Slayer: Lombardo comenta criação musical e como achou Araya

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Slayer: Lombardo comenta criação musical e como achou Araya

Postado por Nacho Belgrande | Fonte: Playa Del Nacho

  | Comentários:

Imagem

“Eu sei que algumas pessoas ficarão surpresas com isso, mas eu não cresci no meio do rock e do metal”, disse o baterista do SLAYER, DAVE LOMBARDO, ao site NOISECREEP, em maio de 2012, direto de sua casa em Los Angeles. Estamos discutindo vários de seus projetos quando o rei do thrash começa a lembrar de sua juventude. “Eu me lembro de ser moleque e tocar Ike & Tina Turner, Chaka Khan, e Parliament – todos os estilos de música. Não me importava de que gênero era. Se eu gostasse de uma música, bastava para mim. Quando eu tinha cerca de 12 anos, meu irmão mais velho tinha um disco do [grupo] War e eu me lembro de sentar ali e ficar ouvindo aquilo uma vez atrás da outra,” diz o influente baterista de metal que atualmente toca no PHILM, que coincidentemente também tem em sua formação o baixista do War, Francisco ‘Pancho’ Tomaselli.

Nascido em Havana, Cuba, Lombardo imigrou para a Califórnia com seus pais quando ele ainda era bebê. “Morando em uma casa de cubanos, meus pais iam pra essas boites latinas quando eu era moleque. Lembro de ir e ver os homens jogando dominó, tomando café e falando sobre a terrinha. Era um lance bem voltado pra família. Mas o que eu mais me lembro são desses bailes que rolavam nesses clubes.”

“Minha mãe tentava fazer com que eu saísse e dançasse ao som das grandes bandas que tocavam nessas festas no clube social. Mas eu ficava nos bastidores, sentado numa banqueta de piano e olhando para os músicos da banda. Foi aí que meu fascínio com a idéia de ser músico começou. Minha mãe ficava muito puta e dizia, ‘Vamos, Dave! Tem várias garotas bonitas lá fora que querem dançar’. Mas eu estava mais interessado em assistir à banda tocando,” ri Lombardo, 47 anos de idade.

Foi numa dessas festas em clubes sociais que Lombardo teve seu primeiro contato com um futuro colega de banda e também lenda do metal: “Eu não acho que já tenha contado essa história antes, mas a primeira vez que vi Tom Araya foi quando uma banda na qual ele tocava se apresentou num desses grêmios latinos. Eu tinha 10 anos e Araya tinha 15. Eu acho que eles se chamavam Tradewinds e tocavam covers.”

“Anos depois, quando conheci Tom, eu perguntei a ele, ‘Você se lembra de ter tocado num clube na Avenida Slauson? Ele ficou impressionado com isso. Ele não acreditava que eu estava em uma daquelas apresentações.”

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Curiosidades
Todas as matérias sobre "Slayer"

Separados no nascimento: Tom Araya e Saddam Hussein
Parcerias Brilhantes: duplas que marcaram história
Dave Lombardo: o Philm tem uma expressão musical diferenciada
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Gary Holt: resistência matadora por tocar em duas bandas
E Se...: Sua banda favorita mudasse de gênero musical?
Slayer e Exodus: Gary Holt fala como é tocar em duas bandas
Dave Lombardo: Jeff não gostaria de ver o Slayer dessa forma
Lombardo: ele acha que nunca mais tocará novamente com o Slayer
Guitar World: 10 Álbuns clássicos essenciais do Metal
Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman
Pylon: recrutando Tim Gaines, do Stryper, para cover do Slayer
Slayer: Lombardo mente quanto a seu salário, afirma biógrafo
Dave Lombardo: menos de mil dólares por show com o Slayer
Dave Lombardo: eles não eram amigos, apenas parceiros de negócios

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande, 33 anos, residente em Marilia - SP, é professor de inglês e francês, apesar de formado em Técnico de Engenharia de Estúdio pelo Recording Workshop de Los Angeles, nos EUA. Suas lembranças musicais mais remotas datam de 1983, com a fervilhante passagem do Kiss pelo Brasil e da alta popularidade do Queen no país. Fã(nático) por Mötley Crüe (de quem tem mais de 100 CDs), segue de perto também o trabalho de Slayer, Krisiun, Guns N´ Roses, Van Halen e Ozzy Osbourne, entre outros.

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas