RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemLed Zeppelin e a bateria que ninguém acreditava que um ser humano conseguiria tocar

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemLars Ulrich sobre "Fade to Black": Frequentemente sinto haver dois Metallicas

imagemArch Enemy e Behemoth tocarão no Brasil em novembro; confira datas e locais

imagemO curto e grosso motivo pelo qual Zappa vetava que seus músicos usassem coisas químicas

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemDee Snider diz que faliu na década de 1990 e fingia ser outra pessoa

imagemJoão Gordo explica porque Anitta está fazendo o que as bandas de Rock deviam fazer

imagemIron Maiden: Bruce Dickinson revela o que mais curtia no Led Zeppelin

imagemDez músicas de outros estilos que ganharam ótimas versões rock/metal - Parte I

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera


2022/07/09
2022/08/18

Symphony X no RJ: Pesado, Melódico e Emocionante

Resenha - Symphony X (Fundição Progresso, Rio de Janeiro, 05/06/2011)

Por Marcelo Prudente
Em 11/06/11

O ano de 2011 vai poder entrar para história como o mais recheado de shows internacionais no país. E olha que só estamos na metade do caminho. Do Pop ao Rock, do Metal ao Jazz, ninguém pode fazer biquinho dizendo que não teve algo que lhe interessasse. Ou pode? Os fãs Prog Metal podiam até meados da semana passada quando o quinteto norte-americano, Symphony X, tratou de suprir essa lacuna com quatro datas no país – 03/06 - Manaus; 04/06 - São Paulo; 05/06 - Rio de Janeiro e 07/06 - Porto Alegre.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Felizmente a cidade do Rio de Janeiro foi incluída no roteiro. A banda estava em débito com os cariocas desde sua última passagem no Brasil, em 2008. E o público pôde tirar o ‘atraso’ em um show que tivesse que ser resumido em uma única palavra seria emocionante. Mas por sorte não precisamos nos limitar, então, vamos aos fatos...

Só mesmo uma banda do quilate de Symphony X para tirar o carioca de casa em uma noite fria de domingo. E não só tirou como encheu a Fundição Progresso - Lapa. "Oculus ex Inferni" ganha no máximo a alcunha de intro, porque "Of Sins of Shadows, sim, foi a debutante e a responsável em dar o tom pesado e melódico que fora algo que se seguiria pelo resto da noite.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Com a malícia adquirida nos tantos anos de estrada, os músicos sabem o que funciona ou não no palco, sendo assim, "Domination" e "Serpent’s Kiss" são estrategicamente colocadas no ‘set list’, porque são sinônimos de empolgação e euforia por parte do público, e acredite, por parte da banda também, visto a sinergia que já havia com os fãs naquela altura do show. Deviam estar se perguntando: Porque só agora que viemos tocar no Rio?

Rápida pausa para saudar a platéia e fazer as honras da casa e já com o público nas mãos a banda anuncia uma das novas canções, "End of Innocence", que estará no álbum, "Iconoclast", que tem lançamento previsto para o fim do mês. "End of Innocence" é sinal que vem coisa de primeira no novo disco. De volta ao passado, a canção homônima ao álbum, "Paradise Lost", é um dos grandes momentos do show, com o público cantando cada verso.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Reclamações ou divergência de opiniões quanto ao ‘set list’ é quase certo quando se fala de bandas no nível de Symphony X, afinal, a discografia da banda conta com número considerável de álbuns dotados de ótimas canções. Mas, sabiamente, os músicos conseguiram driblar os mais afoitos em reclamar, e arquitetaram um repertório que agradaram gregos e troianos. Prova disso, é a dobradinha esperta entre "Smoke and Mirros" e "Eve of Seduction", dos discos "Twillight in Olympus" e "Paradise Lost", respectivamente.

"Dehumanized" é mais uma pedrada do novo álbum. Mesmo em tempos de internet com informação correndo na velocidade do vento com tudo chegando em tempo e hora, foi bacana ver a boa aceitação de uma canção que ainda será lançada. Ponto para banda.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A primeira parte do show foi encerrada com a pesada "Set the World on Fire (The Lie of Lies)". Para o bis a banda trouxe a extensa, "The Odyssey". Como o nome da canção entrega é uma viagem cheia de aventuras em meio as suas variações e nuanças, onde os músicos provam sua musicalidade e, lógico, ditam as regras de como se faz um Prog Metal complexo e ao mesmo tempo palatável. Como dito antes, Symphony X é pesado, melódico e emocionante, mas não necessariamente nessa mesma ordem!

Set list:

Oculus Ex Inferni
Of Sins and Shadows
Domination
Serpent's Kiss
End of Innocence
Paradise Lost
Smoke and Mirrors
Eve of Seduction
Dehumanized
Set the World on Fire (The Lie of Lies)
The Odyssey

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Publicado também em:
http://rockonstage.blogspot.com/
http://www.territoriodamusica.com/shows/?c=1073

Foto da chamada: Rodrigo Simas


Outras resenhas de Symphony X (Fundição Progresso, Rio de Janeiro, 05/06/2011)

Resenha - Symphony X (Fundição Progresso, Rio de Janeiro, 05/06/2011)

Resenha - Symphony X (Fundição Progresso, Rio de Janeiro, 05/06/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Primeiro show com o Symphony X foi no Brasil, em 2000, revela Mike Lepond

Russel Allen, do Symphony X, compartilha vídeos preso no trânsito de São Paulo

Maior show do Symphony X como headliner foi no Brasil, diz Michael LePond

Symphony X: o que fãs podem esperar de shows no Brasil? Romeo e LePond respondem

Russell Allen e Anette Olzon lançarão álbum em setembro; confira tracklist e faixa

Metal Sinfônico: dez álbuns essenciais do gênero

Dream Theater: Jordan Rudess não gosta de ouvir Prog Metal

Metal sinfônico: os 10 melhores segundo o TeamRock

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars


Sobre Marcelo Prudente

Marcelo Prudente, 28 anos, nascido em Volta Redonda/Rio de Janeiro. É profissional da área de Comunicação, trabalha com Publicidade e Jornalismo. Começou a tomar gosto pela música quando criança por influência dos pais e tio. Louco pela carreira do velho madman, Ozzy Osbourne. Curte também Iron Maiden, Kiss, Rammstein, Rob Zombie, Alice Cooper, etc. E já perdeu a conta dos bons shows que já assistiu e dos ótimos discos que tem. Para mais informação: http://rockonstage.blogspot.com/. Long live to Rock n' Roll.

Mais matérias de Marcelo Prudente.