Resenha - Silver Anniversary Collection - Whitesnake

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Romulo Rios
Enviar correções  |  Ver Acessos


"Me sinto como um garoto fazendo aniversario", diz David Coverdale, celebrando não só um quarto de século com o Whitesnake mas também os 30 anos do lançamento de seu disco de estreia, "Burn", no Deep Purple. Esta retrospectiva dupla reúne os melhores momentos da "Cobra Branca" movendo-se através de sua colaboração com Jimmy Page e finalizando de maneira elegante com uma seleção tirada de seus álbuns solos.

Scorpions e Whitesnake: bandas anunciam mini tour pela Oceania em 2020Metallica: Casal toca "Master" no casamento e ganha encontro com a banda

De volta em 1978, o punk havia surgido contra os grandes "dinossauros", mas isso não afligiu muito o mundo do rock clássico, e o Whitesnake era uma jovem arma tentando mostrar o seu valor, envolvidos com o blues mas buscando seu espaço e sua identidade própria. Seu "Snakebite" EP produziu a desolada e duradoura "Ain"t No Love In The Heart Of The City". Do primeiro álbum do Whitesnake, "Trouble", temos "The Time Is Right For Love", demasiadamente harmonica, e "Love To Keep You Harm", uma canção de raízes mas sem muita repercusão.

Outro álbum, "Love Hunter", veio e se foi antes que o Whitesnake emergisse como a consumada banda de hard rock do inicio dos anos 80. Os álbums "Ready An' Willing", "Come An' Get It" e "Saints & Sinners" lançados em uma sucessão em 1980, 1981 e 1982 respectivamente, introduziram maravilhosas bocadas tais como "Fool For Your Loving", "Don"t Breake My heart Again", "Hit An' Run" e "Victim Of Love". E mesmo com mais de 20 anos passados essas ainda nos parecem maravilhosas!

E foi o Whitesnake ao topo de seu jogo. Coverdale e seus co-autores fizeram engenhosas melodias, coros empolgantes, inesqueciveis riffs e bases de teclado em arranjos que eram tão dinâmicos quanto potentes, com curtos porem lúcidos solos de guitarra. Ao mesmo tempo Coverdale cultivava a imagem do "machão do oeste", e por isso foi atacado por todos os lados sendo chamado de sexista e machista.

Coverdale sempre mostrou a imagem da mulher como a culpada dos problemas e responsável pela tristeza dos homens. Sem qualquer remorso e sem perder tempo ele jogou a indireta - alguns podem dizer direta - para quem quisesse entender no single de 1984 "Slide It In" onde ele põe em dúvida o caráter das mulheres. Mesmo as feministas mais rígidas acabaram por desistir e rir tamanha a sua audacia. Musicalmente o controle de qualidade fica por conta das faixas "Love Ain"t No Stranger", o hino "Slow An' Easy" e a gloriosamente empolgante "Guilty Of Love".

Através dos anos 80, enquanto o álbum Whitesnake "1987" ainda entregava a clássica porrada matadora nos acordes de "Here I go Again" a banda estava também lançando alguma coisa do bom rock n' roll antigo em "Give Me All Your Love" e "Straight From The Heart". Ao outro extremo, "Looking For Love" é a típica ardente power ballad.

Com o fim dos anos 80 se aproximando, Coverdale certamente sentiu que era hora de se mexer um pouco com o dramático e colorido álbum "Slip Of the Tongue" de 1989, mas na faixa "Judgement Day" sem muita razão partiu para um estilo todo "Sabbath-Kashmir"; Coverdale já tinha tirado seu chapéu para o Zeppelin antes, notavelmente em "Slow An' Easy e "Still Of The Night", onde seu usual vocal rasgado escala oitavas para se aproximar a Robert Plant. Seu dueto com Jimmy Page em 1993 não foi então nenhuma surpresa, quando ele cantou para a Inglaterra a nacionalista "Pride And Joy", e alternou roucos e agudos vocais agradavelmente incomuns em "Shake My Tree".

Com seu álbum solo "Into The Light" Coverdale dá um outro mergulho na peculiariedade ("She Give Me"), mas sendo um profissional ele sabe que sua música teria que ser constante, confiável, ou seja, seguir fazendo o que ele faz melhor, sem considerar as consequências do mundo do rock se transformando ao seu redor.

Ele entretanto faz uma extranha concessão: Em pleno ano 2000 ele canta "I Wanna Be Your Slave!".

Como os tempos mudam!!!

Faixas Disco I:

01. Fool For Your Loving
02. Don't Break My Heart Again
03. Hit An' Run
04. The Time Is Right For Love
05. Love Ain't No Stranger
06. Too Many Tears
07. Pride And Joy
08. Victim Of Love
09. Judgement Day
10. Is This Love
11. Take A Look At Yourself
12. Straight For The Heart
13. Now You're Gone
14. Looking For Love
15. Sailing Ships [Live]
16. Soldier Of Fortune [Live]
17. Walking In The Shadow Of The Blues [Live]
18. Ready An' Willing [Live]

Faixas Disco II:

01. Into The LIGHT
02. Slow An' Easy
03. She Give Me
04. Shake My Tree
05. Guilty Of Love
06. The Deeper The Love
07. Blindman
08. Love To Keep You Warm
09. Love Is Blind
10. Ain't Gonna Cry No More
11. Slave
12. Lonely Days, Lonlely Nights
13. Give Me All Your Love
14. Till The Day I Die
15. Ain't No Love In The Heart Of The City
16. Here I Go Again '87
17. Still Of The Night
18. We Wish You Well




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Whitesnake"


Scorpions e Whitesnake: bandas anunciam mini tour pela Oceania em 2020Heavy Lero 134: Whitesnake por Gastão e Clemente (vídeo)Rock Ao Vivo: fotos e resenha dos shows de Scorpions,WWhitesnake e Helloween em POARock In Rio 1985: História & Bastidores - Parte 1 (vídeo)

Rock in Rio: Whitesnake e Foo Fighters velhos e novos clássicos na Cidade do RockRock in Rio
Whitesnake e Foo Fighters velhos e novos clássicos na Cidade do Rock

Enciclopédia do Rock: Whitesnake por Adriano FalabellaWhitesnake: Galeria de fotos do show em Curitiba

Rockfest: A velha guarda mostrando como se faz Rock N' RollRockfest
A velha guarda mostrando como se faz Rock N' Roll

Rockfest SP: veja vídeos e repertórios de Scorpions, Whitesnake, Helloween e EuropeRockfest SP
Veja vídeos e repertórios de Scorpions, Whitesnake, Helloween e Europe

Nu Com a Mão no Bolso: blog elege as melhores capas com nudezNu Com a Mão no Bolso
Blog elege as melhores capas com "nudez"

Top 5: discos solo que foram lançados sob o nome de bandasTop 5
Discos solo que foram lançados sob o nome de bandas


Metallica: Casal toca Master no casamento e ganha encontro com a bandaMetallica
Casal toca "Master" no casamento e ganha encontro com a banda

Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL


Sobre Romulo Rios

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336