Resenha - Azrael Block - Greg Rapaport

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

6


Site Oficial – http://www.gregrapaport.com

publicidade

O único sujeito que ainda não descobriu o talento de Greg Rapaport é ele mesmo! Suas idéias são ótimas, o potencial para o jazz rock é impressionante, os grooves muito bons, mas, em meio a tudo isso, está a necessidade do cara de "mostrar trabalho", e noutros momentos, soar acessível. Trocando em miúdos, ora ele dispara feito um Francesco Fareri, ora tenta se segurar em temas a’la Joe Satriani.

publicidade

O fracasso de Rapaport reside no fato dele não possuir a técnica do italiano, tampouco o ‘cacoete’ do norte-americano para prosseguir em melodias pegajosas. No final das contas, ele ocupa a posição de um ‘perdido’, e não o grande músico que se revela em "Skitzophraniac" ou "Dinner And Dancing".

É complicado criticar um cara de qualidades tão evidentes, o qual tem os sintomas típicos de um início de carreira guiado pelo imperativo da mídia em ter que explodir rapidamente, ou então ficar esquecido para o resto de sua vida como músico.

publicidade

Sem dúvida ele tem pontos a garimpar tecnicamente e nos arranjos. Todavia, caso conseguisse se desviar desta ‘ordem’ patética que às vezes impomos, Greg teria muito mais sucesso na estruturação e desenvolvimento de suas composições, e nós teríamos um guitarrista pronto para quebrar algumas barreiras e ensinar uma escola não convencional. Interessantíssimo, pena que guiado por um pensamento que certamente não vem propriamente dele.

publicidade

Material cedido por:
Greg Rapaport / Splinterhead Productions Inc.
http://www.splinterhead.com
Email: [email protected]




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Andre Matos declara: O Angra tinha que acabar!Andre Matos declara
"O Angra tinha que acabar!"

Fotos de Infância: Robert Plant, do Led ZeppelinFotos de Infância
Robert Plant, do Led Zeppelin


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin