Kreator: Unindo diversos elementos da carreira em disco

Resenha - Phantom Antichrist - Kreator

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Pimentel
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A discografia do grupo capitaneado pelo vocalista e guitarrista Mille Petrozza é extensa e, sobretudo, peculiar; em mais de doze lançamentos, o "Kreator" - sempre sob a supervisão de seu líder - cravou seu nome como um dos principais expoentes do metal europeu, assim, moldando o tão característico thrash metal germânico enquanto, paralelamente, arriscava-se em experimentalismos que renderam - em boa parte dos anos 90 - uma fase controversa e pouco aceita pelos fãs.
2415 acessosMetal Hammer: os melhores discos de metal do ano até agora5000 acessosPensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Aleister Crowley

Todavia, no lançamento de "Violent Revolution", em 2001, a banda fixou, depois de anos de troca-troca, a formação dos músicos e conseguiu unir o melhor de sua obra - o extremo, o experimental e o melódico - em um disco que foi, e ainda é, amplamente bem quisto entre o público.

Por qual motivo iniciar a resenha citando outro álbum? Simples, pois desde então o "Kreator" prossegue, lançamento após lançamento, mais estável do que nunca e esse registro atesta isso.

"Phantom Antichrist", o quarto lançamento dessa fase, tem seu início com uma breve introdução ("Mars Mantra") que, pouco a pouco, une-se a faixa título do disco que, segundo Mille, possui referências a Osama Bin Laden. Apesar do bom início - com Mille urrando o título da música, como de costume -, as canções seguintes apresentam melhor a proposta do álbum; por exemplo, "Death to the World" - uma das mais furiosas do disco - e "From Flood Into Fire" exibiriam a velocidade costumeira ao "Kreator", porém com doses altas de melodias e experimentalismo - ouça a ponte cantada de forma limpa por Petrozza na segunda faixa citada, por exemplo.

A característica bateria de Ventor introduz a próxima canção ("Civilisation Collapse") que, juntamente a "United in Hate", reforçam ainda mais a ideia de que o 'Kreator' quis prosseguir com sua fórmula, porém adicionando novas ornamentações e adornos as suas composições. A última, em especial, chama atenção por sua intro (em violão) e o furioso refrão que, na forma de um grito quase a cappella e prolongado - como Mille Petrozza costuma fazer em execuções ao vivo, aliás - encerra a faixa.

Após esse 'bloco de músicas', o álbum segue ainda mais melódico e orientado ao metal tradicional - para comprovar, ouça "The Few, The Proud, The Broken", com a melhor performance vocal de Petrozza, e "Victory Will Come". A última composição ("Until Our Paths Cross Again") traz melodias tão peculiares que remeterá ao ouvinte mais atento grupos do chamado folk metal e, além disso, apresenta um tipíco refrão grudento para ser entoado em coro. Ótima faixa.

Em suma, "Phantom Antichrist" é um disco coeso - ou seja, sem enrolações - que reflete o bom momento em que a banda se encontra e, em minha opinião, mostra-se superior ao seu antecessor - o álbum "Hordes of Chaos" (2009) - mas, ainda assim, inferior a discos como "Enemy of God" (2005) e "Violent Revolution" (2001). Alguns dirão que trata-se de um trabalho mais-do-mesmo? Sim, o "Kreator" reutilizou a fórmula de alguns discos passados - citados logo acima, a propósito -, porém o modo como as melodias foram trabalhadas e certas passagens incomuns foram inseridas deram novos ares a obra. Liricamente, o disco segue o padrão de libertação e revoltas internas comuns ao trabalho da banda.

No geral, há, aparentemente, mais esforço coletivo do que destaques individuais. Entretanto, o trabalho vocal chama atenção tanto pela variedade quanto pela interpretação; dentro de suas limitações, Mille fez o melhor possível indo além aos tradicionais gritos rasgados e, consequentemente, remetendo sua performance em discos como "Endorama" (1999) e "Outcast" (1997), ou seja, álbuns que mostravam mais suas vocalizações limpas. Obviamente, o flerte com o metal tradicional - já admitido por Mille Petrozza em entrevistas -, tira o foco nos riffs secos e na agressividade típica ao thrash metal o que desagradará uma parcela do público. Recomendado, principalmente, a quem gosta de todas as fases do 'Kreator'.

A versão limitada traz DVD bônus com making of e filmagens no W.O.A.
A versão limitada traz DVD bônus com making of e filmagens no W.O.A.
youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Músicas-chave:
"From Flood Into Fire" ; "The Few, The Proud, The Broken" ; "Until Our Paths Cross Again"

Formação:
Mille Petrozza - vocais, guitarra
Sami Yli-Sirniö - guitarra, violões, vocais de apoio
Christian "Speesy" Giesler - baixo
Ventor - bateria

Tracklist:
1. Mars Mantra 01:18
2. Phantom Antichrist 04:31
3. Death to the World 04:53
4. From Flood into Fire 05:26
5. Civilization Collapse 04:13
6. United in Hate 04:31
7. The Few, the Proud, the Broken 04:37
8. Your Heaven, My Hell 05:53
9. Victory Will Come 04:14
10. Until Our Paths Cross Again 05:49

Originalmente publicado em:
http://hangover-music.blogspot.com.br/2012/06/resenha-kreato...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Phantom Antichrist - Kreator

3616 acessosKreator: uma banda ainda muito relevante e criativa.4169 acessosKreator: banda já está em outro patamar há tempos1749 acessosKreator: Sempre espere algo de qualidade vindo deles3034 acessosKreator: Um belo disco desta banda clássica da cena metal2632 acessosKreator: Uma aula de Thrash Metal moderno e vigoroso

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Metal HammerMetal Hammer
Revista elege os melhores discos de metal do ano até agora

962 acessosKreator: banda lança vídeo para "Pleasure to Kill"830 acessosKreator: "Extreme Aggression" em CD duplo remasterizado0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kreator"

Whatculture!Whatculture!
Site elege dez maiores discos de Thrash Metal

KreatorKreator
A promessa de um futuro melhor é uma mentira

AlemanhaAlemanha
As dez maiores bandas de Metal do país

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Kreator"

Aleister CrowleyAleister Crowley
Um dos pensadores que inspiraram o Heavy Metal

Iron MaidenIron Maiden
Nicko McBrain fala sobre sua conversão ao cristianismo

SlipknotSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

5000 acessosAs regras do Thrash Metal5000 acessosFotos de Infância: Arch Enemy5000 acessosVH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos4229 acessosMetallica: Lars conta que o "Kill' Em All" influenciou novo álbum5000 acessosIron Maiden: Bruce não quer mais cantar Hallowed Be Thy Name?5000 acessosLoudwire: as capas de Heavy Metal mais assustadoras

Sobre Thiago Pimentel

Tenta, desde meados de 2010, escrever textos que abordem as vertentes da mais peculiar - em seu ponto de vista - manifestação artística do ser humano, a música. Para tal, criou o blog Hangover-Music e contribui no Whiplash.Net. Além disso, é estudante de jornalismo, guitarrista e acredita que se algum dia o Deus metal existira, ele morreu em 13/12/2001.

Mais matérias de Thiago Pimentel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online