Violeta de Outono: homenageando Syd Barrett em alto nível

Resenha - Violeta de Outono (Centro Cultural São Paulo, São Paulo, 03/07/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Diego Camara
Enviar correções  |  Ver Acessos

A história do guitarrista e vocalista Fábio Golfetti e do Rock Progressivo no Brasil se misturam, e em certos momentos até se perdem. Criador da banda ZERO e da banda VIOLETA DE OUTONO, juntamente com o baterista Claudio Souza, realmente o guitarrista tornou-se uma das principais - se não a principal - figura da história do rock progressivo brasileiro. O que se viu, para os que estavam presentes no Centro Cultural São Paulo na última quinta foi mais um capítulo desta belíssima história, quando o discípulo subiu ao palco para homenagear o mestre SYD BARRETT, uma de suas principais influências. Confiram abaixo os principais detalhes do show, com as imagens exclusivas captadas pelo nosso fotógrafo Fernando Yokota.

Felipe Andreoli: "Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."Megadeth: a canção que Dave Mustaine menos gosta

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Admito que eu não esperava tanto, mas uma fila enorme estava formada na frente da porta do Teatro Adoniran Barbosa, um dos mais belos e interessantes palcos da capital paulistana. Facilmente mais de 500 pessoas aguardavam a abertura das portas para ver o show da banda Violeta de Outono. Muitos fãs da banda, outros tantos fãs de PINK FLOYD e SYD BARRETT. Público fantástico para uma apresentação marcada em cima da hora. O público se aconchegou nas cadeiras do local, tanto na área superior quanto na inferior, e muitos acabaram ficando sentados no chão ou de pé nas laterais.

O show começou pontualmente às 20h30m. A banda subiu ao palco, em salva de palmas, para abrir o show com um setlist próprio. Logo de início a bela abertura de baixo de Gabriel Costa já animou a plateia e arrancou aplausos, e o que veio em seguida foi uma belíssima sequência, que começou com a clássica "Dia Eterno", do EP "Violeta de Outono" de 1987.

A banda logo se mostrava bastante surpresa com a lotação do ambiente, não esperavam também um público tão grande para aquela apresentação. A sequência de músicas próprias seguiu com grandes clássicos da banda como "Vênus" e "Blues", que contou com um perfeito solo de guitarra de Golfetti, que levantou o público de suas cadeiras. O set foi finalizado com "Fronteira", em ótimo nível.

A banda não levou muito tempo para começar a tocar o set principal. Abriram a sequência de músicas com "Arnold Layne", que já levou o público a loucura. A música é conhecida do repertório da banda, mas mesmo assim causou um grande impacto nos fãs. O público foi se soltando conforme o show ia desenrolando: a cantoria e a dança não demoraram muito para encher a plateia, que se deixou dominar pelo ritmo insano da psicodelia do palco.

Golfetti e cia então trouxeram uma bela sequência das músicas da carreira do mestre Syd Barrett, mostrando como sempre a técnica impecável do Violeta de Outono, que deu seu toque especial aos clássicos, com uma nova cor. Clássicos do Pink Floyd como "Astronomy Domine" e "Flaming" não podiam ter sido melhores. O som ainda contou com a excelente e enigmática "Octopus", entre outras de Syd Barrett.

A banda deixou o palco e muitas pessoas também se destinavam a ir embora, apesar da grande maioria ter aguardado as músicas que viriam no bis, que também prometiam. Sacaram "Lucifer Sam" e "Bike", além de fechar o show com "Tomorrow Never Knows" dos BEATLES, que para quem conhece a carreira da banda vê que esta é uma das músicas mais progressivas do quarteto londrino. Na versão do Violeta de Outono, porém, a música progressiva torna-se ainda mais realidade.

O show foi curto, durando apenas 1h30m, e diversos sucessos acabaram ficando fora. Os fãs parecem ter sentido falta, sobretudo, de mais músicas do Violeta de Outono. Apesar de tudo o show somente pode ser considerado um verdadeiro sucesso, seja pelo público presente, pela qualidade já reconhecida do Violeta de Outono e também pelas sempre ótimas condições e qualidade de som do palco do Centro Cultural São Paulo.

Violeta de Outono é:
Fabio Golfetti - Guitarra e Voz
Gabriel Costa - Baixo
Fernando Cardoso - Piano, órgão e sintetizadores
José Luiz Dinola - Bateria

Setlist:
1. Dia Eterno
2. Vênus
3. Blues
4. Algum Lugar
5. Cartas
6. Fronteira
7. Arnold Layne (cover do Pink Floyd)
8. No Good Trying (cover de Syd Barrett)
9. Flaming (cover do Pink Floyd)
10. See Emily Play (cover do Pink Floyd)
11. Octopus (cover de Syd Barrett)
12. Baby Lemonade (cover de Syd Barrett)
13. Gigolo Aunt (cover de Syd Barrett)
14. Astronomy Domine (cover do Pink Floyd)
Bis:
15. Lucifer Sam (cover do Pink Floyd)
16. Bike (cover do Pink Floyd)
17. Tomorrow Never Knows (cover dos Beatles)

Fotos: Fernando Yokota. Set completo no link abaixo.
https://www.flickr.com/photos/fernandoyokota/sets/7215764511...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Violeta de Outono"


Felipe Andreoli: Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra...Felipe Andreoli
"Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."

Megadeth: a canção que Dave Mustaine menos gostaMegadeth
A canção que Dave Mustaine menos gosta


Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

adGoo336