Matérias Mais Lidas

Youtuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiroYoutuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiro

A opinião de Lucas Inutilismo sobre o System of a Down e a arrogância no metalA opinião de Lucas Inutilismo sobre o System of a Down e a arrogância no metal

Iron Maiden: veja Adrian Smith cantando Wasted Years durante show do Smith/KotzenIron Maiden: veja Adrian Smith cantando "Wasted Years" durante show do Smith/Kotzen

Fabio Lione revela como funciona pagamento de cachê nas bandas gringasFabio Lione revela como funciona pagamento de cachê nas bandas gringas

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

O comovente significado da cruz da capa de Appetite for Destruction, segundo Axl RoseO comovente significado da cruz da capa de "Appetite for Destruction", segundo Axl Rose

Måneskin: Victoria De Angelis posta foto nua na cama e fãs elogiamMåneskin: Victoria De Angelis posta foto nua na cama e fãs elogiam

John Lennon: como Simone conseguiu autorização de Yoko Ono para gravar Então é NatalJohn Lennon: como Simone conseguiu autorização de Yoko Ono para gravar "Então é Natal"

Black Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontroBlack Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontro

Nirvana: como foi o encontro de Kurt com Duff McKagan, dias antes do suicídioNirvana: como foi o encontro de Kurt com Duff McKagan, dias antes do suicídio

Loudwire: 10 músicas de metal impossíveis de cantarLoudwire: 10 músicas de metal impossíveis de cantar

Jornal Notícias Populares já fez manchete que associa lesão de Ronaldo à mão chifradaJornal Notícias Populares já fez manchete que associa lesão de Ronaldo à mão chifrada

Machine Gun Kelly deu anel de noivado com espinhos para Megan Fox: amor é dorMachine Gun Kelly deu anel de noivado com espinhos para Megan Fox: "amor é dor"

Gary Holt parabeniza o aniversariante Derrick Green e rasga elogios ao vocalistaGary Holt parabeniza o aniversariante Derrick Green e rasga elogios ao vocalista

Capital Inicial: o surpreendente motivo pelo qual Dinho Ouro Preto começou a usar drogasCapital Inicial: o surpreendente motivo pelo qual Dinho Ouro Preto começou a usar drogas


Black Sabbath: Em Porto Alegre, O Caos Ordenado!

Resenha - Black Sabbath e Megadeth (Estacionamento da FIERGS, Porto Alegre, 09/10/2013)

Por Marcos Dias Mathies
Em 12/10/13

Entro na Zoeira às 19:20, mais ou menos, com o Hibria já desmantelando um Power Metal rápido e Efusivo, muito competente e virtuosisísísísíssimo. O vocal canta tão alto quanto o André Matos, mas sem falsete, é voz de cabeça mesmo. IMPRESSIONANTE. É muito gratificante saber que existe uma banda gaúcha desse cacife levantando a bandeira pagos (terras distantes) afora.

Logo termina, e então entra no palco o Demônio Loiro da agressão e da revolta disciplinada... Dave Mustaine & Megadeth. Véy, essa banda é animal. Realizei um sonho de poder vê-los ao vivo. As músicas baixaram de tom, e casaram perfeitamente com a voz - agora grave - rouca e robótica do Alemão Renegado. PUTA QUE PARIU! O Chris Broderick toca os solos do Friedman com um pé na cabeça! Chega a ser ultrajante!
O Megadeth é uma banda de protesto... A Intro com a imagem de uma linha de produção de Metal Pesado esculpindo o logo da banda já deu a idéia de o que se trataria o show: Revolta contra o sistema opressivo de produção em massa, e o que este impõe à humanidade: Lucro, ganância, Guerras, Ódio, Esquizofrenia, dependência química... Contra tudo o que há de errado no mundo e nos vendem como normal.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

No show do Megadeth, as músicas eram acompanhadas por imagens no telão, que complementavam a mensagem que estas queriam transmitir. Hangar 18, a abertura, foi catacômbica (Cataclisma + Hecatombe +) Alienígenas de Roswell invadiram a Fiergs quando o refrão denunciava de que nós já sabíamos de mais sobre a Area 51:

""Possibly I've seen to much Hangar 18 I know too much"

e a sensação misturada de terror, medo, raiva, e alegria se misturaram e formando algo nunca sentido! Outro destaque foi para "Peace Sells... But Who's Buying?"

"Ah... Quer dizer que por eu ter meu cabelo comprido, minhas roupas pretas, minha revolta... Eu não posso pagar minhas contas? Quer dizer que não me interesso por política...? Que eu não tenho sentimentos.? Eu pensei que tu nem mesmo pudesse sentir!"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A sociedade não aprova esse comportamento arredio dos Headbangers (Metaleiros), porque afinal, a paz é rentável. A paz vende. É preciso a comodidade e a ordem pra continuar a exploração do homem pelo homem.

A imagem do Dave solando era algo infernal. O Demo loiro se conjurava à guitarra e parecia que aquele instrumento era uma criatura da escuridão que gritava muito alto... Parecia... que ele instigava e ao mesmo tempo dominava aquele aparelho de chaos para controle da massa que estava ali assistindo.

O show termina, e um misto de euforia com ansiedade vem ao peito, por saber que aquele show fodástico do Megadeth tinha terminado para que os Deuses da Destruição pudessem entrar no palco, e trazerem a sonoridade revoltosa do ocidente europeu do século 20 para a cidade de Porto Alegre. Quarenta anos depois.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

As sirenes de ataque aéreo/bombardeio ecoaram Zona Norte afora, avisando que os estouros eram iminentes. War Pigs, velho! War Pigs! O primeiro acorde do Tony Iommi veio como um soco na fonte. A alegria quase infantil que tomou conta da geral, foi emocionante. Pessoas de diversos lugares, histórias, sentimentos, frustrações, motivações... Todos estavam ali para poder assistir àquele show. Eram 30.000 corações e mentes pensando e sentindo a mesma coisa: Realização. Os gritos de euforia vinham de longe, cada um reagindo de uma maneira. Urros de raiva, gritos de desespero, palavrões, xingamentos... Tudo isso era berrado para poder expandir a energia de objetivo cumprido: ver os Deuses do Metal Pesado. Aqueles que saíram do subúrbio industrial de Birminghan, permeado de pobreza e violência, que criaram um som que retrata a desordem mental e a opressão que a indústria pesada de metal faz ao trabalhador.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

"Generais reunidos em suas massas, Como bruxas numa missa negra,
Mentes diabólicas que tramam destruição, Feiticeiros da criação da morte,
Nos campos os corpos queimando, Enquanto a máquina de guerra continua agindo,
Morte e ódio à humanidade, Envenenando suas mentes com lavagem cerebral! "
"Oh, Deus, yeah!"

A letra é de 1970. O tema? Guerra do Vietnam. Diga-me, meu amigo... O que mudou nos dias de hoje, para que esse tema não se aplique mais à realidade? Nada. A história é a mesma. a Idade Contemporânea é a mesma. Os problemas são os mesmos. "Ah mas eu não entendo nada o que eles falam, e é só barulho e gritaria". Velho, tu não entende nada porque tu não quer abrir teus olhos para a realidade. Tua percepção não é condicionada a compreender o Chaos que o mundo industrial vive. A dominação é soberana, e eu e tu somos dominados. A diferença é que eu sinto raiva. E tu, complacência.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O baixo do Geezer Butler é um tanque de guerra de 4 cordas, velho. A timbragem do bagulho é suprasensitivo. Sério. É uma mistura de um Twister F5 com Brisa de verão. Ele tira tudo quanto é frequência de modo a preencher à presença de uma única guitarra na banda, é insano. O vô toca aquele baixo com uma agressividade de minerador. Sério. Um tapa dele derruba qualquer lutador de UFC velho. O Loko bate no baixo.

Into the Void... "A humanidade terminou com a Terra devido a tanta poluição, guerras e ódio..., O último passo será dado: colonizar o vazio sideral... Pro suicídio final. "

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Velho... Não sei em que tom essa música foi tocada. Acho que Dó negativo. Sério, o treco era tão pesado que parecia que tua cara ia derreter... Numa cadência de 20 bpm, quase parando... Quando a oitavada nos bordões do Tony Iommi entrou riffando almas afora, a ficha caiu: Era o Sabbath, mano! O Sabbath! Nessa hora, geral estava recuperando o fôlego e foi possível ver lá no palco aquela figura desajustada: Ozzy Osbourne. Os olhos pintados de preto realçavam a luz branca que seus olhos do irradiavam. Sério. Quê luz tem esse cara! Imagina alguém ter nascido pra dar errado e ter dado... Certo?? É praticamente isso. Ozzy passa no palco uma mensagem de "foda-se" eu tô aqui. Eu vivo um sonho." E sabe intimar a platéia de um jeito muito engraçado. Um velho de mais de 60 anos que parece um guri de 20. Esse é o Ozzy.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Conseguir ouvir a Black Sabbath, do Black Sabbath... Logo no telão figuraram 2 Demônios alados. Era a hora, cara! A Hora de encontrar o capeta, velho! O Acorde em Sol com quarta aumentada, veio cortando cabeças. Era o terror implantado. Gritos de medo ecoavam no Estacionamento. Maluco: Era o Demo cara. O Belzebú tava no palco, véy.

"Uma grande figura negra com olhos de fogo, Dizendo às pessoas seus desejos, Satã está sentado lá, ele está sorrindo, Observem aquelas chamas crescendo cada vez mais, Oh não, não, por favor Deus me ajude!"

A bateria virando nos infinitos tons pra morrer no surdo era sentido a cada pressão no peito. Pensei que os nego iam implodir corações naquele lugar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Solo de baixo com wah wah do Geezer foi muito tri, cara. Sério. Aquela amplitude de grave e agudo dentro de um trator foi muito bala. O som que antes retumbava tuas vísceras agora oscilava entre o peito e o Melão, kkkkkk. Introdução pra N.I.B. Nativity in Black.

"Escute a minha proposta, eu tenho muito pra te oferecer. Só peço que tu sejas fiel à mim." Isto é uma declaração de amor daquele que se revoltou. Uma declaração de amor daquele que nunca amou. Uma declaração de amor do renegado... Leve isso ao extremo. Isso é Black Sabbath. Sim, o Diabo também se apaixona:

"Algumas pessoas dizem que meu amor não pode ser real
Por favor acredite em mim, meu amor, e vou te mostrar
Vou te dar as coisas que você julgava impossíveis
O sol, a lua, as estrelas, todas trazem meu selo...

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"Agora tenho você comigo, sob meu controle
Nosso amor se fortalece a cada hora
Olhe em meus olhos, você verá quem eu sou
Meu nome é Lúcifer, por favor segure minha mão."

Já no final do show, destaco a "Children of the Grave" para descrever unicamente Tony Iommi, o precursor. A Intro com características medievais em terças, já dizia que o vandalismo estava vindo.... A guitarra tocando a música em Tom de (menos) – Dó (que pertence aos reais até o infinito), proporcionava ondas sonoras que lembrava um transformador de rua de indústria pesada. Um som elétrico, de alta voltagem... Era possível ver as ondas sonoras distorcidas, O Estímulo auditivo possibilitava enxergar o som, já que a onda mecânica que vinha das PA’s entravam nos ouvidos como se fosse duas adagas. O peso natural da 5° Justa oitavada, era acumulado junto ao Hovercraft da bateria, e o tanque de guerra do baixo, que fazia o chão tremer. A guitarra liderava os Riffs, com um Gentleman tocando. Tony Iommi é uma divindade terrena. Não se sabe onde começa, e onde termina a guitarra e seu corpo já franzino. As pentatônicas do braço eram bálsamos de orientação melódica em meio a uma harmonia densa, crua, e intensa que afetava os sentidos mais elementares à sobrevivência humana. A vontade de Bangear a cabeça até ficar tonto, era maior que a necessidade de manter-se respirando e em pé. A urgência de liberar os movimentos do corpo de modo a acompanhar a música dominava qualquer tipo de racionalidade. A massa se transformou em criaturas disformes, em um ritmo compassado e coordenado de movimentos corporais primitivos quais à símios em tempos de caverna. Era a regressão ao estado mais natural da o homem: a Selvageria.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A música terminou, e as luzes se acenderam. Ozzy, intica a plateia a gritar, caso queiram um bis. E o público atende urrando a última voz da garganta no desejo de ouvir mais uma música. Tony puxa um cromatismo desde a primeira casa da guitarra, e arrasta a palheta nos bordões. O som que sai daquele instrumento é indescritível. Uma provocação, do que viria: A primeira música que faz a cabeça de uma criança em idade de descobrir este estilo musical agressivo e revoltoso: É Paranoid, filha da puta.

O público que parecia estar exausto, reascende à plena agitação no momento em que a bateria entra. Todos pulam tentando alcançar ao céu, e se empurram numa tentativa de contagiar à existência humana da alegria de ter realizado um sonho, e de que, infelizmente, aquela era o fim da fantasia.

O Show termina, as luzes se acendem, e o que se vê é a felicidade de todos os presentes. Abraços, choro, e até alguns rezando... Sabe-se lá o quê.

Publico essa resenha, para que todos os amigos que não foram, e que gostariam de terem ido, compartilhem dessa experiência. Aqueles que me conhecem pessoalmente, espero que eu consiga ter passado aquilo que senti, pra vocês. E não foi pouco.


Outras resenhas de Black Sabbath e Megadeth (Estacionamento da FIERGS, Porto Alegre, 09/10/2013)

Black Sabbath: Obrigado Deus Pelo SabbathBlack Sabbath
Obrigado Deus Pelo Sabbath

Black Sabbath + Megadeth: Como foi a apresentação em Porto AlegreBlack Sabbath + Megadeth
Como foi a apresentação em Porto Alegre

Hibria, Megadeth e Black Sabbath: resenha de um show memorável

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Black Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontroBlack Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontro

Black Sabbath: Bill Ward elege o álbum mais corajoso feito pela bandaBlack Sabbath: Bill Ward elege o álbum mais corajoso feito pela banda

Tony Martin diz que Iommi liberou e seus álbuns com Black Sabbath serão relançadosTony Martin diz que Iommi liberou e seus álbuns com Black Sabbath serão relançados

Black Sabbath: Bill Ward fala quem foram os bateristas que mais o influenciaramBlack Sabbath: Bill Ward fala quem foram os bateristas que mais o influenciaram

Bill Ward conta o que o deixa impressionado no cenário atual do heavy metalBill Ward conta o que o deixa impressionado no cenário atual do heavy metal

Ozzy Osbourne: todos os álbuns solo, do pior para o melhor, pela Classic RockOzzy Osbourne: todos os álbuns solo, do pior para o melhor, pela Classic Rock

O sacrifício que Bill Ward teve que fazer para ajudar a gravar Heaven And HellO sacrifício que Bill Ward teve que fazer para ajudar a gravar "Heaven And Hell"

Tony Martin fala sobre a chance de seus álbuns com o Black Sabbath serem relançadosTony Martin fala sobre a chance de seus álbuns com o Black Sabbath serem relançados

Tony Iommi diz qual foi o problema que motivou demissão de Ozzy OsbourneTony Iommi diz qual foi o problema que motivou demissão de Ozzy Osbourne

Cinquentões: 15 álbuns de rock e heavy metal que completarão meio século em 2022Cinquentões: 15 álbuns de rock e heavy metal que completarão meio século em 2022

Tony Iommi abre o jogo sobre os boatos de gravar algo com Brian MayTony Iommi abre o jogo sobre os boatos de gravar algo com Brian May

Tony Iommi redescobriu banda dos anos 70; não gostava muito naquela épocaTony Iommi redescobriu banda dos anos 70; "não gostava muito naquela época"

O que Tony Iommi acha da ideia de criar uma banda e cair na estrada? Ele comentaO que Tony Iommi acha da ideia de criar uma banda e cair na estrada? Ele comenta

A reação de Dio ao fazer show com o Sabbath e descobrir que Tony Martin estava láA reação de Dio ao fazer show com o Sabbath e descobrir que Tony Martin estava lá

Olha a hora: 15 músicas com a palavra time no títuloOlha a hora: 15 músicas com a palavra "time" no título


Black Sabbath: Ozzy exibe bandeira do Brasil na ArgentinaBlack Sabbath: Ozzy exibe bandeira do Brasil na Argentina

Como cantar grandes clássicos do Heavy MetalComo cantar grandes clássicos do Heavy Metal

Black Sabbath: a relação do grupo com a MaconhaBlack Sabbath: a relação do grupo com a Maconha


Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos