Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemBruno Valverde diz que preconceito contra ele veio mais da igreja do que dos metaleiros

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemIggor Cavalera manda ver em "Dead Embryonic Cells" ao vivo; confira drumcam

imagemDavid Coverdale diz que hit "Is This Love" seria gravada por Tina Turner

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemNovo álbum do Krisiun será lançado em julho; veja capa e tracklist

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica


Stamp

Resenha - Tribute To The Four Horsemen - Metallica

Por Rafael Carnovale
Em 18/03/03

Nota: 9

E tome Nuclear Blast e mais um tributo. Depois de lançar o razoável "Tribute to the Priest", dedicado ao Judas Priest,a gravadora juntou vários artistas de seu "cast" e preparou esta homenagem aos quatro cavaleiros do apocalipse: o Metallica. Se no tributo ao Judas apenas duas músicas eram inéditas, desta feita a gravadora resolveu apostar mais em gravações exclusivas, com 5 músicas gravadas especialmente para este tributo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tributos costumam ser cd’s de altos e baixos, mas este especificamente consegue se sair muito bem, pois a maioria das bandas citadas têm o Metallica como influência ou fizeram parte da mesma cena, e as músicas se encaixaram com perfeição.

Começamos com o Primal Fear detonando "Seek and Destroy", numa versão fiel à original. Ralph Scheepers está cantando mais contido, e é surpreendente sua atuação, visto que seus vocais agudos não se encaixariam nesta música. Mas ele manda muito bem. Assim como o Therion em "Fight Fire With Fire" (massacrante) e o Destruction em "Whiplash" (com um show no instrumental). Conterrâneos do Metallica também aparecem para prestar uma homenagem, como faz o Anthrax em "Phantom Lord" (curiosamente seu vocalista John Bush foi cotado para integrar o Metallica nos idos de 1983).

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Dark Tranquility com "My Friend of Misery" e Burden of Grief com "Master of Puppets" ficaram legais, mas as bandas devem principalmente nos vocais, guturais demais para as canções. O Sonata Arctica acertou em cheio ao coverizar "Fade to Black" que ficou perfeita para o heavy melódico de Tony Kakko e cia. Já o Crematory dá show em "One", colocando teclados muito bem inseridos e vocais guturais alternados com vocais limpos. Pena que editaram a música. O "In Flames" também manda bem em "Eye of the Beholder", com bastante personalidade. E como não poderia faltar, temos o Apocalyptica, com sua versão instrumental de "Harvester of Sorrow", que ficou.... interessante.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O resto do tributo não compromete: o Primus (caramba!!!!!) faz uma versão correta de "The Thing That Should Not Be" e o Die Krupps apenas marca ponto com uma versão black/death e mal gravada de "Battery". Junto com o Sinner (que escolheu a péssima "Wherever I May Roam" – a única música de 1991 para a frente que entrou no tributo) estes dois são os pontos mais baixos do tributo, por mais que Mat Sinner e cia se esforcem... a música não ajuda. Para fechar os alemães do Rage numa versão correta e matadora de "Motorbreath" ao vivo.

Desta feita Primal Fear, Sinner, Crematory, Sonata Arctica e Therion fizeram versões exclusivas do tributo, que se mostra um dos melhores da Nuclear Blast (só perdendo para o excelente tributo ao Accept) com bandas competentes, que optaram pela fidelidade e principalmente pelo respeito ao legado de uma grande banda como o Metallica, respeito este que nem a banda tem tido atualmente. Vale conferir.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Lançado no Brasil Pela Nuclear Blast/Century Media Latina.


Outras resenhas de Tribute To The Four Horsemen - Metallica

Resenha - Tribute to the Four Horsemen - Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Bill Ward: "Lars Ulrich é um baterista excepcional"

Metallica: prejudicando as finanças da Igreja Universal


Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.