Resenha - State Of Triumph - Metalium

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando De Santis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Lançado com certo atraso no Brasil pela Hellion Records, "State Of Triumph - Chapter Two" é o segundo disco da banda alemã Metalium, que recentemente teve seus shows no Brasil cancelados, devido à alta do dólar. Na ocasião do lançamento do álbum, a banda contava com Henning Basse (v), Matthias Lange (g), Jack Frost (g - atualmente no Seven Witches), Mark Cross (d - atualmente no Helloween) e Lars Ratz (b).

Rob Halford: "Ninguém escolhe ser Gay"Motorhead: a gafe nazista de Lemmy em Nuremberg

O poder do Metalium está na sua forma de tocar: riffs pesados, vocal em ótima forma, bateria marcante e histórias envolventes. A abertura do álbum fica por conta da introdução "Elements", que tem em sua seqüência a faixa "Steel Avenger", uma composição para nenhum fã de Heavy Metal botar defeito: introdução de bateria ao estilo de "Painkiller" (Judas Priest) e um refrão marcante, que cativa qualquer um na primeira audição. A balada "Prophecy" mostra um outro lado do Metalium: boas intervenções de teclado, vocal mais baixo e um belo solo melódico de guitarra.

As faixas "Inner Sight" e "Eye Of The Storm" seguem uma linha mais 'pesadona' e mais cadenciada. A primeira foi elaborada em cima de um riff forte, cheio de harmônicos, bem ao estilo das bandas de metal alemão, como o Primal Fear. A faixa título do álbum é uma composição toda climática, que fecha o segundo capítulo da saga com chave de ouro. O disco termina com uma versão "metalizada" do clássico "Music", de John Miles, que ficou fantástica nessa nova roupagem. A versão do álbum lançado pela Hellion Records, ainda conta com dois bônus ao vivo: "Inner Sight" e "Steel Avenger", que mostram o potencial do grupo ao vivo.

"State Of Triumph" é um disco que fez parte da evolução do Metalium, que a cada lançamento vai provando ser uma banda de muita personalidade e que não se abalou com as várias mudanças no line-up. Plagiando a frase da primeira página do encarte do álbum, porém na terceira pessoa: "Eles foram triunfantes!".


Outras resenhas de State Of Triumph - Metalium

Resenha - State of Triumph - Metalium




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Metalium"


Luís Ricardo: rockstars mostram como se cospe fogo de verdade!Luís Ricardo
Rockstars mostram como se cospe fogo de verdade!


Rob Halford: Ninguém escolhe ser GayRob Halford
"Ninguém escolhe ser Gay"

Motorhead: a gafe nazista de Lemmy em NurembergMotorhead
A gafe nazista de Lemmy em Nuremberg

Silverchair: a história por trás da capa de Freak ShowSilverchair
A história por trás da capa de Freak Show

Legião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neuróticaLegião Urbana
Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

Slayer: Kerry King fala sobre sua relação com religiõesSlayer
Kerry King fala sobre sua relação com religiões

Musical Box: A história do órgão Hammond e das caixas LeslieMusical Box
A história do órgão Hammond e das caixas Leslie

Smashing Pumpkins: Corgan revela o que fazer com tempo que lhe restaSmashing Pumpkins
Corgan revela o que fazer com tempo que lhe resta


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre Fernando De Santis

Mais matérias de Fernando De Santis no Whiplash.Net.