Agony Voices: A saudável depressão do Death Doom Metal

Resenha - Sin - Agony Voices

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Oriundo de Blumenau (SC), o Agony Voices tomou forma em 2005 como um tributo ao “Dance Of December Souls”, importante disco que o Katatonia liberou em 1993. Mas a coisa não ficou somente nos covers... Posteriormente seus músicos optaram em trilhar o sempre pedregoso – mas não menos prazeroso – caminho das composições autorais e agora está estreando com o independente “The Sin”.
Atenção músicos: vocês estão f-u-d-i-d-o-sGuns N' Roses: tudo parece muito surreal para Slash

E é sempre interessante observar até onde as influências sofridas pelas chamadas ‘bandas tributo’ transparecem nas músicas de sua própria autoria... Neste sentido, “The Sin” ainda mostra uma fortíssima e compreensível influência do mencionado Katatonia, mas também fica evidente todo o esforço em se explorar ao longo das sete faixas uma bem-vinda veia mais voltada ao Heavy Metal extremo, e os músicos não deixam nada a desejar.

Com andamentos lentos, uma seção rítmica bem explorada e linhas vocais guturais, a proposta do “The Sin” é um verdadeiro amálgama de Death, Doom e Dark Metal que, como não poderia deixar de ser, é sombrio até a última nota. E, aos que acham que o estilo é cansativo, fica a certeza de que os catarinenses têm plena noção de dinamismo e injetam muitas mudanças de andamento para estimular a atenção do ouvinte, o que fica bastante claro na faixa-título, “Forest Of Tears” e “Burning In Darkness”.

E o processo de composição para o sucessor de “The Sin” está em pleno vapor, onde o Agony Voices já adianta que virá com algumas diferenças e, inclusive, letras em português. Enquanto isso, toda a linearidade dos 50 minutos deste debut é recomendado ao público interessado na saudável depressão que somente os pecados da vertente Death Doom Metal conseguem extrair. Bom trabalho, pessoal!

Contato:
http://www.myspace.com/agonyvoices666

Formação:
Jonathan - voz
Barasko - guitarra
Jr. Klock - baixo
Luis - bateria

Agony Voices – The Sin
(2011 / independente – nacional)

01. Lady Of Valley
02. The Sin
03. Forest Of Tears
04. Mistake In Life
05. Tombstone Of Agony
06. Burning In Darkness
07. Forest Of Tears (original track 2007)

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Suicidio
Cinco clipes de Rock que abordam o tema

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Agony Voices"

Indústria
"Atenção músicos: vocês estão f-u-d-i-d-o-s!"

Guns N' Roses
Tudo parece muito surreal para Slash

Van Halen
"Ah, o que esses olhos viram!", diz segurança

Cópia Infiel: Ato 1, Raul Seixas e o Dolo de OuroBaixista Magnus Rosén quase morre durante vôo rumo à América do SulMetallica: guitarrista carioca grava medley com 102 riffsZakk Sabbath: a maior banda de covers do Black SabbathVersões originais: 10 músicas que foram "tomadas" emprestadasLady Gaga: veja mais fotos do ensaio com camisa do Iron Maiden

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online