RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemRolê aleatório: Geoff Tate e Rhapsody se divertem em aeroporto no aeroporto

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemMike Portnoy comprou "Piece Of Mind", do Maiden, em excursão escolar

imagemA medida extrema que Dio pensou em tomar por não curtir "Rainbow in the Dark"

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical


Stamp

Ray Manzarek: "Podemos lançar um disco novo. Vamos entrar em estúdio!"

Resenha - Riders On The Storm (Curitiba Master Hall, 17/04/2009)

Por André Molina
Postado em 19 de abril de 2009

A atual formação dos Doors desembarcou em Curitiba no dia 16 de abril para iniciar a turnê brasileira "Ray Manzarek and Robby Krieger of The Doors". A apresentação foi marcada para acontecer no Curitiba Master Hall no dia 17.

Como era o início da turnê, o grupo aproveitou para promover uma coletiva de imprensa no hotel Slaviero Full Jazz Hotel. Com exceção do guitarrista Robby Krieger, os demais integrantes estiveram presentes. Entre eles, o baixista Phil Chen, o baterista Ty Dennis, o vocalista Brett Scallions e o líder, Ray Manzarek. O guitarrista só chegaria à tarde e a coletiva aconteceu às 10h30 da manhã.

O encontro com os jornalistas foi descontraído. Como líder dos Doors, Manzarek foi o que mais respondeu pela banda. Segundo ele, a intenção da turnê é manter o prestígio que Jim Morrison adquiriu como cantor e poeta. "A banda deseja promover a arte de Jim. Sua música é poesia pura", disse.

Em relação a performance do vocalista Brett, o tecladista da lendária banda argumentou que a intenção não é substituir o "rei lagarto", mas apresentar novas versões. O novo "Doors" não quer ser uma banda cover. Segundo Manzarek, "ninguém pode substituir Jim Morrison. Não se trata de imitação. É Brett cantando as canções clássicas dos Doors", disse.

Álbum de inéditas com nova formação

A principal revelação do tecladista fundador foi em relação ao lançamento de um álbum de canções inéditas com a recente formação dos Doors. "Podemos lançar um disco novo. Vamos entrar em estúdio. Desejamos tocar músicas novas, mas não ser como os Rolling Stones, que quando tocam canções recentes, as pessoas vão pegar cerveja. Estamos compondo um novo material. As pessoas desejam ouvir o material antigo, mas o novo trabalho será familiar, como o The Doors clássico. Mas também terá algo diferente", disse.

Rotina regrada

Quem espera semelhança com as fotos das antigas capas de discos, pode não reconhecer os integrantes remanescentes dos Doors. Hoje eles se comportam e se vestem como senhores. Os costumes mudaram. Ray Manzarek chegou a dizer na coletiva, para os jovens ficarem longe das drogas, principalmente, heroína e cocaína.

Atualmente a rotina é saudável. Em Curitiba, Robby Krieger aproveitou a tarde de sexta-feira para jogar uma partida de golfe enquanto a hora da passagem de som não chegava. O vocalista Brett Scallions acompanhou o guitarrista na partida.

Já o tecladista Ray Manzarek aproveitou para conhecer os espaços culturais de Curitiba, entre eles, o museu Oscar Niemeyer, o famoso "Museu do Olho".

Entre os passeios, os integrantes ainda exibiram paciência ao serem abordados por fãs que foram até o hotel a espera de fotografias e autógrafos.

O primeiro show da turnê brasileira

O show que abriu a turnê brasileira dos Doors foi em Curitiba no dia 17 de abril (sexta-feira) e deixou os fãs veteranos e os mais novos satisfeitos. Não só as performances de Robby Krieger, guitarra, e de Ray Manzarek, teclado, agradaram a platéia.

Apesar de Manzarek afirmar na coletiva de imprensa que o vocalista Brett Scallions fez novas interpretações para os clássicos, o que o público presenciou foi diferente. O cantor foi fiel aos arranjos originais, satisfazendo os admiradores nostálgicos. Brett não fez questão de economizar semelhanças com Jim Morrison, desde a roupa até a maneira de dançar. Ele não canta como Jim, mas fez uma homenagem em alto nível.

Um dos instrumentistas que chamou a atenção foi o baixista Phil Chen. Ele forneceu peso e segurança à banda. É bom lembrar que o músico já tocou com Rod Stewart e Jeff Beck.

Já o baterista Ty Dennis não se arriscou a mudar tanto as canções. Ele se destacou na introdução de "Break On Through". Na música, a bateria não reproduziu fielmente a levada bossa nova que inspirou a original, fornecendo outro arranjo.

Na faixa "Roadhouse Blues", Robbie Krieger demonstrou que está em forma, executando solos originais e alguns improvisos. Ele foi constantemente elogiado por Manzarek e aplaudido pelo público.

[an error occurred while processing this directive]

Já o tecladista Ray Manzarek, que visivelmente lidera a banda no palco, teve destaque em "Light My Fire", que fechou o espetáculo. Manzarek aproveitou o momento de improviso para brincar com o instrumento. Ele chegou a tocar teclado com os pés, com a cabeça e apresentou a banda.

O show demonstrou ainda que o "Doors" de 2009 está pesado, mas exibindo um som bem limpo. Todos os fãs saíram da apresentação com a "alma lavada" e com a esperança de que o possível álbum de inéditas mantenha a qualidade do "Doors" clássico, que é mundialmente conhecido.

[an error occurred while processing this directive]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Molina

André Molina é jornalista, economista e começou a ouvir heavy metal ainda quando era criança. Tem 30 anos de idade e Rock 'n' Roll é sua religião.
Mais matérias de André Molina.