Symfonia: Para quem é fã do Stratovarius e do Andre Matos

Resenha - In Paradisum - Symfonia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Carlos Lazzarotto
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Se você procura um trabalho cheio de inovações, este disco não é para você. Agora, se quer pegar um CD simples de ouvir, com todos os elementos básicos de um bom metal, com grandes músicos, este é o disco certo. Com o vocalista Andre Matos, Timo Tolki (ex-STRATOVARIUS) nas guitarras, Jari Kainulanen (ex-STRATOVARIUS, EVERGREY) no baixo, o baterista Uli Kusch (ex-MASTERPLAN, HELLOWEEN, GAMMA RAY) e o tecladista Mikko Härkin (ex-SONATA ARCTICA), o SYMFONIA fez, digamos, uma coletânea do que há de melhor em cada um dos músicos.
604 acessosAngra: Uma rara versão acústica de "Carry On" com Andre Matos5000 acessosBon Jovi: chocando companheiros de banda com confissão

Todos aguardaram ansiosos por este disco que, se para alguns a falta de inovação e até de certa criatividade desagradou bastante, para outros, o trabalho foi de grande aceitação. Confesso que no primeiro momento achei um pouco estranho. Parecia que estava ouvindo o Stratovarius, mas cantado pelo Andre Matos. Uma junção que, após algumas ouvidas, percebi que deu certo.

O álbum começa sem uma tradicional música instrumental, indo direto para uma rápida. Coral, rapidez e refrão marcante, características básicas para a primeira música, fazem "Fields of Avalon" o cenário perfeito do que virá pela frente. Com a marcante “levada” da guitarra e o cravo muito usado nas canções do Stratovarius, o disco prossegue com a excelente “Come by the Hills”, que para mim é a melhor música do álbum. Nela, André se entrega, cantando com pura energia e entusiasmo. O trecho em que ele canta emendado ao coral é perfeito e emocionante. “Santiago” é uma música bem rápida e que se encaixaria perfeitamente nos trabalhos atuais do Andre.

Então chega o momento da música mais lenta, “Alayna”. Ótima canção, com a voz do Andreé um pouco diferente do habitual. Andre, como sempre, se encaixando perfeito neste estilo de melodia. Aproveitando, gostaria de registrar que o André é um dos melhores vocalistas para cantar este tipo de composição, vide “Innocence”, “Lasting Child”, “Fairy Tale”, etc. Ele sempre transmite uma emoção como outros poucos cantores conseguem e, em quase todas, ele que é o autor.

Com uma introdução bem ao estilo Stratovarius, temos na seqüência a “Forevermore”, seguida da “Pilgrim Road” que está mais no estilo dos álbuns do Andre Matos. O álbum inteiro parece uma alternância entre os estilos dos dois grupos e de seus respectivos músicos. Então, temos a faixa título “In Paradisum”. Música longa, mas nem um pouco cansativa, com corais, crianças conversando, alternando entre partes lentas e rápidas, com Andre alcançando notas extremamente altas. “Rhapsody in Black” vem com uma levada inicial cantada bem interessante.

Então temos a “I Walk in Neon”. O começo dessa música lembra (e muito) a “I Walk to My Own Song” do Stratovarius, e, coincidentemente, também o nome começa com I Walk. Apesar da grande semelhança e da presença marcante da guitarra do Timo, a música tem um ótimo refrão, cantado muito bem por Andre. Por fim, temos a “Don’t let me Go”, uma balada, levada ao violão, que me agradou em alguns momentos, mas menos que outras baladas de fechamento de álbuns.

In Paradisum se mostra um ótimo disco para quem é fã do Stratovarius, do Andre Matos, que por sinal fez um excelente trabalho, e para quem não procura nenhuma ousadia musical. Boas canções, fáceis de ouvir, com ótimos refrãos que irão agradar os ouvidos de quem escutar este álbum.

Músicas:
1. Fields of Avalon
2. Come by the Hills
3. Santiago
4. Alayna
5. Forevermore
6. Pilgrim Road
7. In Paradisum
8. Rhapsody in Black
9. I Walk in Neon
10. Don’t let me Go

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de In Paradisum - Symfonia

2353 acessosSymfonia: O disco simplesmente não entrega o que promete5000 acessosSymfonia: Um disco que veio ao mundo na época errada2441 acessosSymfonia: Criatividade e inovação musical passaram longe2643 acessosSymfonia: Quase todos ficaram em suas zonas de conforto5000 acessosSymfonia: grupo não alçou um vôo tão alto quanto planejava5000 acessosSymfonia: A falta de ousadia impera durante todo o álbum

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

AngraAngra
Rafael comenta nova fase, novo álbum e legado da banda (vídeo)

604 acessosAngra: Uma rara versão acústica de "Carry On" com Andre Matos877 acessosAngra: Fabio Lione tem poderes! (making of do novo álbum)1953 acessosLione: "Nos últimos anos não vi novas bandas com ideias legais"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Melhores de 2014Melhores de 2014
As escolhas do redator Samuel Coutinho

Power MetalPower Metal
As bandas mais populares segundo o Facebook

TraduçãoTradução
O clássico Rebirth, do Angra

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Symfonia"0 acessosTodas as matérias sobre "Andre Matos"0 acessosTodas as matérias sobre "Stratovarius"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Bon JoviBon Jovi
Chocando companheiros de banda com confissão

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Gene Simmons, do Kiss, muito antes da fama

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1984

5000 acessosOzzy x Sharon: conheça a mulher que supostamente causou a separação5000 acessosMulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesa5000 acessosRockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmes4347 acessosPantera: a verdadeira história por trás da capa do "Vulgar Display of Power"5000 acessosDream Theater e Guns N' Roses: 30 anos, uma no auge, já a outra...5000 acessosLucille chora sua viuvez: a história da guitarra de B.B. King

Sobre Carlos Lazzarotto

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online