Dream Theater: relaxado e feliz na noite do Rio de Janeiro

Resenha - Dream Theater (Citibank Hall, Rio de Janeiro, 31/08/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Junior
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Próximos de encerrarem a turnê vitoriosa do disco “A Dramatic Turn Of Events“, a banda Dream Theater estava relaxadíssima no Rio de Janeiro, na casa de espetáculos Citibank Hall, espaço já acostumado a receber a banda, já que foi a terceira vez consecutiva em que o grupo por lá se apresentou.

5000 acessosPortnoy: ele entende porque os caras do DT recusaram o convite5000 acessosPorn Metal: Filmes para inspirar os headbangers solitários

Fazia frio na capital carioca e pouco menos de 2 horas antes do show caiu uma forte chuva, o que poderia ter desanimado os fãs da banda para comparecerem ao primeiro show de Mike Mangini como músico oficial da banda após a saída do baterista, compositor e letrista da banda, Mike Portnoy. Mesmo assim, a quantidade de pessoas que ainda iriam comprar ingresso era muito grande e a demora para entrega do ticket foi fundamental para que algumas centenas de pessoas perdessem as primeiras canções.

A banda foi ovacionada por uma multidão de quase 8 mil pessoas (a capacidade da casa é de 20 mil) e foi presenteada com clássicos de quase todos os discos e com performances que não desapontavam os fãs mais ortodoxos da formação original, com ênfase é lógico, no repertório mais recente do disco lançado ano passado.

Claramente se percebia o quanto a banda estava relaxada e quase não se levando a sério (no bom sentido) durante as quase três horas de apresentação. James LaBrie (vocalista) conversou muito com a plateia incluindo um discurso cômico sobre o vôo entre Belo Horizonte e Rio de Janeiro que não fora nada agradável. Durante o pequeno set-list acústico que incluiu Silent Man e Beneath the Surface, conversou com o público, chamou Mangini (baterista) para cantar canções em italiano, viu Jordan Rudess (tecladista) improvisar um acompanhamento para uma canção desconhecida e o sempre risonho John Petrucci (guitarrista), como um cavalheiro, conduzindo as resposta do vocalista, feliz e em um estado de espírito diferente do que se viu nas últimas apresentações. Até mesmo John Myung (baixista) saiu do seu lugar no palco e interagiu com Mangini em diversas canções da apresentação, fez caras e bocas, além de jogar sua longa cabeleira para frente e para trás várias vezes. A atmosfera na plateia sempre foi de catarse nos shows da banda, mas desta vez, o que se viu no palco foi uma banda além do costumeiro entrosamento, uma banda feliz.

Se havia expectativa em relação a troca dos Mikes (Portnoy por Mangini) ela foi plenamente satisfeita. Mangini tem um estilo peculiar (uma técnica mais abrangente e por vezes até mais suave) mas manteve o peso e a destreza do músico nova-iorquino que substituíra. Fazendo caretas quase o tempo todo, o novo baterista do Dream Theater ganhou atenção dos seus novos colegas (com quem já interage a mais de 2 anos) no show, não decepcionou em momento algum e tocou os clássicos da banda como Metropolis Pt. 1 (a canção do bis) 6:00 (canção do clássico Awake), embora tenham deixado de fora do set, por exemplo, todas as faixas de Train of Thought (2003).

O palco era simples, mas também deu uma leve demonstração de mudança da apresentação da banda. Com cubos que ora mostravam Jordan Rudess, com uma câmera na extremidade do seu teclado ou as performances individuais dos músicos no palco. Foi uma novidade à parte, já que os shows da banda não tem pirotecnia muito sofisticada além de vídeos no monitor gigante, que é utilizado trivialmente por quase todo o universo artístico.

Confira abaixo o set-list abaixo e um vídeo em que o PipocaTV/Aliterasom estava na tarde de autógrafos em Nova Iorque em setembro do ano passado.

Overture: Dream is Collapsing (Hanns Zimmer)
01 – Bridges In The Sky
02 – 6:00
03 – The Dark Eternal Night
04 – This is the Life
05 – The Root of a Evil
06 – Lost Not Forgotten
07 – A Fortune In Lies
08 – Solo Mike Mangini
09 – The Silent Man
10 – Beneath the Surface
11 – Outcry
12 – Surrounded
13 – Solo Jordan Rudess
14 – On The Back of Angels
15 – War Inside in My Head
16 – The Test that Shumped Them All
17 – The Spirt Carries On
18 – Breaking All Illusions

Bis

19 – Metropolis Pt.1 – The Miracle and the Sleeper

Vídeo do PipocaTV/Aliterasom na tarde de autógrafos ano passado em Manhattan

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 01 de setembro de 2012
Post de 06 de setembro de 2012

Mike PortnoyMike Portnoy
Ele entende porque os caras do Dream Theater recusaram o convite

878 acessosNeno Fernando: Vocalista lança tributo ao Dream Theater307 acessosDarkos: os incríveis solos de guitarra de John Petrucci0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dream Theater"

GibsonGibson
As dez melhores composições épicas do rock

Derek SherinianDerek Sherinian
Tecladista fala sobre Kiss e Yngwie Malmsteen

Dream TheaterDream Theater
Ouça um impressionante cover de "Pull Me Under"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Dream Theater"

Porn MetalPorn Metal
Filmes para inspirar os headbangers solitários

Rock in RioRock in Rio
Algumas das maiores vaias em edições nacionais

CoverCover
15 bandas que são quase tão boas quanto o original

5000 acessosSlipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você5000 acessosManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?5000 acessosVelocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multado5000 acessosThe James Gang - A gangue encrenqueira do rock5000 acessosJanaína Paschoal: "Prefiro Pink Floyd e Dire Straits a Iron Maiden"4607 acessosPunk: três exemplos de como tocar na batera também é difícil

Sobre Daniel Junior

Daniel Junior é blogueiro do Diário do Pierrot e do site The Crow (especializado em cinema). Colabora com o site Seriemaníacos (sobre séries de TV) e com o blog Minuto HM. Começou seu amor pelo rock por causa do Kiss e do Black Sabbath até conhecer outras bandas pelas quais nutriria paixão e admiração como Metallica, Rush, Dream Theater, Faith No More e tantas outras. Twitter: @diariodopierrot.

Mais matérias de Daniel Junior no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online