Resenha - Tribute to the Four Horsemen - Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Sílvio Costa
Enviar correções  |  Ver Acessos


O Metallica é provavelmente a banda mais influente da segunda metade dos anos 80. Para provar isto, a Nuclear Blast reuniu bandas dos mais variados estilos num tributo ao mesmo tempo simpático, mas pouco empolgante. De início, uma matadora versão de "Seek & Destroy" executada com perfeição pelos alemães do Primal Fear, com o devido destaque para os vocais perfeitos de Ralph Scheepers e o baixo afiado de Matt Sinner. Por falar em Matt Sinner, ele ainda volta neste álbum, desta vez com o Sinner em uma execução também impecável de "Wherever I May Roam".

Metallica: show S&M² volta aos cinemas brasileiros neste mêsMetal Sucks: Top 25 vocalistas do metal moderno

Algumas versões acabaram soando um pouco mais "quentes" que as originais. É o caso do In Flames, que deu vida nova à complexa "The Eye of the Beholder" ou mesmo do Dark Tranquility, que fez um ótimo trabalho com "My Friend of Misery". A lindíssima versão gótica que o Crematory fez para a já belíssima balada "One" é a maior surpresa deste disco.
Entretanto, nem tudo é perfeito e, como em todo álbum deste tipo, alguns equívocos se fazem sentir. O Anthrax e o Primus soam completamente deslocados em meio a uma avalanche de bandas européias (portanto, com sonoridades mais próximas umas das outras). O Sonata Arctica não consegue empolgar com sua versão de "Fade to Black". Além destes, o Apocalyptica aparece com uma manjada versão de "Harvester of Sorrow", presente no primeiro álbum da banda.

Voltando a falar de coisas boas, deixei o melhor para o final. Trata-se de uma matadora versão de "Whiplash" levada a cabo pela máquina thrash chamada Destruction. Simplesmente a melhor do disco.

Como todo tributo, há algumas surpresas agradáveis, outras nem tanto. Na dúvida, prefira sempre os originais, tanto em se tratando da banda "homenageada" quanto das que lhe prestam tributo.


Outras resenhas de Tribute to the Four Horsemen - Metallica

Resenha - Tribute To The Four Horsemen - Metallica




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Metallica"


Metallica: show S&M² volta aos cinemas brasileiros neste mêsMetallica
Show S&M² volta aos cinemas brasileiros neste mês

Metallica: S&M2 obtém a maior bilheteria de um filme de rock da históriaMetallica
S&M2 obtém a maior bilheteria de um filme de rock da história

Bateristas: 5 músicos que fizeram apenas um show em bandas clássicas do RockBateristas
5 músicos que fizeram apenas um show em bandas clássicas do Rock

Babymetal: elas aprenderam a fazer metal com o MetallicaBabymetal
Elas aprenderam a fazer metal com o Metallica

Loudwire: site listas as músicas do Metallica, da pior para a melhorLoudwire
Site listas as músicas do Metallica, da pior para a melhor

Metallica: "Welcome Home (Sanitarium)" ao vivo em ManchesterGrandes covers: cinco versões para "Orion", a inesquecível instrumental do Metallica

Metallica: Lars Ulrich toca bateria em show do Mumford & SonsMetallica
Lars Ulrich toca bateria em show do Mumford & Sons

Metallica: James está fazendo o que é preciso para se curar, diz LarsMetallica
"James está fazendo o que é preciso para se curar", diz Lars

Músicas imortais: One, um dos maiores momentos da historia do metalMúsicas imortais
"One", um dos maiores momentos da historia do metal

Metallica: vídeo profissional de "Fade to Black" em Brussels, Belgium

Lars Ulrich: filmando show do Guns N' Roses diretamente do palcoLars Ulrich
Filmando show do Guns N' Roses diretamente do palco

UFO: Kirk Hammett sobe ao palco com a bandaUFO
Kirk Hammett sobe ao palco com a banda

Metallica: A banda foi ouvida na trama da novela Top Model em 1989Metallica
A banda foi ouvida na trama da novela Top Model em 1989

Metallica: os compositores eruditos queriam fazer heavy metal, diz KirkMetallica
"os compositores eruditos queriam fazer heavy metal", diz Kirk

Metallica: homem que matou Bin Laden usou faixas em torturaMetallica
Homem que matou Bin Laden usou faixas em tortura

Dave Mustaine: imprensa mantinha a rivalidade acesaDave Mustaine
"imprensa mantinha a rivalidade acesa"

Metallica e Guns N' Roses: Em 1992, a histórica turnê conjuntaMetallica e Guns N' Roses
Em 1992, a histórica turnê conjunta


Metal Sucks: Top 25 vocalistas do metal modernoMetal Sucks
Top 25 vocalistas do metal moderno

Edu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos deleEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Metallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?Metallica
Fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?

Pagando mico: 10 maneiras de ser expulso ou humilhado em um showPagando mico
10 maneiras de ser expulso ou humilhado em um show

Megadeth: os melhores álbuns da banda segundo o About.comMegadeth
Os melhores álbuns da banda segundo o About.com

Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rockUltimate Classic Rock
Os 100 maiores clássicos do rock

Nergal: rock pode ser perigoso, diz ao citar chute de Josh Homme em fotógrafaNergal
"rock pode ser perigoso", diz ao citar chute de Josh Homme em fotógrafa


Sobre Sílvio Costa

Formado em Direito e tentando novos caminhos agora no curso de História, Sílvio Costa é fanzineiro desde 1994. Começou a colaborar com o Whiplash postando reviews como usuário, mas com o tempo foi tomando gosto por escrever e espera um dia aprender como se faz isso. Já colaborou com algumas revistas e sites especializados em rock e heavy metal, mas tem o Whiplash no coração (sem demagogia, mas quem sabe assim o JPA me manda mais promos...). Amante de heavy metal há 15 anos, gosta de ser qualificado como eclético, mesmo que isto signifique ter que ouvir um pouco de Poison para diminuir o zumbido no ouvido depois de altas doses de metal extremo.

Mais matérias de Sílvio Costa no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336