Resenha - Angels Cry - Angra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Barbara Lima
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O mais consagrado álbum de Heavy Metal nacional, o álubum que elevou o Angra ao sucesso, Angels Cry é considerado o melhor trabalho da banda pelos fãs e pela crítica. Competência, criatividade e perfeição recheiam este trabalho. Qualidade da gravação produzida na Alemanha. A capa, maravilhosa, feita por Alberto Torquato ajuda ao ouvinte a ter curiosidade sobre o trabalho.

247 acessosRafael Bittencourt: "Eu nunca fui tão feliz", making of #235000 acessosSlash: "Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia compor

O espetáculo começa com "Unfinished Allegro", uma introdução confeccionada pelo líder e vocalista da banda, o já conhecido André Matos. A faixa traz uma obra clássica de Schubert arranjada e adaptada por Matos, anexada, vem o hino do Angra, "Carry On". Não há um ser que não goste desta música. Destaque também para as guitarras de Bittencourt e Loureiro que, como sempre estão em sintonia e massacrantes. "Time", outro grande sucesso é a que segue, para se ter uma idéia, foi produzido até um video-clipe relativamente bom. "Angels Cry", a música título do álbum, tem uma grande parte instrumental, muito boa por sinal, também traz uma obra de músicos eruditos, desta vez o tema do Op. 54 de Mendelssohn. "Stand Away" é uma faixa bem diferente, composta por Rafael Bittencourt, como todas as músicas do grupo, tem aquela presença clássica marcante, o coro também é bem utilizado. "Never Understand" não precisava ser tão grande mas tem um bom vocal e bons solos acústicos de guitarra. A cover "Wuthering Heights" de Kate Bush é simplismente magestral, bem sutil, de acordo com a autora. A música não foi muito distorcida e tem um dos melhores desempenhos de falsete de Matos, um tom agudo porém audível. "Streets of Tomorrow" já é mais pesada mas não deixa de ser boa, nela, o destaque principal são as guitarras. "Evil Warning" é uma das melhores faixas, foi composta por três integrantes da banda, o André Matos, o Rafael Bittencourt e o já ex-baterista Marco Antunes. Tem um dos melhores solos de Kiko Loureiro no Angra, talvez até o melhor mesmo. Além do típico trecho de um músico erudito, neste caso já é um bem conhecido, Vivaldi. "Lasting Child" fecha com chave de ouro o tão aclamado álbum, nela Matos esbanja seu talento de compositor, arranjos clássicos, instrumentos afinados e sincronizados.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Angels Cry - Angra

5000 acessosResenha - Angels Cry - Angra5000 acessosTradução - Angels Cry - Angra


247 acessosRafael Bittencourt: "Eu nunca fui tão feliz", making of #23237 acessosRedeTV!: Sonoridades entrevista a banda Angra nesta quinta-feira514 acessosAngra Fest: Fabio Lione e Pompeu convidam fãs para o festival3680 acessosNando Moura: a trolagem do Megadeth e o Top 5 do Kiko Loureiro3749 acessosAngra: "É o melhor baixista com quem eu já trabalhei, um MONSTRO!"5000 acessosKiko Loureiro: "minha resposta para o Nando Moura"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

AngraAngra
Os músicos são menos radicais que os fãs

Rock nacionalRock nacional
10 solos de guitarra essenciais

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Contando como foi chamado pelo Megadeth

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"


SlashSlash
"Sweet Child é a coisa mais gay que alguém poderia compor"

Rede GloboRede Globo
Em 1985, explicando o que são os metaleiros

Roqueiros conservadoresRoqueiros conservadores
A direita do rock na revista Veja

5000 acessosIron Maiden: o passado vergonhoso registrado em fotos5000 acessosSlash: Um dia Michael Jackson ficou puto com ele?5000 acessosFotos de Infância: Evanescence5000 acessosMente aberta: músicos de metal que tocam ou já tocaram em outros estilos5000 acessosMegadeth: as 10 melhores faixas segundo o Loudwire5000 acessosNicolas Cage: filho queria muito apresentar Amon Amarth ao pai

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Barbara Lima

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online