThe Circle
Banda de Sammy Hagar e Jason Bonham toca "Whole Lotta Rosie", do AC/DC

AC/DC: em momento de fofura, Phil Rudd entra em brincadeira da filha no Tik TokAC/DC
Em momento de fofura, Phil Rudd entra em brincadeira da filha no Tik Tok

Collectors Room: conheça a coleção de Marino Dias

Action Figures: Lista de 23 colecionáveis raros do rock e metalAction Figures
Lista de 23 colecionáveis raros do rock e metal

Coronavírus: AC/DC na varanda da casa na Itália por causa da quarentenaCoronavírus
AC/DC na varanda da casa na Itália por causa da quarentena

Angus Young: Anthrax deseja feliz aniversário ao guitarrista em suas redes sociaisAngus Young
Anthrax deseja feliz aniversário ao guitarrista em suas redes sociais

Guns N' Roses: perfil da banda nas redes deseja feliz aniversário a Angus YoungGuns N' Roses
Perfil da banda nas redes deseja feliz aniversário a Angus Young


Yngwie Malmsteen: e se ele tocasse no Guns N' Roses, Pink Floyd ou AC/DC?Yngwie Malmsteen
E se ele tocasse no Guns N' Roses, Pink Floyd ou AC/DC?

AC/DC: como ficaria Back in Black com Vinnie Paul na bateria?AC/DC
Como ficaria "Back in Black" com Vinnie Paul na bateria?


Heavy Metal: celebridades que curtem ou já curtiramHeavy Metal
Celebridades que curtem ou já curtiram

Heavy Metal: diagrama explica a origem dos nomes de bandasHeavy Metal
Diagrama explica a origem dos nomes de bandas


Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don't Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin