Matérias Mais Lidas

Lista: 35 músicas que não são metal, mas o metaleiro pode ouvir em pazLista: 35 músicas que não são metal, mas o metaleiro pode ouvir em paz

O recado de Bruno Sutter para roqueiros que não entendem sucesso de outros estilosO recado de Bruno Sutter para roqueiros que não entendem sucesso de outros estilos

Gene Simmons: Os seus 13 álbuns favoritos de todos os temposGene Simmons: Os seus 13 álbuns favoritos de todos os tempos

Metallica: Jason Newsted conta o segredo para manter uma boa grana até hojeMetallica: Jason Newsted conta o segredo para manter uma boa grana até hoje

O motivo pelo qual Regis Tadeu considera Phil Collins deprimenteO motivo pelo qual Regis Tadeu considera Phil Collins deprimente

Motörhead: o que Lemmy dizia a quem não queria cheirar cocaína com eleMotörhead: o que Lemmy dizia a quem não queria cheirar cocaína com ele

Acredite se quiser: Iced Earth lançou novo álbum; ouça A Narrative SoundscapeAcredite se quiser: Iced Earth lançou novo álbum; ouça "A Narrative Soundscape"

O principal motivo pelo qual o rock nacional falhou, segundo Diogo DefanteO principal motivo pelo qual o rock nacional falhou, segundo Diogo Defante

Iron Maiden: Bruce Dickinson não vai pilotar avião da banda nas próximas turnêsIron Maiden: Bruce Dickinson não vai pilotar avião da banda nas próximas turnês

Cannibal Corpse: a música que fez George Corpsegrinder querer cantar death metalCannibal Corpse: a música que fez George Corpsegrinder querer cantar death metal

A categórica opinião de Kiko Loureiro sobre SlashA categórica opinião de Kiko Loureiro sobre Slash

Steve Vai teve que malhar quando começou a tocar com Lee Roth; Parecia um macarrãoSteve Vai teve que malhar quando começou a tocar com Lee Roth; "Parecia um macarrão"

AC/DC: as ordens de Malcolm para quem ia subir ao palcoAC/DC: as ordens de Malcolm para quem ia subir ao palco

Anitta lança clipe de Boys Don't Cry, com estética rock e punk; assistaAnitta lança clipe de "Boys Don't Cry", com estética rock e punk; assista

A banda brasileira mais transgressora dos anos 1980, segundo Maurício BrancoA banda brasileira mais transgressora dos anos 1980, segundo Maurício Branco


Ray Manzarek: "Podemos lançar um disco novo. Vamos entrar em estúdio!"

Resenha - Riders On The Storm (Curitiba Master Hall, 17/04/2009)

Por André Molina
Em 19/04/09

A atual formação dos Doors desembarcou em Curitiba no dia 16 de abril para iniciar a turnê brasileira "Ray Manzarek and Robby Krieger of The Doors". A apresentação foi marcada para acontecer no Curitiba Master Hall no dia 17.

Como era o início da turnê, o grupo aproveitou para promover uma coletiva de imprensa no hotel Slaviero Full Jazz Hotel. Com exceção do guitarrista Robby Krieger, os demais integrantes estiveram presentes. Entre eles, o baixista Phil Chen, o baterista Ty Dennis, o vocalista Brett Scallions e o líder, Ray Manzarek. O guitarrista só chegaria à tarde e a coletiva aconteceu às 10h30 da manhã.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

O encontro com os jornalistas foi descontraído. Como líder dos Doors, Manzarek foi o que mais respondeu pela banda. Segundo ele, a intenção da turnê é manter o prestígio que Jim Morrison adquiriu como cantor e poeta. "A banda deseja promover a arte de Jim. Sua música é poesia pura", disse.

Em relação a performance do vocalista Brett, o tecladista da lendária banda argumentou que a intenção não é substituir o "rei lagarto", mas apresentar novas versões. O novo "Doors" não quer ser uma banda cover. Segundo Manzarek, "ninguém pode substituir Jim Morrison. Não se trata de imitação. É Brett cantando as canções clássicas dos Doors", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Álbum de inéditas com nova formação

A principal revelação do tecladista fundador foi em relação ao lançamento de um álbum de canções inéditas com a recente formação dos Doors. "Podemos lançar um disco novo. Vamos entrar em estúdio. Desejamos tocar músicas novas, mas não ser como os Rolling Stones, que quando tocam canções recentes, as pessoas vão pegar cerveja. Estamos compondo um novo material. As pessoas desejam ouvir o material antigo, mas o novo trabalho será familiar, como o The Doors clássico. Mas também terá algo diferente", disse.

Rotina regrada

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Quem espera semelhança com as fotos das antigas capas de discos, pode não reconhecer os integrantes remanescentes dos Doors. Hoje eles se comportam e se vestem como senhores. Os costumes mudaram. Ray Manzarek chegou a dizer na coletiva, para os jovens ficarem longe das drogas, principalmente, heroína e cocaína.

Atualmente a rotina é saudável. Em Curitiba, Robby Krieger aproveitou a tarde de sexta-feira para jogar uma partida de golfe enquanto a hora da passagem de som não chegava. O vocalista Brett Scallions acompanhou o guitarrista na partida.

Já o tecladista Ray Manzarek aproveitou para conhecer os espaços culturais de Curitiba, entre eles, o museu Oscar Niemeyer, o famoso "Museu do Olho".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Entre os passeios, os integrantes ainda exibiram paciência ao serem abordados por fãs que foram até o hotel a espera de fotografias e autógrafos.

O primeiro show da turnê brasileira

O show que abriu a turnê brasileira dos Doors foi em Curitiba no dia 17 de abril (sexta-feira) e deixou os fãs veteranos e os mais novos satisfeitos. Não só as performances de Robby Krieger, guitarra, e de Ray Manzarek, teclado, agradaram a platéia.

Apesar de Manzarek afirmar na coletiva de imprensa que o vocalista Brett Scallions fez novas interpretações para os clássicos, o que o público presenciou foi diferente. O cantor foi fiel aos arranjos originais, satisfazendo os admiradores nostálgicos. Brett não fez questão de economizar semelhanças com Jim Morrison, desde a roupa até a maneira de dançar. Ele não canta como Jim, mas fez uma homenagem em alto nível.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Um dos instrumentistas que chamou a atenção foi o baixista Phil Chen. Ele forneceu peso e segurança à banda. É bom lembrar que o músico já tocou com Rod Stewart e Jeff Beck.

Já o baterista Ty Dennis não se arriscou a mudar tanto as canções. Ele se destacou na introdução de "Break On Through". Na música, a bateria não reproduziu fielmente a levada bossa nova que inspirou a original, fornecendo outro arranjo.

Na faixa "Roadhouse Blues", Robbie Krieger demonstrou que está em forma, executando solos originais e alguns improvisos. Ele foi constantemente elogiado por Manzarek e aplaudido pelo público.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Já o tecladista Ray Manzarek, que visivelmente lidera a banda no palco, teve destaque em "Light My Fire", que fechou o espetáculo. Manzarek aproveitou o momento de improviso para brincar com o instrumento. Ele chegou a tocar teclado com os pés, com a cabeça e apresentou a banda.

O show demonstrou ainda que o "Doors" de 2009 está pesado, mas exibindo um som bem limpo. Todos os fãs saíram da apresentação com a "alma lavada" e com a esperança de que o possível álbum de inéditas mantenha a qualidade do "Doors" clássico, que é mundialmente conhecido.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Slayer: quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanistaSlayer
Quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanista

Guitarristas e vocalistas: os 10 melhores casamentosGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"


Sobre André Molina

André Molina é jornalista, economista e começou a ouvir heavy metal ainda quando era criança. Tem 30 anos de idade e Rock 'n' Roll é sua religião.

Mais matérias de André Molina.