Matérias Mais Lidas

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

Anitta explora rock e punk em nova música Boys Don't Cry, segundo revistaAnitta explora rock e punk em nova música "Boys Don't Cry", segundo revista

Youtuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiroYoutuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiro

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

A música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk HammettA música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk Hammett

Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?

Judas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstreamJudas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstream

Black Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de Eternal IdiotBlack Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de "Eternal Idiot"

Iron Maiden: veja Adrian Smith cantando Wasted Years durante show do Smith/KotzenIron Maiden: veja Adrian Smith cantando "Wasted Years" durante show do Smith/Kotzen

O álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do NightwishO álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do Nightwish

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

A forte resposta de Cazuza para sua mãe ao ser questionado sobre sua orientação sexualA forte resposta de Cazuza para sua mãe ao ser questionado sobre sua orientação sexual

Black Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontroBlack Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontro

Testament: Gene Hoglan não é mais o baterista da bandaTestament: Gene Hoglan não é mais o baterista da banda

Black Sabbath: Tony Martin revela que não gostava da banda quando era jovemBlack Sabbath: Tony Martin revela que não gostava da banda quando era jovem


Stamp

Deformed Slut: Abrir caminho na cena do Brutal Death Metal

Resenha - Stench of Carnage - Deformed Slut

Por Marcos Garcia
Em 23/06/12

Nota: 8

Em geral, as bandas que abordam temas Splatter/Gore tem um público limitado, já que no inconsciente coletivo de muitos, as letras das bandas, capazes de causar torrentes de vômito nos legistas e coveiros mais 'from Hell', esconderia uma falta de técnica ou capacidade de fazer música de alto nível, o que é uma mentira crassa, um ideia errônea e mostra que o radicalismo do público do Metal é de todos os lados para todos os gostos, o que é uma pena, pois certa dose de brutalidade e humor negro são muito bem vindos de vez em quando, especialmente quando bem feitas, o que é o caso do DEFORMED SLUT, do Paraná, que estão dispostos a abrir caminho na cena do Brutal Death Metal, que chega com seu primeiro CD próprio, 'Stench of Carnage', depois do Demo CD de 2008, 'Cadaveric Carcass'.

A dupla aposta em uma sonoridade bem extremada, mas que debaixo de tamanha brutalidade sonora, apresenta uma técnica muito boa, com vocais ora guturais de doer as garganta, ora com berros mais rasgados, guitarras ensandecidas, baixo bem firme na marcação e uma bateria programada bem técnica, e os rapazes não ficam apenas na velocidade exagerada, mas alternam com andamentos mais cadenciados e outros mais moderados, com letras de virar estômagos de aço.

Produzido por Maiko Thome e pela própria dupla, temos uma gravação que exacerba a brutalidade da banda sem ser mal feita ou suja, ou seja, é bem limpa, permitindo que se ouça cada instrumento e nuance musical sem problema algum. A arte gráfica (feita por Rodrigo Bueno) é muito boa, enfocando o lado Gore da banda, ficando a clara impressão que estamos vendo de perto um livro sobre serial killers.

Quando o CD começa a rolar, aí a coisa engrossa de vez, pois tome logo de cara uma bela tijolada com 'Necrobscurity Necrophile', com quebradas de ritmo bem feitas, variações de andamento interessantes e bases de guitarra muito boas; a empolgante e esporrenta 'Rotten Mutilated Devoured', onde fica evidente que a programação da bateria é perfeita; 'The Monstrous Monochromatism' é uma faixa que, além de agressiva, apresenta uma técnica musical longe de ser desprezível ou ponto comum; 'Gun of Annihilation', pesada e com ótimos riffs de guitarra e bumbos velozes, e variações muito boas; a variada e amassa-crânios 'Stench of Carnage'; e a rápida e intensa 'Cadaveric Carcass', com vocais urrados bem legais e momentos onde o baixo aparece bastante.

Resumo da ópera: mais um bom nome da cena brasileira, que terá seu trabalho distribuído no exterior, logo, que tal darem uma chance a si mesmos antes do sucesso, e conhecerem o trabalho da dupla?

Stench of Carnage – Deformed Slut
(2012 - Rapture Records – Nacional )

Tracklist:

01. Necrobscurity Necrophile
02. Rotten Mutilated Devoured
03. The Monstrous Monochromatism
04. Disemboweled
05. Gun Of Annihilation
06. Stench Of Carnage
07. Cadaveric Carcass
08. Slashing Your Flesh (In Fillet)

Formação:

Adriano Sekne – Vocais
Alexandre W.A – Guitarras, Baixo, programador de Bateria

Contatos:

https://www.facebook.com/officialdeformedslut?ref=ts
http://www.myspace.com/deformedslut
http://www.youtube.com/user/Cadavericslut


Outras resenhas de Stench of Carnage - Deformed Slut

Deformed Slut: Metal Extremo brasileiro em alta

Deformed Slut: Inacessível até o último sopro de vida

Deformed Slut: Bom trabalho Brutal Death Metal em estreia

Deformed Slut: Peso, velocidade, técnica e muita ousadia

Deformed Slut: Álbum quebra pescoços e paradigmas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Deformed Slut: Lançando novo EP "Ruthless Malignancy"


Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos


Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia.