Rock Day Eusébio: Darkside num verdadeiro liquidificador humano

Resenha - Darkside (Rock Day Eusébio 2013, Eusébio, CE, 27/07/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo M. Brauna
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

FOTOS: Arquivo Underground.

"Quero ver todo mundo jorrando sangue pelos ouvidos nessa porra!" Assim começava mais uma apresentação da DARKSIDE que tornou a arena coberta do polo de lazer de Eusébio (CE) num verdadeiro liquidificador humano. Além dos seus integrantes, Marcelo Falcão (vocal), Tales Groo (guitarra, backing vocal), Renato Filtro (baixo, backing vocal) e Richardson Lucena (bateria) ainda subiu ao palco Helder Jackson, guitarrista que gravou 'Prayers in Doomsday' e que está "ausente" da banda desde abril desse ano. O show foi parte do festival 'Rock Day Eusébio 2013'realizado pela 'Hellsébio Produções' que contou com o apoio da secretaria de cultura daquela cidade e da 'Gino Production'.

A moçada banger de Eusébio esteve de parabéns, pois compareceu em peso naquela tarde de domingo. Ao todo foram nove bandas da cena cearense que atraíram até mesmo caravanas ao local. Archard, Gorewar, Dynamite, Warbiff, Thunda, D.E.P., Morddor e Catholic Youth contribuíram para o grande sucesso desse festival que já completou a quarta edição. O evento que teve como tema "Liberdade, Música e Desenvolvimento" provou que o rock pesado além de arte é um grande agregador da atitude pacífica de protesto, onde pessoas tiveram a oportunidade de "rasgar o verbo" com relação ao descumprimento de alguns setores de suporte à população.

Marcelo Falcão
Marcelo Falcão

Já passando das 19:00h Gorewar cede o palco para Darkside. Depois do pronunciamento do excêntrico locutor Vansmacy Vangleuson a banda segue explodindo nos PAs a introdução 'The Apocalypse Bell pt. II, novo tema de abertura de shows que o grupo vem utilizando desde o ForCaos 2013. A nova canção 'Legacy of Sadows' é emendada e mais uma vez mostra para a banda que pelo menos ao vivo ela funciona perfeitamente. Esses dois temas já estão escalados para o próximo trabalho da banda.

Tales Groo
Tales Groo

Quem ainda não estava em frente ao palco foi puxado pelos riffs de 'Sicrificed Parasites', primeira execução do álbum 'Prayers in Doomsday' (2012), a emoção de quem não havia conferido a banda tocar com Helder foi nítida e assim foi notada a satisfação do guitarrista em estar mais uma vez lado a lado dos seus "ex-colegas". A melhor parte da música que é o seu refrão grudento ganha mais força cantado ao vivo com os backings de Renato e Tales. Destaque para as bases rasgadas que elevam os alto-falantes ao limite, antecedendo o "grito de guerra".

Renato Filtro
Renato Filtro

Quando o primeiro clássico do set, 'Born for War' é tocado, o espaço se torna num imenso coral. O despejo de riffs thrash atirados às pessoas amplia a razão para tantas rodas, sem falar na "covardia" dos ataques de Richardson que parece montar em uma metralhadora, não numa bateria. A platéia em peso massacrante anula por completo a audição dos PAs cantando o seu refrão, um momento glorioso para público e banda, assustador para quem não entende a força do Metal!

Richardson Lucena
Richardson Lucena

Hora do resgate de velhos clássicos e digo mais, hora de chamar um velho amigo, Ricardo Silveira, guitarrista da Frozen Fire, banda que fez muito banger entortar a cervical nos anos noventa é convidado a participar na música 'Fragments of Time'. O guitarrista deu um show à parte e mostrou pra todos nós que a lenha continua queimando. Enquanto isso a turma lá em baixo não parava de agitar ao som desses veteranos. Cumprimentos e agradecimentos feitos, Ricardo se despede, terminando o momento nostálgico da apresentação ovacionado pelos presentes.

Ricardo Silveira (Frozen Fire)
Ricardo Silveira (Frozen Fire)

Mais uma vez Helder assume a guitarra para dar continuidade à pancadaria que veio através de 'Anticitzen One', a essa altura os moshes já dominavam o palco fazendo chover headbangers de cima. Homens e mulheres se amontoavam na festa enquanto a banda riscava no ar os riffs violentos do Metal. Outro destaque do evento foi o companheirismo de cada pessoa na festa, algo comum entre fãs de som pesado.

Helder Jackson
Helder Jackson

Com a poeira da pista ainda suspensa (afinal o local é realmente uma arena com solo coberto por minúsculas rochas) e um breve comentário do vocalista Marcelo sobre a sua renite, eis que o frontman manda se foder a sua alergia e chama o clássico maior da banda, 'Bubonic'! Renato não economiza nas cordas do baixo e Tales com a sua inquietante performance sempre convidava o público a cantar junto. Momento mágico com todos bangeando e fazendo ecoar o refrão.

Galera participando do show
Galera participando do show

O set segue com mais uma do álbum 'Eclipsed Soul' (2004) e executa 'Shades of Decay' que não deixa o "sangue parar de jorrar", por fim a banda termina com mais uma a figurar no próximo álbum, 'Megashits on Microminds', séria candidata a clássico tocada pela primeira vez com duas guitarras, a canção nem foi lançada ainda oficialmente e o público já surpreende os músicos cantando algumas partes. Ao final da apresentação, Tales Groo não segura a emoção e se lança no meio da multidão enquanto o restante do grupo é aplaudido pelos fãs.

Tales Groo sendo segurado pela galera
Tales Groo sendo segurado pela galera

Não se tem certeza que Helder Jackson retornará definitivamente à banda, mas pelo que o guitarrista me passou antes de começar o show é que "existe o interesse de retornar ao time". Como espectador da banda não vejo o por quê dessa lacuna ainda existir, porém acredito que detalhes serão acertados e o Darkside nos brindará com grandes surpresas até a chegada do novo álbum. Até lá a multidão agradece por participar de festas como essa oferecida pelos irmãos de Eusébio. E que o Metal continue unindo forças pra vencer!

Set List:

The Apocalypse Bell Pt. II/Legacy of Shadows;
Sacrificed Parasites;
Born for War;
Fragments of Time;
Anticitzen One;
Bubonic;
Shades of Decay;
Megashits on Microminds.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Dark Side"Todas as matérias sobre "Darksyde"


Melhores de 2012: as escolhas do redator Leonardo Daniel TavaresMelhores de 2012
As escolhas do redator Leonardo Daniel Tavares


Heavy Metal: Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o LoudwireHeavy Metal
Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o Loudwire

Two and a Half Men: Participações de astros do rockTwo and a Half Men
Participações de astros do rock

Tragédia e dor: O Blues, o Rock e o DiaboTragédia e dor
O Blues, o Rock e o Diabo

Kiss: "Rock and roll é um trabalho para otários!"Andreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarristaOlavo de Carvalho: Segundo ele, o Heavy Metal emburreceMetallica e Megadeth: músicas de uma com o vocal de outra

Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde adolescente vive a cultura do Rock/Metal. Além do Whiplash, o redator escreve para a revista Roadie Crew e é assessor de imprensa da Roadie Metal. A sua dedicação se define na busca constante por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna no Whiplash.Net.