RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemO que faltou para o Overkill entrar no "Big Four" do thrash, segundo D. D. Verni

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words


Duff McKagan no RJ: belo exemplo de rock n' roll e atitude

Resenha - Duff McKagan's Loaded (Vivo Rio, Rio de Janeiro, 18/11/2011)

Por Gabriel von Borell
Postado em 21 de novembro de 2011

Depois da confusão sobre o cancelamento do show do Duff McKagan’s Loaded no Rio de Janeiro, a apresentação do ex-baixista do Guns N’ Roses no Vivo Rio na última sexta-feira (18) acabou sendo realizada, para alegria de muitos fãs desesperados com a possibilidade de não assistir à banda ao vivo.

E no estilo "quem ri por último ri melhor" os cariocas puderam aproveitar de um set maior, com muita disposição do Loaded em agradar, e algumas surpresas. Apesar do pouco público, o show foi bem intenso e os fãs que compareceram representaram bem a galera roqueira da Cidade Maravilhosa.

A apresentação da banda começou pouco depois de 22h15, quando as luzes do Vivo Rio se apagaram e Duff McKagan (vocais, guitarra), Mike Squires (guitarra solo), Jeff Rouse (baixo) e Geoff Reading (bateria) surgiram no palco. De cara o grupo tocou "Executioner’s Song", do novo álbum "The Taking" (2011), e recebeu uma boa resposta da plateia. O público continuou aquecido com "We Win" e "Sleazy Factory". Nesse momento, Duff aproveitou para falar sobre a questão da nota de cancelamento do show e do quanto eles queriam tocar no Rio de Janeiro e se empenharam para tal. Pouco depois veio "Dark Days", música em que o ex-baixista do GNR desceu do palco e chegou bem perto dos fãs que estavam próximos à grade. E eles acabaram aproveitando a situação para encostar em Duff e tirar fotos o mais perto possível. Tudo naquele desespero de fã.

Então o show seguiu com os covers do The Damned "New Rose", que está presente no disco do GNR "The Spaghetti Incident?", e do Neurotic Outsiders "Good News". Mais tarde, Dave "Snake" Sabo entrou no palco para tocar guitarra em um curto solo de "Monkey Bussiness", de sua antiga banda Skid Row. Agradando aos fãs, alguns segundos depois Snake saiu de cena sob muitos aplausos. E em seguida Duff chamou ao palco um brasileiro da produção para traduzir suas bem humoradas palavras antes de anunciar que a próxima faixa executada seria "Cocaine". Pouco depois veio "So Fine", música de autoria de Duff para o GNR, e que marcou o momento mais memorável do show. Enquanto a banda tocava a faixa, alguns fãs diziam coisas do tipo "não acredito que estou escutando essa música", ou "só de escutar isso já valeu a noite". E então outro cover presente no álbum "The Spaghetti Incident?" deu sequência ao show: "You Can’t Put your Arms Around a Memory", de Johnny Thunders. Essa foi mais uma canção que também gerou uma recepção calorosa por parte do público. Quando, em seguida, Duff e cia começaram a executar o trecho final de "Patience", os fãs foram à loucura e acompanharam a letra a plenos pulmões. O repertório continuou empolgando a plateia com faixas como "Your Name" e "Lords of Abbadon".

Marcando 1h10 de apresentação, o grupo deixou o palco para voltar com o bis. E nessa hora veio a melhor sequência da noite, que não deixou ninguém parado. Ela começou com o cover do Misfits "Attitude" e terminou com os sucessos do GNR "Dusnt N’ Bones" e "It’s So Easy". Com quase 1h30 de show, o Duff McKagan’s Loaded encerrava o set com a plateia na mão. Em uma noite que só aconteceu, para a sorte dos cariocas, pela admirável consideração de Duff com o seu público. Um belo exemplo de rock n’ roll e atitude.

Set list:

1- Executioners Song
2- We Win
3- Sleaze Factory
4- Dead Skin
5- Dark Days
6- Seattlehead
7- New Rose (cover do The Damned)
8- Good News (cover do Neurotic Outsiders)
9- Sick
10- Monkey Business (cover do Skid Row com Dave "The Snake" Sabo)
11- Cocaine
12- So Fine (cover do Guns N' Roses)
13- You Can't Put Your Arms Around A Memory (cover de Johnny Thunders)
14- Patience (cover do Guns N' Roses)
15- Wasted Heart
16- Your Name
17- Lords of Abbadon

Bis:

18- Attitude (cover do Misfits)
19- Dust N' Bones (cover do Guns N' Roses)
20- It's So Easy (cover do Guns N' Roses)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Duff McKagan: elogios rasgados ao Motörhead


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Gabriel von Borell

Gabriel von Borell, nascido em 30/03/85, jornalista. Não vive sem música e também não se apega a rótulos musicais. Acredita que todo preconceito é burro, inclusive o musical. Escuta de tudo um pouco, considerando que um jornalista deve estar aberto pra conhecer e comentar sobre qualquer músico ou banda. Pode ser encontrado no Twitter em @gabrielborell.
Mais matérias de Gabriel von Borell.