Matérias Mais Lidas

imagemTaylor Hawkins: Ele estava cansado e pronto pra abandonar o Foo Fighters

imagemEdgard Scandurra, do Ira!, explica atual sumiço do rock nas rádios brasileiras

imagemLuísa Sonza posta fotos com camiseta da banda de death metal Morbid Angel

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemIan Gillan conta como foi sua primeira saída do Deep Purple, em 1973

imagemPink Floyd: Em entrevista de 1984, David Gilmour falou sobre "The Final Cut"

imagemO erro geográfico na letra de "All Star", música que Nando Reis fez para Cássia Eller

imagemBill Hudson diz que tatuagem pode ter sido entrave para entrar no Megadeth

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemOzzy Osbourne revela o único integrante de sua banda que saiu "do jeito certo"

imagemBrian May revela o inesperado álbum do Queen que é o seu favorito

imagemO que mudou no rock dos anos 90 pra cá segundo Jimmy Page

imagemLed Zeppelin era uma banda de heavy metal? Geddy Lee dá seu veredito

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar


PRB

Ghost: Odes ao cramulhão repletas de climas sinistros

Resenha - Opus Eponymous - Ghost

Por Junior Frascá
Em 28/04/12

Nota: 9

Finalmente é lançado no mercado nacional, via Hellion Records, o disco de estréia dos suécos do GHOST, banda que é uma das novas sensações do meio metálico. E o trabalho dos caras é realmente impressionante, trazendo uma aura oitentista em pleno novo milênio, o que tem atraído milhares de fãs da música pesada.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Além disso, a banda tem um visual bem teatral, fazendo apresentações bem interessantes e, aliados ao mistério acerca de seus integrantes, tornam a banda ainda mais especial (o que também atrai mais a atenção, convenhamos). Porém, de nada adiantaria tudo isso se a música apresentada não fosse boa, não é mesmo? Mas felizmente a qualidade musical é o que prepondera no trabalho desses suecos que, sem buscarem grandes inovações, apresentam um álbum realmente surpreendente.

Liricamente falando, a banda traz neste material nove odes ao cramulhão, com canções repletas de climas sinistros, pesados e obscuros, que contrastam surpreendentemente com os vocais suaves e sem exageros de Papa Emeritus, disparado o grande destaque do material, junto com os teclados que são os grandes responsáveis pelos climas tenebrosos mencionados. O trabalho de guitarras também é notável, com riffs e solos que remetem o ouvinte à fase clássica do metal, com influências que vão de Black Sabbath e Candlemass à Mercyful Fate e Iron Maiden, e a cozinha, apesar de simples, também é eficiente, e não compromete. Ademais, os músicos instrumentistas da banda são denominados apenas como "Nameless Ghouls", sem qualquer outra informação, e se vestem como monges com mascaras pretas para impedir suas identificações.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco é todo excelente, sendo que cada faixa muito cativantes, em especial "Con Clavi Con Dio", com um excelente trabalho de cordas e vozes; "Ritual", com um refrão matador, sendo a melhor do trabalho, e já podendo ser considerada um clássico do estilo; e "Elizabeth", que "homenageia" a condessa Elizabeth Bathory.

A qualidade de gravação também merece menção, pois deixou tudo sujo na medida certa, contribuindo para a sonoridade macabra da banda, sendo que o álbum foi gravado nos estúdios Manfire e White Light, mixado e masterizado por Jaime Gomes Arellano e produzido por Gene Walker.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Assim, o GHOST é uma banda que caminha a passos largos para se firmar entre as maiores revelações do metal nos últimos tempos, e já em seu debut conseguiu um resultado excelente, que deverá agradar a grande maioria dos fãs da música pesada. E agora, com o disco sendo lançado no mercado nacional, não há mais desculpa para não adquirir o seu, pois vale cada centavo investido. Obrigatório.

Opus Eponymous - Ghost
(2010 – Hellion Records - Nacional)

1. Deus Culpa
2. Con Clavi Con Dio
3. Ritual
4. Elizabeth
5. Stand by Him
6. Satan Prayer
7. Death Knell
8. Prime Mover
9. Genesis


Outras resenhas de Opus Eponymous - Ghost

Resenha - Opus Eponymous - Ghost

Resenha - Opus Eponymous - Ghost

Resenha - Opus Eponymous - Ghost

Resenha - Opus Eponymous - Ghost

Resenha - Opus Eponymous - Ghost

Resenha - Opus Eponymous - Ghost

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Ghost: banda se apresenta no Jimmy Kimmel Live e toca "Call Me Little Sunshine"

Ghost: o ranking dos covers gravados pela banda, em lista da Metal Hammer




Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.