Matérias Mais Lidas

imagemTico Santta Cruz sai em defesa de Juliette na polêmica com Samantha Schmutz

imagemKiko Loureiro explica por que acha uma merda seu solo de guitarra em "Rebirth"

imagemAdrian Smith e a volta ao Maiden: "queriam o Bruce e já tinham dois guitarristas"

imagemQuando Angus Young, do AC/DC, detonou o Led Zeppelin e os Rolling Stones

imagemPhil Campbell conta como era fácil "comprar" Lemmy pra fazer qualquer coisa

imagemOzzy achou que integrantes do Metallica estavam tirando uma com sua cara durante turnê

imagemMetallica divulga vídeo de "Whiskey In The Jar" ao vivo em Curitiba

imagemLes Claypool, do Primus, explica por que não se tornou baixista do Metallica

imagemClassic Rock lista 15 músicas do saudoso Chris Cornell que você precisa conhecer

imagemComo o Lollapalooza desmereceu Ozzy Osbourne e ele deu a volta por cima

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemJames LaBrie explica como Elon Musk ajudou Dream Theater a vencer um Grammy

imagemRage Against The Machine vem ao Brasil em dezembro, diz José Noberto Flesch

imagemDiretor afirma que Ozzy e Sharon não liberaram imagens para documentário de Randy Rhoads


Stamp

Symfonia: Para quem é fã do Stratovarius e do Andre Matos

Resenha - In Paradisum - Symfonia

Por Carlos Lazzarotto
Em 15/08/11

Nota: 9

Se você procura um trabalho cheio de inovações, este disco não é para você. Agora, se quer pegar um CD simples de ouvir, com todos os elementos básicos de um bom metal, com grandes músicos, este é o disco certo. Com o vocalista Andre Matos, Timo Tolki (ex-STRATOVARIUS) nas guitarras, Jari Kainulanen (ex-STRATOVARIUS, EVERGREY) no baixo, o baterista Uli Kusch (ex-MASTERPLAN, HELLOWEEN, GAMMA RAY) e o tecladista Mikko Härkin (ex-SONATA ARCTICA), o SYMFONIA fez, digamos, uma coletânea do que há de melhor em cada um dos músicos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Todos aguardaram ansiosos por este disco que, se para alguns a falta de inovação e até de certa criatividade desagradou bastante, para outros, o trabalho foi de grande aceitação. Confesso que no primeiro momento achei um pouco estranho. Parecia que estava ouvindo o Stratovarius, mas cantado pelo Andre Matos. Uma junção que, após algumas ouvidas, percebi que deu certo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O álbum começa sem uma tradicional música instrumental, indo direto para uma rápida. Coral, rapidez e refrão marcante, características básicas para a primeira música, fazem "Fields of Avalon" o cenário perfeito do que virá pela frente. Com a marcante "levada" da guitarra e o cravo muito usado nas canções do Stratovarius, o disco prossegue com a excelente "Come by the Hills", que para mim é a melhor música do álbum. Nela, André se entrega, cantando com pura energia e entusiasmo. O trecho em que ele canta emendado ao coral é perfeito e emocionante. "Santiago" é uma música bem rápida e que se encaixaria perfeitamente nos trabalhos atuais do Andre.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Então chega o momento da música mais lenta, "Alayna". Ótima canção, com a voz do Andreé um pouco diferente do habitual. Andre, como sempre, se encaixando perfeito neste estilo de melodia. Aproveitando, gostaria de registrar que o André é um dos melhores vocalistas para cantar este tipo de composição, vide "Innocence", "Lasting Child", "Fairy Tale", etc. Ele sempre transmite uma emoção como outros poucos cantores conseguem e, em quase todas, ele que é o autor.

Com uma introdução bem ao estilo Stratovarius, temos na seqüência a "Forevermore", seguida da "Pilgrim Road" que está mais no estilo dos álbuns do Andre Matos. O álbum inteiro parece uma alternância entre os estilos dos dois grupos e de seus respectivos músicos. Então, temos a faixa título "In Paradisum". Música longa, mas nem um pouco cansativa, com corais, crianças conversando, alternando entre partes lentas e rápidas, com Andre alcançando notas extremamente altas. "Rhapsody in Black" vem com uma levada inicial cantada bem interessante.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Então temos a "I Walk in Neon". O começo dessa música lembra (e muito) a "I Walk to My Own Song" do Stratovarius, e, coincidentemente, também o nome começa com I Walk. Apesar da grande semelhança e da presença marcante da guitarra do Timo, a música tem um ótimo refrão, cantado muito bem por Andre. Por fim, temos a "Don’t let me Go", uma balada, levada ao violão, que me agradou em alguns momentos, mas menos que outras baladas de fechamento de álbuns.

In Paradisum se mostra um ótimo disco para quem é fã do Stratovarius, do Andre Matos, que por sinal fez um excelente trabalho, e para quem não procura nenhuma ousadia musical. Boas canções, fáceis de ouvir, com ótimos refrãos que irão agradar os ouvidos de quem escutar este álbum.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Músicas:
1. Fields of Avalon
2. Come by the Hills
3. Santiago
4. Alayna
5. Forevermore
6. Pilgrim Road
7. In Paradisum
8. Rhapsody in Black
9. I Walk in Neon
10. Don’t let me Go


Outras resenhas de In Paradisum - Symfonia

Resenha - In Paradisum - Symfonia

imagemResenha - In Paradisum - Symfonia

Resenha - In Paradisum - Symfonia

Resenha - In Paradisum - Symfonia

imagemResenha - In Paradisum - Symfonia

Resenha - In Paradisum - Symfonia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

PRB
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp