1 ano sem Andre Matos: Angels Cry, a maior obra do saudoso maestro

Resenha - Angels Cry - Angra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar Correções  

Lançado no dia 3 de novembro de 1993, "Angels Cry" é o primeiro disco de estúdio lançado pelo Angra. O álbum figura entre os maiores e mais importantes lançamentos da história do heavy metal nacional e abriu as portas para muitas bandas brasileiras no exterior.

Andre Matos: segunda parte de documentário comenta Shaman e carreira soloMamonas Assassinas: músicos já sabiam que iam morrer?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O debut do Angra não tem um time, mas sim, uma seleção: o inesquecível Andre Matos nos vocais, a dupla Kiko Loureiro e Rafael Bittencourt nas guitarras e Luís Mariutti no baixo. A bateria ficou a cargo do músico Alex Holzwarth, uma vez que o produtor Charlie Bauerfeind achou que o baterista e co-fundador Marcos Antunes não daria conta do recado. Alex gravou o álbum e Ricardo Confessori se tornou o baterista da banda após a gravação do disco.

A sonoridade do álbum traz um misto de power e prog metal, tudo obviamente feito com muita qualidade e cuidado. As influências de música clássica e brasileira também aparecem, dando um charme especial ao disco.

"Angels Cry" traz o maior sucesso do Angra, a espetacular "Carry On", que mesmo quase trinta anos após o seu lançamento, continua sendo uma música espetacular que nunca enjoa. A espantosa fusão de peso, melodia e técnica que iria caracterizar o trabalho do Angra tem em "Carry On" o seu principal expoente. Um clássico do metal mundial que mostra todo o potencial e feeling dos músicos envolvidos.

Outras obras que merecem destaque especial são a faixa-título, "Time", a maravilhosa "Never Understand" (a inclusão de "Asa Branca" no início é coisa de outro mundo), a pesada "Streets of Tomorrow" e é claro, o cover sensacional e improvável para "Wuthering Heights", de Kate Bush, que mostra toda a versatilidade dos músicos e o alcance vocal sobrenatural de Andre Matos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O álbum marcou toda uma geração de fãs e músicos e é constantemente lembrado como o maior trabalho da carreira de Andre Matos, que infelizmente nos deixou em 8 de junho de 2019. O vocalista, que já havia gravado o memorável "Theatre Of Fate" com o Viper, cravou mais uma vez seu nome na história da música pesada com o excelente "Angels Cry".

A genialidade apresentada em "Angels Cry" é algo raro, tanto que o próprio Angra, apesar dos bons trabalhos lançados posteriormente, nunca fez um trabalho tão grandioso e influente. Um álbum magistral, repleto de qualidades que merece ser ouvido e elogiado sempre.

Obrigado, Angra, por essa obra magnífica.
Obrigado, Andre Matos, por nos brindar com seu talento.

Álbum: "Angels Cry"
Artista: Angra
Data de lançamento: 3 de novembro de 1993

TRACKLIST

"Unfinished Allegro"
"Carry On"
"Time"
"Stand Away"
"Never Understand"
"Wuthering Heights"
"Streets of Tomorrow"
"Evil Warning"
"Lasting Child"

LINEUP

Andre Matos - vocais
Kiko Loureiro - guitarra
Rafael Bittencourt - guitarra
Luís Mariutti - baixo
Alex Holzwarth - bateria


Outras resenhas de Angels Cry - Angra

Resenha - Angels Cry - AngraResenha - Angels Cry - Angra



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Andre Matos: segunda parte de documentário comenta Shaman e carreira soloAndre Matos
Segunda parte de documentário comenta Shaman e carreira solo

Andre Matos: Novo site oficial do fã-clube é divulgado

Angra: Kiko Loureiro e Marcelo Barbosa fazem live sobre racismo na música hoje (11)Angra
Kiko Loureiro e Marcelo Barbosa fazem live sobre racismo na música hoje (11)

Kiko Loureiro: veja a capa de Open Source, o novo álbum solo do guitarristaKiko Loureiro
Veja a capa de Open Source, o novo álbum solo do guitarrista

Aliquid: Confira vídeo de "Angels Cry" em homenagem a Andre Matos

Andre Matos: Gus Monsanto e Fleesh homenageiam o vocalistaAndre Matos
Gus Monsanto e Fleesh homenageiam o vocalista

Andre Matos: um ano sem o inesquecível e genial maestroAndre Matos
Um ano sem o inesquecível e genial maestro

Andre Matos: Documentário revela seu lado mais humano fora dos palcos; assistaAndre Matos
Documentário revela seu lado mais humano fora dos palcos; assista

Andre Matos: Luis Mariutti homenageia vocalista com fotos e vídeo emocionanteAndre Matos
Luis Mariutti homenageia vocalista com fotos e vídeo emocionante

Andre Matos: o adeus ao maestroAndre Matos
O adeus ao maestro


Viper: Um registro da primeira apresentação da bandaViper
Um registro da primeira apresentação da banda

Angra: finalmente oficialmente revelada a história por trás de Z.I.T.O.Angra
Finalmente oficialmente revelada a história por trás de "Z.I.T.O."


Mamonas Assassinas: músicos já sabiam que iam morrer?Mamonas Assassinas
Músicos já sabiam que iam morrer?

Separados no nascimento: Geddy Lee e Marquito do RatinhoSeparados no nascimento
Geddy Lee e Marquito do Ratinho


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline