Resenha - Wintersun - Wintersun

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Coelho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O Wintersun é mais uma banda da gélida Finlândia e possui uma sonoridade que nos remete primeiramente ao compatriota Children of Bodom, só que as linhas adotadas pelos vocais por vezes nos leva a creditar ao Dimmu Borgir muitas de suas influências. O Amorphis dos primeiros álbums também parece ter sido forte influência, dadas as diversas passagens nas quais a melodia e o folk nórdico predominam.

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1989Bayley, Wilson e Cherone: grandes erros na história de grandes bandas

Banda do vocalista e multi-instrumentista Jari Mäenpäa (ex-Ensiferum) o Wintersun pode ser uma ótima opção para quem é fã das bandas supracitadas e também do Finntroll. O disco possui 8 faixas encharcadas do estilo finlandês de se fazer death metal e heavy metal melódico, apostando na brutalidade desenfreda de algumas bandas de Black Metal norueguesas.

Com uma ótima produção e mixagem, o Wintersun contou com Mikka Jussila do famoso Finnvox Studios da Finlândia para a masterização de seu álbum de estréia e o rapaz não fez feio! Os instrumentos estão límpidos como a escola escandinava pede, com a guitarra cuspindo riffs nervosos e solos velocíssimos.

Outro destaque do cd é o fantástico uso de corais épicos e presença de passagens mais cadenciadas, o que faz com que o álbum apresente as necessárias quebradas de ritmo.

Dentre as 8 faixas da bolachinha temos como destaques a ultra veloz faixa de abertura: "Beyond The Dark Sun", a muito bem trabalhada "Sleeping Stars" e a melódica e grandiosa "Death and The Healing" onde os vocais urrados dão espaço para algo menos diabólico e mais aceitável aos ouvidos não iniciados na fina arte de urrar feito um troll das montanhas.

O folk-speed-death-metal de faixas como "Starchild" trazem um ar de originalidade para o álbum - que fecha com "Sadness and Hate" e sua cadência e influências clássicas marcantes.

Muito interessante o álbum de estréia do Wintersun, com boas composiçõs e bastante coeso (fato facilitado pela curta duração do álbum). Jari Mäenpäa está atualmente procurando músicos que o ajudem em sua empreitada e o ajudem a divulgar este álbum.

Parabéns pela Nuclear Blast por mais uma vez encontrar uma banda realmente empolgante para a cena do Melodic Death Metal. O som pode não ser 100% original, mas, afinal das contas, quem é 100% original? Só o Guaraná Antarctica mesmo!


Outras resenhas de Wintersun - Wintersun

Wintersun: Peso infernal vindo de uma Fender Telecaster




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Winter Sun"


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1989Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1989

Bayley, Wilson e Cherone: grandes erros na história de grandes bandasBayley, Wilson e Cherone
Grandes erros na história de grandes bandas


Sobre Bruno Coelho

Bruno Coelho é Arquiteto, escritor, poeta, produtor de eventos, pai, tradutor, intérprete e professor de inglês. Morou em cinco capitais brasileiras e hoje dedica-se ao árduo labor de organizar eventos na capital maranhense de São Luís. Fã do Dream Theater, Tool, Symphony X, Pain of Salvation e Evergrey, encontra espaço pra novas bandas e vertentes sempre.

Mais matérias de Bruno Coelho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336