Resenha - Almah (Circo Voador, Rio de Janeiro, 05/04/2009)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Monica Fontes
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.







Depois de uma bem sucedida turnê por várias cidades do Brasil, o Almah escolheu o Rio de Janeiro para fazer o último show do álbum “Fragile Equality”. Devido ao retorno anunciado do Angra, que sairá em turnê com o Sepultura já no próximo mês, infelizmente o Almah será forçado a reduzir a jornada de shows, uma vez que conta com o vocalista Edu Falaschi e o baixista Felipe Andreoli, que também fazem parte do Angra.

A banda carioca Wood’s, que abriu o show do Almah, apresentou um set list bem variado com músicas de Bon Jovi, Ozzy Osbourne, Pantera e Deep Purple, entre outros nomes clássicos, que agradaram bastante o público.

A expectativa para o show do Almah era grande já que a banda não se apresentava no Rio de Janeiro desde 2006. Inclusive, naquele ano, a formação era diferente.

O show começou com “Birds Of Prey”, uma das músicas mais fortes do “Fragile Equality”, que foi considerado o melhor álbum de 2008 por vários veículos de comunicação. Em seguida foi a vez de “Take Back Your Spell” e “Children Of Lies”, do primeiro CD da banda.

Para relembrar o Angra, a banda tocou duas músicas de autoria de Edu Falaschi – “Bleeding Heart” e “Nova Era”, que o público sempre curte muito. É importante notar que, quando o Angra estava na ativa, muita gente pedia para que eles tocassem “Bleeding Heart” mais vezes. Vamos ver se esses fãs serão atendidos agora, com o retorno da banda.

O show prosseguiu com o grupo intercalando as músicas dos dois CDs. O Almah sempre surpreende ao vivo pelo entrosamento no palco, pela liberdade e técnica dos músicos. Os guitarristas Paulo Schroeber e Marcelo Barbosa executam tudo de forma muito parecida com a gravação do álbum, o que agrada bastante aos fãs. Os dois impressionaram aqueles que ainda não os tinham visto tocando ao vivo. O baixista Felipe Andreoli, que sempre se destacou no Angra e em seus outros projetos, parece estar bem mais solto no Almah. E o estilo agressivo do baterista Marcelo Moreira também contribui muito para o som pesado que a banda tem mostrado até aqui.

Vale ressaltar duas músicas que são as arrasadoras “Magic Flame” do 2º álbum e “King”, do 1º. Excelentes em estúdio e ainda melhores ao vivo, foram dois pontos altos do show. “Torn”, considerada por muitos como a melhor do “Fragile Equality”, também teve uma execução marcante.

Em “Forgotten Land”, uma das baladas mais bonitas do grupo. Além de cantar, Edu Falaschi também tocou teclado e estando muito à vontade no palco, fez uma de suas melhores apresentações, deixando a todos na expectativa de revê-lo em maio cantando os clássicos do Angra. Ele conduziu o show com perfeição do início ao fim mostrando porque é considerado um dos maiores nomes do Metal no Brasil e no mundo.

A banda finalizou o show com “You’ll Understand”, que foi a primeira música de trabalho do “Fragile Equality” e está disponível para audição no MySpace da banda juntamente com “Birds Of Prey”, “Fragile Equality” e “Torn”.

Para os cariocas, valeu a pena esperar. O show superou todas as expectativas.

Agora é aguardar um espaço na agenda do Angra para que o Almah comece a trabalhar no novo álbum e volte se apresentar novamente. E que não demore muito porque a banda vai fazer falta à cena metal do país.

Set List:
Birds Of Prey
Take Back Your Spell
Children Of Lies
Bleeding Heart
Magic Flame
Fragile Equality
Breathe
Golden Empire
Scary Zone
Torn
Forgotten Land
King
All I Am
Beyond Tomorrow
Nova Era
You’ll Understand

Line-Up:
Edu Falaschi – Vocal / Teclados
Marcelo Barbosa – Guitarra
Paulo Schroeber – Guitarra
Felipe Andreoli – Baixo
Marcelo Moreira – Bateria

http://www.almah.com.br
http://www.myspace.com/almahedufalaschi

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

151 acessosNão Deixe o Samba Morrer: versão rock por Gustavo Di Padua1512 acessosEdu Falaschi: "O Rock é hereditário"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Almah"

Importando MetalImportando Metal
Músicos gringos que atuam ou já atuaram em bandas brasileiras

AlmahAlmah
Edu diz que já foi ameaçado por fãs de Andre Matos

Orgulho NacionalOrgulho Nacional
As capas mais bonitas por artistas brasileiros

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Almah"

Heavy MetalHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos

Guitarristas e vocalistasGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"

Mini BandMini Band
Quem disse que o Heavy Metal está morrendo?

5000 acessosMetallica: Bob Rock revela segredos do "Black Album"5000 acessosEric Clapton: saiba mais sobre a doença que o acometeu5000 acessosKiko Loureiro: em vídeo, debulhando no solo de "Tornado of Souls"5000 acessosUltraje a Rigor: Roger diz que foi tratado como lixo pela equipe dos Stones5000 acessosOut: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista5000 acessosCapas de álbuns: agora com gatos em discos clássicos

Sobre Monica Fontes

Mônica Fontes - Carioca, nascida em 1968, vive no Rio de Janeiro e é tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por música, leitura e cinema, começou a ouvir rock aos 13 anos, já tendo presenciado grandes shows e eventos desse gênero. Além do rock, também se interessa por outros estilos, como o Pop e MPB. Led Zeppelin, Deep Purple, Black Sabbath, Pink Floyd, U2 e Guns N'Roses são algumas de suas bandas preferidas, sem deixar de prestigiar as excelentes bandas e artistas nacionais. Acessa o Whiplash há alguns anos e começou a colaborar por gostar de traduzir os diversos assuntos relacionados no site.

Mais matérias de Monica Fontes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online