Jane's Addiction: "Chris Cornell tinha a voz dos anjos"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Brunelson T., Fonte: Rock in The Head
Enviar correções  |  Ver Acessos

O vocalista e guitarrista do JANE'S ADDICTION, Perry Farrell e Dave Navarro, renderam homenagens a Chris Cornell em uma nova entrevista para o site Alternative Nation. Segue alguns trechos:

Metallica e Iron Maiden: veja a diferença absurda de faturamento em shows nos EUADeuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos eles

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Perry Farrell: "Chris Cornell falou sobre a sua vida, provações, tribulações, agonias e êxtases. Precisamos de pessoas assim, precisamos de heróis, músicos e vocalistas para serem os nossos mensageiros".

Perry: "Ele era realmente uma pessoa muito gentil e foi assim que ele tirava a sua angústia: cantando. Ele ficava na frente do microfone e percebia que era hora de abrir a sua alma, e isso foi realmente uma coisa incrível de se testemunhar".

Perry: "Foi um mundo muito especial de onde surgimos, onde as coisas eram muito difíceis ao nosso redor. O que foi ótimo e grande sobre toda esta situação, era que estávamos escrevendo músicas sobre as nossas vidas e a nossa vida estava meio fudida, mas também foi ótimo e emocionante".

Perry: "É bom gritar sobre alguma coisa. Pode ser até sobre uma coisa negativa, mas é apenas uma maneira de tirar algo do seu peito, então você se sente melhor depois disso".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Perry: "Nos primeiros anos de banda era tudo o que você gostaria de um grupo: o SOUNDGARDEN era selvagem e eles não estavam 'domesticados'. Eles eram perigosos, resignados e estavam dispostos a lhe bater uma grande quantidade de dor se você abrisse os seus ouvidos para aquilo. Eles também não se importavam, só queriam deixar você ter e sentir tudo aquilo - e eu gosto disso".

Perry: "Eles atingiram uma certa altura como banda quando lançaram o 4º álbum de estúdio em 1994, 'Superunknown', em questão de composição e melodicamente falando - especialmente na canção 'Black Hole Sun'. Ele deixou uma música que o mundo inteiro irá se lembrar e agora o mundo inteiro tem uma música para os seus corações... E isso é tudo o que você pode pedir como músico para a sua vida".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dave Navarro: "Historicamente, se você olhar através dos tempos os artistas em geral são criaturas muito vulneráveis. Chris foi capaz de convocar os anjos e ele também foi capaz de convocar os demônios dentro da mesma música, com o mesmo instrumento. O alcance da emoção que ele tinha nunca foi paralelo a nenhum outro músico".

Dave: "É estranho falar sobre o avanço do seu legado, já que estamos todos muito traumatizados por isso... Perdemos um dos grandes e perdemos um dos melhores que já houve".

Dave: "Chris era uma pessoa bem camarada e tinha a voz dos anjos. Ele era vulnerável, introvertido e intenso ao mesmo tempo, e acho que isso ressoou nas pessoas".

Dave: "Como músico, Chris estava vindo de outra dimensão... Muitos dos materiais do SOUNDGARDEN foram criados em tempos e melodias muito estranhas. O que ele estava fazendo vocalmente tendia a endireitar estas estranhas assinaturas de tempo e ele conseguiu 'enganar' a platéia para pensarem que era um padrão normal - porque fazia sentido para nós. Agora, a sua atenção se foi sobre o que estava acontecendo com a sua paixão, o que estava acontecendo nas suas letras e o que estava acontecendo com a sua voz. O seu timbre vocal foi um presente de Deus, uma voz dada por Deus".

Dave: "Escutei o SOUNDGARDEN pela 1ª vez quando estava dirigindo o meu carro em Hollywood. Um amigo meu tinha uma fita cassete e ele havia me dito: 'Cara, coloque essa fita para tocar e escute a música 'Hands All Over' (lançada no 2º álbum de estúdio do SOUNDGARDEN em 1989, 'Louder Than Love'). Eu só me lembro de ter sido atingido por aquela canção, sabe? A levada era implacável, repetitiva e hipnótica. Sonicamente era bem diferente de qualquer coisa que já tinha escutado antes e então, Chris Cornell entra com o seu vocal..."

Confira o vídeo clipe da música "Hands All Over":




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Soundgarden"Todas as matérias sobre "Janes Addiction"Todas as matérias sobre "Chris Cornell"


Grunge: 5 clássicos em versões isoladas para saborear na quarentenaGrunge
5 clássicos em versões "isoladas" para saborear na quarentena

Chris Cornell: fotógrafo relata o que percebeu no último show do SoundgardenChris Cornell
Fotógrafo relata o que percebeu no último show do Soundgarden


Metallica e Iron Maiden: veja a diferença absurda de faturamento em shows nos EUAMetallica e Iron Maiden
Veja a diferença absurda de faturamento em shows nos EUA

Deuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos elesDeuses do Rock
O tempo passa para (quase) todos eles


Sobre Brunelson T.

Vocalista/guitarrista da banda Terrakiuz.

Mais matérias de Brunelson T. no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280