Resenha - Circle of Power - Toxic Virgin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ísis Sousa
Enviar correções  |  Ver Acessos


Bem, recentemente devido ao envolvimento meu com um "certo projeto", acabei conhecendo, entre outras bandas internacionais, a Toxic Virgin, da Alemanha, formada em 1995. Este é o terceiro álbum da banda, lançado em 2001, porém nem este nem nehum dos anteriores tem distribuição no Brasil, ainda. Eles estão disponíveis no país da própria banda, Alemanha, Benelux (Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo), França, Inglaterra e Estados Unidos. O material deles me foi enviado por um dos guitarristas, o Carlo Bertini.

Steve Perry: 5 fatos curiosos sobre o ex-vocalista do JourneyBatom, laquê...: Como formar uma banda de Hard Rock em 69 lições

Circle of Power é composto por 13 faixas, sem um estilo fixo. O som dos caras engloba desde um rock n' roll, passando por um hard rock, algo de power e por fim, metal tradicional. O legal é que a mistura deu realmente certo e o som deles acabou ficando algo único. Além disso, as críticas a respeito dos álbuns da Toxic Virgin vem sendo muito boas, bem como suas ótimas performances ao vivo. Uma coisa interessante é que eles chegaram duas vezes às finais do German Rock Musician Awards, e dividiram palco com nomes como Doro Pesch e Bonfire.

As faixas que mais se destacam no Circle of Power são Broken Wings, Restless Hearts, Waiting for the Rain, Until the End, Alien Love Song, Our Only Hope, Sailor, All For One. Ou seja, a maioria das faixas são muito boas e bem ritimadas. Pelo teor das letras e arranjos, pegadas e melodia, percebe-se que eles investiram na "epicidade" das músicas, o que certas vezes lembra-nos bastante certos sons do HammerFall. A maiorias delas também estão bem dotadas de refrões colantes, alías, não precisamos nem de encarte para acompanhar as letras, pois são fáceis de decorar.

Bem, à primeira ouvida, o que me deixou um tanto com o pé atrás foi o vocal. Markus Litsch tem um timbre de voz bem inusual, mas que se adapta perfeitamente à sonoridade do grupo. O sotaque alemão continua bastante forte em faixas como a Restless Hearts, o que acaba gerando um certo charme no próprio som. Mas, nada que algumas ouvidas a mais não resolva. Agora posso dizer que me acostumei com a voz dele e que até gosto!

Comentadas: as faixas com um tom mais medieval são a Broken Wings, lembra um HammerFall menos rápido; a Sailor, sem comentários! Super contagiante, dançante, alegre e que te dá vontade de chacoalhar! Eletrizante! All for One é como o dilema dos Três Mosqueteiros, como um hino para as brotherhoods & sisterhoods of metal!

Son of The Sun é bastante hard/tradicional um tanto melódico. Restless Hearts é mais lenta, suave, mas bem hard também, uma ótima música para se ouvir durante uma viajem. Waiting for the Rain é bem power, a banda toda gritando "Pain!" repetidas vezes é algo entusiasmante. Rock Tonight é bem rock n'roll. Until the End é uma balada linda! Raramente se faz uma balada tão romântica como essa hoje em dia. Alien Love Song é no pique power/hard/tradicional! Our Only Hope é um som mais lento, mais melancólico, com um rítimo perfeito. Fireball, Don't Know What I Want e Walk on Water seguem um mesmo caminho: hard/tradicional.

Eles se definem: "Toxic Virgin stand for pure rock music, boundless energy, catchy refrains and acclaimed live gigs. In short: Hard'n heavy music which is a lot of fun and covers the whole range of heavy rock."

Eu aconselho vocês a darem uma olhada no site da banda (www.toxicvirgin.de) , onde tem muito mais informações sobre eles, além de faixas disponíveis e gratuítas. Acho que são definitivamente uma banda com as raízes nos anos 70 e 80 e inovações da atual era do rock/metal.

Faixas:
01 - Broken Wings
02 - Son of The Sun
03 - Restless Hearts
04 - Waiting for the Rain
05 - Rock Tonight
06 - Until the End
07 - Alien LoveSong
08 - Our Only Hope
09 - Sailor
10 - Fireball
11 - Don't Know What I Want
12 - Walk on Water
13 - All for One



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Toxic Virgin"


Steve Perry: 5 fatos curiosos sobre o ex-vocalista do JourneySteve Perry
5 fatos curiosos sobre o ex-vocalista do Journey

Batom, laquê...: Como formar uma banda de Hard Rock em 69 liçõesBatom, laquê...
Como formar uma banda de Hard Rock em 69 lições


Sobre Ísis Sousa

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.