Matérias Mais Lidas

Emperor: Andrea Meyer, ex de Samoth, entre as vítimas do ataque com flechas na NoruegaEmperor: Andrea Meyer, ex de Samoth, entre as vítimas do ataque com flechas na Noruega

Iron Maiden: escola bate o martelo contra demitir diretora fã do grupoIron Maiden: escola bate o martelo contra demitir diretora fã do grupo

Whitesnake: Coverdale confirma que Dino Jelusić vai cantar na banda; qual o problema?Whitesnake: Coverdale confirma que Dino Jelusić vai cantar na banda; "qual o problema?"

Angra: a música do Whitesnake que inspirou a criação da clássica Carry OnAngra: a música do Whitesnake que inspirou a criação da clássica "Carry On"

Rob Halford: com mensagem positiva, divulgando imagens do tratamento contra câncerRob Halford: com mensagem positiva, divulgando imagens do tratamento contra câncer

Lista: 50 hits do rock que agradam até mesmo quem não é fã de música pesadaLista: 50 hits do rock que agradam até mesmo quem não é fã de música pesada

Slayer: a banda pode se reunir? Gary Holt diz o que achaSlayer: a banda pode se reunir? Gary Holt diz o que acha

Dave Grohl: ele toca Smells Like Teen Spirit na bateria 30 anos depois e impressionaDave Grohl: ele toca Smells Like Teen Spirit na bateria 30 anos depois e impressiona

Dream Theater: John Petrucci fala sobre a falta de mulheres em seus showsDream Theater: John Petrucci fala sobre a falta de mulheres em seus shows

Lista: 10 álbuns horríveis lançados por grandes bandas nos anos 1980Lista: 10 álbuns horríveis lançados por grandes bandas nos anos 1980

Zakk Wylde: para ele, Ozzy em Sabotage está no nível de Robert Plant e Ian GillanZakk Wylde: para ele, Ozzy em Sabotage está no nível de Robert Plant e Ian Gillan

Sebastian Bach: ele fala o que pensa de cantar os agudos de músicas de 30 anos atrásSebastian Bach: ele fala o que pensa de cantar os agudos de músicas de 30 anos atrás

Lars Ulrich: dando rolê em San Francisco com esposa e casal Alissa White-Gluz e DoyleLars Ulrich: dando rolê em San Francisco com esposa e casal Alissa White-Gluz e Doyle

Accept: Udo ainda tem raiva de Wolf Hoffmann por roubar nome da bandaAccept: Udo ainda tem raiva de Wolf Hoffmann por roubar nome da banda

Alice Cooper: o disco que deixou Frank Zappa intrigado; ninguém vai acreditar nissoAlice Cooper: o disco que deixou Frank Zappa intrigado; "ninguém vai acreditar nisso"


Stamp

Ghost: "Opus..." é um novo clássico do Metal

Resenha - Opus Eponymous - Ghost

Por Diego R. Oliveira da Silva
Fonte: Discos, Histórias e Rock
Em 04/06/12

Nota: 9

Finalmente, após um gigantesco atraso, uma interminável espera, eis que surge em minhas mãos Opus Eponymous, disco de estréia dos suecos do GHOST.

Lançado oficialmente no exterior no final de 2010, o disco apresentava o estreante e desconhecido grupo sueco, que rapidamente se tornou uma febre entre os headbangers, inclusive de famosos como James Hetfield, do METALLICA.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O rebuliço foi tamanho que os suecos passaram a ser alvo de elogios efusivos e críticas ferozes. Para quem ainda não sabe, o GHOST executa um som com temática satanista e ocultista, só que ao invés de apostar numa sonoridade extrema, como tende a maioria das bandas do estilo, aqui, em Opus Eponymous, tudo soa como uma grande viagem no tempo, rumo ao período transitório entre as décadas de 1970 e 1980.

Para garantir um impacto ainda maior, os caras se apresentam mascarados, com seu vocalista de codinome Papa Emeritus, vestido como o papa e usando uma máscara em forma de caveira. Aliás, nenhum dos integrantes tem seu nome divulgado e os instrumentistas atendem apenas por Nameless Ghoul. Esta dúvida gerou boatos de que seriam músicos famosos do meio, e de que não gostariam de ter suas identidades reveladas. Especula-se que seriam oriundos da prolífica cena death/black sueca, de bandas como Repugnant e In Solitude. Ninguém sabe se isto procede, o que sabe-se é que isto serviu de uma grande estratégia de marketing, ajudando a espalhar a febre GHOST pelo mundo.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

No começo, mantive um certo distanciamento da banda, para mim soava como um "hype", uma busca por um novo salvador do estilo. O tempo passou e comecei a me ater mais na música dos caras, o que na verdade é o que deve-se fazer em todos os casos, e percebi muitas qualidades na banda, muito do que eu sempre gostei de ouvir estava presente em músicas como Con Clavi Con Dio, Ritual e Elizabeth. Agora, recebo a edição nacional do disco e ela só me faz confirmar a boa impressão que tinha do grupo.

Após a fúnebre intro Deus Culpa, o petardo Con Clavi Con Dio dá as cartas do que todo o disco nos reserva, ou seja, um heavy metal calcado no oitentismo, que acerta em cheio os apreciadores de bandas como o MERCYFUL FATE , principalmente no primoroso trabalho de guitarras. Uma das maiores críticas que a banda recebeu foi justamente a semelhança com o grupo de KING DIAMOND, que, apesar de evidente, não resume o que é o som dos caras.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O hit single Ritual foi o carro chefe do álbum desde o início, mostrando guitarras no melhor estilo MERCYFUL FATE e vocalizações corretíssimas de Papa Emeritus, além de um grande apelo comercial, no bom sentido, é óbvio. As duas primeiras músicas do álbum - excetuando-se a intro - mostram a evidente semelhança entre o GHOST e o MERCYFUL FATE, como foram as mais divulgadas, geraram as acusações de mera cópia que o grupo ostentou no início.

Entretanto, quando você ouve Elizabeth, quarta faixa de Opus Eponymous, a banda mostra que tem muito a oferecer e que sua música vai bem mais além do que apenas uma cópia do som dos dinamarqueses. Riffs pesados se misturam a um refrão que consegue ser ao mesmo tempo psicodélico e acessível, uma composição como a tempos não ouvia. Fantástica, a composição que homenageia a famosa condessa Elizabeth Battory, eternamente fonte de inspiração no meio metálico, mostra que nomes como ATOMIC ROOSTER, BLUE OYSTER CULT, PENTAGRAM e, é claro, o eterno BLACK SABBATH se misturam ao melhor da psicodelia sessentista no som destes caras. Quem achava que o som deles se limitava a cartilha do rei diamante, mudará seu pensamento com este já clássico do metal. Sim, Elizabeth já é um clássico...

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O mergulho na psicodelia sessentista só se acentua com a chegada de faixas como Stand by Him e Satan Prayer,onde a mescla com sonoridade sabbathica, principalmente dos discos pós Sabotage, surte um agradabilíssimo efeito. Aqui tudo soa retrô e é impossível não se empolgar! Destaque para os belos arranjos de teclados em ambas.

Opus Eponymous é um disco que tem excepcionais faixas, destacá-las individualmente é tarefa até injusta. Mas, Genesis, faixa que encerra o álbum é o grande destaque, mostrando toda a competência do grupo. Um som instrumental onde eles transitam por diversos estilos com uma propriedade impressionante. Genesis é a cereja do bolo, encerrando este grande disco, uma grata surpresa que refuta a tese de que o metal acabou nos anos oitenta. Quem não consegue enxergar isto ou mesmo quem não quer, tem em Opus Eponymous a chance de descobrir um novo clássico. É apenas uma questão de "abrir a cabeça"!

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Duvidar da qualidade destes suecos e acreditar que não passam de uma grande jogada de marketing, me desculpem, é burrice!

Faixas
1- Deus Culpa
2- Con Clavi Con Dio
3- Ritual
4- Elizabeth
5- Stand by Him
6- Satan Prayer
7- Death Knell
8- Prime Mover
9- Genesis

Fonte:
Discos, Histórias e Rock 'n' Roll
http://www.discosehistorias.blogspot.com


Outras resenhas de Opus Eponymous - Ghost

Ghost: Por trás da tratralidade, música muito interessante

Ghost: Odes ao cramulhão repletas de climas sinistros

Ghost: Um disco delicioso, no qual vale a pena apostar

Ghost: Espécie de filho bastardo de Alice Cooper e do Kiss

Ghost: Teatro e rock and roll têm tudo a ver

Ghost: Banda misteriosa lança o clássico de uma geração

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Tunecore 2
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Iron Maiden: anunciada parceria com a banda Ghost no Legacy of the BeastIron Maiden: anunciada parceria com a banda Ghost no "Legacy of the Beast"

Ghost: como agricultura e filme de horror inspiraram Tobias Forge a gravar novo singleGhost: como agricultura e filme de horror inspiraram Tobias Forge a gravar novo single

Metallica: os 10 melhores covers de Blacklist, em lista do LoudwireMetallica: os 10 melhores covers de "Blacklist", em lista do Loudwire

Lançamentos: 10 músicas de rock e metal desta semana que merecem destaqueLançamentos: 10 músicas de rock e metal desta semana que merecem destaque

Ghost: banda retorna com novo single que fará parte do filme Halloween KillsGhost: banda retorna com novo single que fará parte do filme "Halloween Kills"

Ghost: Ouça cover de "Enter Sandman", do Metallica

Metallica: Tobias Forge, do Ghost, fala sobre sua paixão pela banda, que vem da infânciaMetallica: Tobias Forge, do Ghost, fala sobre sua paixão pela banda, que vem da infância

Metallica: playlist apresenta o melhor cover de cada música de Metallica BlacklistMetallica: playlist apresenta o melhor cover de cada música de Metallica Blacklist

Metallica: Metal Hammer publica ranking com os covers de Blacklist, do pior para o melhorMetallica: Metal Hammer publica ranking com os covers de "Blacklist", do pior para o melhor

Ghost: ouça a versão de Enter Sandman que entrou no The BlacklistGhost: ouça a versão de "Enter Sandman" que entrou no "The Blacklist"

Metallica: Blacklist, com covers do Black Album por artistas diversos, é lançadoMetallica: "Blacklist", com covers do "Black Album" por artistas diversos, é lançado

Suécia: 20 bandas de metal que não são nem de Gotemburgo, nem de EstocolmoSuécia: 20 bandas de metal que não são nem de Gotemburgo, nem de Estocolmo

Heavy metal: 20 músicas com refrãos que grudam na cabeça instantaneamenteHeavy metal: 20 músicas com refrãos que grudam na cabeça instantaneamente

Sai, Capeta: 10 músicas que pessoas cristãs (e sensíveis) devem evitarSai, Capeta: 10 músicas que pessoas cristãs (e sensíveis) devem evitar


Ghost: James Hetfield curte show da banda no meio da galeraGhost: James Hetfield curte show da banda no meio da galera

Ghost: com elementos do Mayhem, Sarcófago e Devil DollGhost: com elementos do Mayhem, Sarcófago e Devil Doll

Máscaras: confira algumas das mais fodas do metalMáscaras: confira algumas das mais fodas do metal


Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos