Resenha - Beto Vazquez Infinity - Beto Vazquez Infinity

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6


Seguindo os passos de Arjen Lucassen do Ayreon, o compositor e baixista argentino Beto Vázquez (ex-Nepal), decidiu convocar um elenco de peso para participar de seu projeto Infinity. Logo no disco de estréia, simplesmente intitulado "Beto Vazquez Infinity", já temos as presenças de figuras tarimbadas como Tarja Turunen (Nightwish), Jörg Michael (Stratovarius), Sabine Edelsbacher (Edenbridge), Candice Night (Blackmore's Night) e Fabio Lione (Rhapsody). Na produção, mais uma estrela, o finlandês Mikko Karmila (Stratovarius, Nightwish, Amorphis).

O Clube dos 27: 17 roqueiros que sucumbiram à idade fatídicaDavid Bowie: muito mais assustador que Michael Jackson

Como vocês podem ver, tudo para ser um daqueles trabalhos que leva os fãs de power metal melódico/épico à loucura. Porém, se é esta sua expectativa, pode tirar o cavalinho da chuva, pois no que remete ao estilo citado, o máximo que temos aqui são algumas letras e toques folclóricos/medievais.

As composições pesadas são minoria. Aparecem exceções como a boa "The Battle Of The Past", que conta com Fabio Lione nos vocais. Contudo, no geral a tendência é de um direcionamento mais leve, bem próximo à idéia que conduz o Blackmore's Night.

Incluem-se neste contexto, baladas das mais melosas possíveis, que se fazem valiosas por conterem materiais raros. Como destaque, "Promises Under The Rain", música na qual Sabine Edelsbacher, Tarja Turunen e Candice Night dividem os vocais.

"Voyagers Of Time", que compreende da faixa cinco à nove, é a passagem com mais influências do projeto de Ritchie Blackmore. As harmonias parecem pedir a presença de Candice Night, e é o que acontece.

O disco vale pelas raridades e presenças de tantos artistas renomados. As composições em si não são tão atraentes. No mais, só nos resta notificar que seria interessante colocar uma referência a Seal no encarte, pois as três partes de "Through Times" possuem melodias praticamente idênticas às de "Kiss From A Rose".

Site Oficial - http://www.bvinfinity.com.ar

Beto Vázquez (Baixos elétrico e acústico)
Danilo Moschen (Teclados)
Gonzalo Iglesias (Guitarras)
Lilah Bertolini (Flauta)
Jörg Michael (Bateria)

Material cedido por:
Nems Enterprises - http://www.nems.com.ar
Buenos Aires,
ARGENTINA (1405)
Email: nems@nems.com.ar
Tel - (54 11) 4901-5894
Fax - (54 11) 4902 -3935




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Beto Vazquez"


O Clube dos 27: 17 roqueiros que sucumbiram à idade fatídicaO Clube dos 27
17 roqueiros que sucumbiram à idade fatídica

David Bowie: muito mais assustador que Michael JacksonDavid Bowie
Muito mais assustador que Michael Jackson

Aerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven TylerAerosmith
Curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

Planno D: 10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)Planno D
10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)

Separados no nascimento: Paul McCartney e Kiko do ChavesSeparados no nascimento
Paul McCartney e Kiko do Chaves

Nirvana: Grohl fala como se sentiu ao reencontrar Frances CobainNirvana
Grohl fala como se sentiu ao reencontrar Frances Cobain

Avenged Sevenfold: criticado por vocalista do NOFXAvenged Sevenfold
Criticado por vocalista do NOFX


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336