Resenha - No One Can Stop Us - Monster

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


"We're Back". O Monster literalmente se colocou na cena metálica à custa de muito trabalho em cima de seu primeiro cd, e com vários shows. A competência de Paul X (baixo/vocal), EV Sword (Bateria) e Stone (Guitarras) é indiscutível. Mas a banda ao invés de assinar contratos com gravadoras opta por fazer tudo de forma independente, literalmente entrando como um monstro metálico e se impondo a base de muito heavy metal e muita luta, coisa normal para os caras.

Led Zeppelin: plágios, homenagens ou mera coincidência?Quando shows dão errado: 25 apresentações desastrosas

Este novo cd, que nem é de verdade um segundo "Full Lenght", contém 4 músicas novas, que apresentam aquele heavy-rock pesadão típico do Monster, como "At Last", a cadenciada "A Toast to Your Life", a mais hard "No One Can Stop Us!!!" (qualquer semelhança com "Symphony of Destruction" do Megadeth é apenas coincidência) e a mais
"melódica" "Over the Edge". Resumindo: o Monster continua com seu estilo calcado no hard-heavy, só que bem mais pesado e soturno, um bom caminho.

O grande destaque, e não poderia deixar de ser, é o "medley" "Sp-Metal", que contém trechos de cerca de 2 minutos de músicas que fizeram parte da fantástica coletânea "SP-Metal" mais 2 músicas que integraram a parte 2 desta coletânea, que reuniu bandas lendárias do metal nacional. O Monster literalmente presta uma honesta homenagem a bandas como Centúrias, Harppia e Salário Mínimo, que lutavam pelo metal nacional em anos aonde ser metaleiro era sinônimo de perseguição e descriminação. É revigorante ouvir músicas como "Salém (A cidade das Bruxas)", "Missão Metálica", "Santuário" e "Spartacus, o Gladiador-Rei", com suas letras traduzidas para o inglês, mas com respeito a suas melodias originais. Por sinal se o Monster fizer um cd só de tributo a estas bandas no futuro será uma ótima idéia, pois a banda se saiu muito bem nesta homenagem.

O cd ainda traz dois momentos ao vivo, "If You Can't Trust Me" e "Monster", que só reforçam a competência do "power-trio" tupiniquim ao vivo. Um bom cd, que mostra que o Monster é o mesmo de sempre, mas sente-se falta de um cd novo de inéditas...

Site oficial: http://www.monstermetal.com


Outras resenhas de No One Can Stop Us - Monster

Resenha - No One Can Stop Us - Monster




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Monster"


Led Zeppelin: plágios, homenagens ou mera coincidência?Led Zeppelin
Plágios, homenagens ou mera coincidência?

Quando shows dão errado: 25 apresentações desastrosasQuando shows dão errado
25 apresentações desastrosas


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336