Van Halen: De volta, em turnê e com um disco fantástico

Resenha - A Different Kind Of Truth - Van Halen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Paulo Linhares Gonçalves, Fonte: ripandohistoriarock
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Vamos falar sobre o novo disco do Van Halen, "A Different Kind Of Truth", lançado no começo deste mês de fevereiro. É o primeiro disco de inéditas da banda desde 1998 (quase 14 anos!) e o primeiro com Dave Lee Roth desde 1984!
1716 acessosVan Halen: Simplesmente "FUCK"5000 acessosThe Voice Kids: até Brian May ficou impressionado com brasileiro

Desde o final de 2011, fortes rumores apontavam para uma nova turnê da banda. Todos imaginavam que seria apenas uma turnê de velhos sucessos, já que não havia nada na imprensa sobre um novo álbum. Mas no final de dezembro, a banda surpreendeu com o anúncio não só de uma turnê mas também de um novo álbum de inéditas. O começo de 2012 foi de grande atividade, com um show para jornalistas em New York e amostras de músicas do vindouro disco. Estas amostras acabaram se tornando um pouco desapontadoras, e o primeiro single do disco, "Tattoo", lançado no dia 10 de janeiro, não deixou ninguém animado.

Diversos comentários na Internet aumentaram o desapontamento, já que os fãs mais antigos da banda apontaram a nova música como requentada, uma antiga canção revista (Sammy Hagar, ex-vocalista da banda e atual do Chickenfoot, aproveitou pra por mais lenha na fogueira também). Aos poucos, novas amostras foram sendo liberadas e alguma luz no fim do túnel foi vista - afinal as amostras não eram tão ruins...

No começo de fevereiro, alguns dias antes do lançamento oficial, o disco vazou na Internet. Pronto, foi uma correria aos sites de compartilhamento para baixar logo o petardo, afinal estes sites estão sob feroz ataque da patrulha americana e das gravadoras. Rapidamente, diversas resenhas começaram a surgir, todas em uníssono apontando para um disco muito bom. Como tenho o costume de escutar um disco por algum tempo antes de emitir minha opinião, aqui estou eu comentando sobre o novo disco do Van Halen depois que todo mundo já o fez...

O disco abre com a já falada "Tattoo", que de longe é a pior do disco. Mas escutando ela algumas vezes você acaba gostando um pouco dela e percebendo algumas qualidades - o solo de Eddie, por exemplo. Depois de quase 5 minutos desta canção, você fica com aquele sentimento que o Van Halen poderia ter feito melhor... A seguir vem mais uma que você sabe que é antiga e foi requentada para este álbum - "She's The Woman". Mas as coisas começam a melhorar: você começa a perceber que a banda está de volta ao seu velho estilo que praticava com Diamond Dave, com boas melodias, uma guitarra marcante, solos furiosos de Eddie e tudo o mais. Você já nem se lembra que Michael Anthony está ausente, já está curtindo bastante o disco... Apenas na segunda canção? É...

"You And Your Blues" começa e me sinto transportado para os velhos tempos do Van Halen, uma canção melodiosa e prazerosa de se escutar. Aqui já estou achando que o álbum vai ter que cair muito o seu nível para não ser um dos melhores de 2012. Só que a seguir vem "China Town", onde Eddie começa arrasando, não deixando pedra sob pedra. Sim, o bom Van Halen está de volta!! Não há discussão, a banda conseguiu finalmente gravar um grande álbum, depois de tantos anos com pouca ou nenhuma atividade. Viva!!

"Blood And Fire" é mais uma daquelas canções melodiosas de que já falei, gostosas de se escutar. E pensar que com tantas boas canções, escolheram logo "Tattoo" como single... "Bullethead" aumenta a velocidade e entrega uma banda que parece estar gravando seu primeiro disco, tamanha a vontade demonstrada. "As Is" mantém a pegada e a velocidade impressionantes. "Honeybabysweetiedoll" começa com sons diferentes da guitarra de Eddie, mas rapidamente um riff forte toma conta e conduz belamente a canção. "The Trouble With Never" é outro petardo do disco, guitarra a toda e boa melodia - com uma parte de vocal falado seguida de um riff pesado arrasador. "Outta Space" entra e continua aquela impressão de que o Van Halen está querendo provar algo para todos - se queria, provou! Riffs inspirados e certeiros, solos supersônicos que todo guitarrista de metal gostaria de criar... Em "Stay Frost", aquele blueszinho começa tranquilo e acelera no ritmo do disco e no ritmo do novo Van Halen, que nada mais é que o bom e velho Van Halen. "Big River" e "Beats Workin'" fecham o disco em alto estilo e apenas corroboram a opinião de quase todas as resenhas que li sobre este disco (incluindo esta): provavelmente será o lançamento do ano, um excelente retorno!

Ninguém se importa que metade das canções é antiga ou recauchutada. Ninguém se importa que a capa do disco pareça um plágio de uma antiga capa dos Commodores. O que todos se importam é que o disco veio com uma força que ninguém mais imaginava que a banda possuía. O que importa é que Eddie Van Halen está tocando absurdamente bem. O que importa é que o Van Halen está de volta, em turnê, com um disco fantástico. Que comecem as preces para que o Van Halen venha ao Brasil!!

Relação das músicas do álbum:
1 - "Tattoo"
2 - "She's the Woman"
3 - "You and Your Blues"
4 - "China Town"
5 - "Blood and Fire"
6 - "Bullethead"
7 - "As Is"
8 - "Honeybabysweetiedoll"
9 - "The Trouble with Never"
10 - "Outta Space"
11 - "Stay Frosty"
12 - "Big River"
13 - "Beats Workin'"

Alguns vídeos de músicas do novo disco:

"Tattoo" - video clip:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"China Town", ao vivo em Los Angeles:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"The Downtown Sessions", DVD incluído na versão deluxe do novo disco (muito legal - contém "Panama", "You And Your Blues" e "Beautiful Girls", todas em versão acústica):

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Uma última coisa: alguém fala pro Eddie Van Halen deixar o filho ter um visual condizente com uma banda de rock do naipe do Van Halen. Do jeito que está, não dá!!

Acompanhe o blog Ripando a História do Rock para mais matérias e resenhas de rock.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de A Different Kind Of Truth - Van Halen

3028 acessosVan Halen: Boa opção, mas soa datado a partir da 2ª metade5000 acessosVan Halen: análise detalhada de "A Different Kind of Truth"5000 acessosVan Halen: Banda fez o disco que todo mundo esperava5000 acessosVan Halen: A volta arrasadora dos bons tempos!3030 acessosVan Halen: Teste para qualquer bom amante do Rock N' Roll5000 acessosVan Halen: Banda surpreendeu e está afiadíssima

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Van HalenVan Halen
Em "5150", uma banda mais compacta e divertida

1716 acessosVan Halen: Simplesmente "FUCK"483 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Van Halen"

O $onho de AzoffO $onho de Azoff
GN'R e Van Halen juntos em turnê nos EUA

GuitarristasGuitarristas
E se os mestres esquecessem como se toca?

Van HalenVan Halen
A participação em "Beat It", de Michael Jackson

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"

The Voice KidsThe Voice Kids
Até Brian May ficou impressionado com brasileiro

MetallicaMetallica
Hetfield fala sobre Dave Mustaine, Load e homossexualidade

Iron MaidenIron Maiden
Uma releitura de "The Trooper" pelo Cine

5000 acessosHeavy Metal: "um conforto para os jovens brilhantes"5000 acessosCovers inusitados: COB tocando Britney? Shakira tocando ACDC?5000 acessosRock Brasileiro da Década de 705000 acessosResenha - Marilyn Manson (Maximus Festival, São Paulo, 07/09/2016)5000 acessosGene Simmons: declarações polêmicas sobre bandas de sucesso5000 acessosTr00s Virtuais: Como se tornar um em 100 passos

Sobre João Paulo Linhares Gonçalves

Roqueiro convicto, de carteirinha, desde os treze anos de idade. Já tive diversas bandas preferidas: de Iron Maiden, Metallica e Black Sabbath a The Who, Pink Floyd e Rolling Stones. O heavy metal sempre me atraiu muito, mas o rock praticado nos anos 60 e 70 é fascinante e estou sempre escutando. De vez em quando, dou chance ao punk, rock alternativo, blues, até ao jazz e MPB, pra variar.

Mais matérias de João Paulo Linhares Gonçalves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online