Slasher: Estreia é um belo cartão de visitas

Resenha - Pray For The Dead - Slasher

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar Correções  

publicidade

8


Não bastasse o profissionalismo mostrado nas redes sociais e na divulgação de seu trabalho de uma maneira geral, a Slasher, banda oriunda de Itapira/SP, mostra em seu primeiro trabalho "Pray For The Dead" que estas qualidades não se restringem somente a isso.

Gravado, produzido e mixado no Piccoli Studios, em Campinas, por Ricardo Piccoli (ex- baixista da banda Sunseth Midnight) o álbum mostra que a banda já emana maturidade até mesmo por contar com experientes músicos do underground nacional.

publicidade

O álbum começa pela bela embalagem com arte da capa muito legal – feita pelo artista francês Stan-WD - que corresponde plenamente ao som praticado pelo grupo. A sonoridade da banda alia o Thrash Metal ‘old school’ com toques refinados e técnicos do estilo praticado na década de 90.

São 10 faixas e uma introdução onde não tem como destacar sequencia matadora de "Hate", "Pray For The Dead" e "Enemy Of Reality". A primeira com sua batida seca e cadenciada mostra um riff simples, mas cativante que descamba para uma porrada insana durante a execução. A faixa ainda conta com a participação de Raphael Olmos (Kamala) com seus vocais rasgados.

publicidade

A faixa título é uma pedrada com riffs avassaladores, cozinha insana e vocal idem. "Enemy Of Reality" bebe na fonte da escola antiga da Bay Area (leia-se Exodus e Slayer) e levará qualquer Thrasher ao êxtase.

Outro grande destaque é "Art Of War" que possui um belo começo com riffs pesados, baixo bem trabalhado e mais uma ótima interpretação vocal. A melodia da faixa também ficou muito interessante. Um dos carros chefe do grupo "Tormento Ou Paz", a única cantada em português, é uma pedrada com influências Hardcore e um refrão ‘da hora’ como diriam na década de 90.

publicidade

Um belo cartão de visitas desde a parte gráfica até a sonora!


Outras resenhas de Pray For The Dead - Slasher

Slasher: nível de maturidade e competência gigantesco




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Thrash Metal: 20 bandas brasileiras de qualidade inquestionávelThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável

Metal Nacional: Confira bandas que se destacaram em 2015Metal Nacional
Confira bandas que se destacaram em 2015


Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda

Sonho de Consumo: os 10 palcos de shows mais desejadosSonho de Consumo
Os 10 palcos de shows mais desejados


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin