Noturnall: Provando que já tem sua legião

Resenha - Noturnall (Carioca Clube, São Paulo, 29/03/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Monica Prado
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Quando integrantes de bandas já existentes se juntam para fazer um novo projeto, geralmente o saldo é bom, mas no caso do Noturnall, o resultado é surpreendente. Noturnall é algo como um super grupo com membros do Angra e Shaman. Cada um contribuiu com suas novas ideias, seu talento e sua vontade de construir algo novo, cuja roupagem até então ninguém tinha usado anteriormente. Esta noite foi celebrada com a gravação do DVD do álbum que é um campeão de peso pesado, uma das melhores obras do Brasil.

5000 acessosUnplugged MTV: as dez melhores apresentações5000 acessosIron Maiden: duelo de guitarra de Steve Morse e Janick Gers

Todos ingredientes necessários para uma ótima noite estavam lá (no Carioca Club): casa cheia, evento beneficente (Casa Hope), produção caprichada e som de ótima qualidade. Quem compareceu pode conferir o resultado desta mistura.

Os caras tocam uma forma moderna e pesada de Metal Progressivo, com ótimos vocais de Thiago Bianchi, que está em grande forma, cantando as melodias tanto em tons altos como baixos. As guitarras são pesadas e abrasivas, ambas em riffs agressivos e solos melódicos e Léo Mancini mostra uma técnica muito boa, o baixo em forma técnica e pesada mostrando que Fernando Quesada é um excelente baixista, a bateria fantástica de Aquiles Priester, sem dúvida, um dos maiores bateristas Brasil, e os teclados criam diferentes atmosferas e grandes passagens, uma super trabalho de Junior Carelli.

Podemos notar que em todas faixas apresentadas, a produção de som é maravilhosa, feita pelo vocalista do SYMPHONY X, Russell Allen, juntamente com membros do Noturnall. Você pode ouvir todos os instrumentos perfeitamente, e ainda o aspecto moderno e agressivo está presente todo tempo.

‘No Turn At All’ abriu a noite, e a galera já pode entoar o refrão junto com a banda. O show segue com ‘St. Trigger’, que lembra muito Dream Theather. O público mostra que já sabe acompanhar.

Thiago diz: ‘Isso aqui é um show de heavy metal e nós vamos fazer todos os clichês de um show de heavy metal porque é ‘do caralho’’, e na sequência manda ‘Inferno Veil’, pedrada.

‘Zombies’ é uma faixa importante, pois há uma mudança de melodia frequente e a letra mostra toda sua força ‘Eu sou o escolhido!/ Eu sou o filho silencioso e revoltado/ Sou eu!/Tudo o que você sabe será desfeito/ Levante e lute!/ Empunhe a lâmina para cortar as mentiras / eu sou a luz!/Guiando você através da noite mais escura.’

‘Master of Deception’ antecede ‘Hate’, cujo nome (Ódio) já diz bastante, tem um vocal brutal que diz ‘Você está perdido no escuro?/ Sangue frio nas veias?/ Você se sente deprimido?/ Eu só quero ajudar e lembrá-lo/ que tudo o que você faz, vai encontrar seu caminho/ de volta/de volta para você!/ Ódio!/ Foda-se seu ódio! Tudo o que você enviar lá fora/ vai voltar para você!’

Um gigante solo de bateria antecede uma novidade, Thiago chamou ao palco Luiz Fernando Venturelli, 13 anos, que com seu violoncello acompanhou ‘Last Wish’. Grande momento da noite, uma excelente composição.

‘Symphony of Destruction’ (Megadeth) juntou os solos de Luiz Fernando e Leo. Um momento inusitado contou com o solo de Leo anunciando o Hino brasileiro, onde vários Anonymous mascarados no palco fizeram o teatro com a bandeira do Brasil. Ninguém resistiu. O Hino tomou conta do Carioca Club.

‘Fake Healers’ mostra um ótimo riff de abertura, uma estrofe grande e um refrão legal. Pesada, confira a letra: ‘Este é o homem que mente para você/ sua mão amiga te condenará/ em sua misericórdia, você vai encontrar a dor/ não confie neste falso curandeiro/ não há preço para a fé/e ela não é construída pelo ódio/ seu coração vai sangrar na bandeja deles/deixe que haja fé/ conduzida por erros/ seguindo besteiras de sacos de truques/ curar,curar, curar, curar.’

‘Sugar Pill provou ser uma excelente balada. ‘Nocturnal Human Side’ grande vocal, em um dueto de Thiago com Russell Allen, que veio trazer uma super performance ao show, com seu talento e presença marcante.
‘Stand Up And Shout’ (Dio) trouxe apenas Russel nos vocais, um grande momento e War Pigs (Black Sabbath) mostraram toda a força das bandas originais. O público enlouqueceu, literalmente.

Destaque para o visual criado pelos vídeos exibidos no telão, todos referentes a cada faixa executada. Muito bem produzidos.

Fim de show. DVD quase pronto. Público satisfeito. Noturnall prova que já tem sua legião.

Agradecimentos à produção do show que nos presenteou com um super CD da banda.

Line up
Thiago Bianchi - vocal
Léo Mancini - guitarra
Fernando Quesada - baixo
Aquiles Priester - bateria
Junior Carelli - teclado

Set List
No Turn At All
St. Trigger
Inferno Veil
Zombies
Master of Deception
Hate
Solo de Bateria
Last Wish
Symphony of Destruction
Fake Healers
Sugar Pill
Nocturnal Human Side
Stand Up And Shout
War Pigs

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Noturnall (Carioca Clube, São Paulo, 29/03/2014)

4044 acessosNoturnall: Um renascimento para músicos que vieram pra ficar3412 acessosNoturnall: Banda veio para renovar o cenário do metal nacional

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Noturnall"

Aquiles PriesterAquiles Priester
O que acontece quando ele esquece das luvas

Liga a TVLiga a TV
Músicos que foram revelados em programas de televisão

Rock x PolíticaRock x Política
Quem disse que não sai coisa boa dessa mistura?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de abril de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Noturnall"

Unplugged MTVUnplugged MTV
As melhores apresentações segundo Gibson.com

Iron MaidenIron Maiden
Duelo de guitarra de Steve Morse e Janick Gers

Alice in ChainsAlice in Chains
Layne Staley encontrado morto aos 34 anos

5000 acessosFabio Lione: conheça a namorada e a filhinha do vocalista5000 acessosOzzy Osbourne: filho mais velho do vocalista está falido5000 acessosMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros5000 acessosRush: o discurso mais criativo e engraçado da música5000 acessosRush: Geddy Lee comenta a morte de Lemmy3775 acessosMotorhead: Lemmy no comercial da cerveja Kronenbourg 1664

Sobre Monica Prado

Sou formada em Engenharia pela E. E. Mauá e atualmente curso Filosofia na FFLCH-USP. Sou professora e tradutora de Inglês. Amo música e curto desde música clássica até o Heavy Metal. Música brasileira não é meu forte, mas sei apreciar um som de qualidade. A música me ajuda a sobreviver neste mundo, e ele ainda vale a pena por causa dela!

Mais matérias de Monica Prado no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online