Ex-Dead Kennedys é atração internacional do Porão do Rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Fonte: Porão do Rock
Enviar correções  |  Ver Acessos

(Press-release)

Pela primeira vez em sete anos, o festival Porão do Rock terá uma atração de outro país: a banda norte-americana Peligro, formada em 1995 na cidade de Los Angeles (EUA) e liderada pelo vocalista e guitarrista D.H. Peligro, ex-baterista do seminal Dead Kennedys (lendária banda punk californiana do final dos anos 70).

O grupo, um crossover de punk, hardcore e thrash metal, já lançou três discos - Peligro (1995), Welcome to America (2000) e Sum of Our Surroundings (2003) (que ganhou o prêmio de Melhor Álbum de Rock do ano do American Independent Music Awards). E vem pela primeira vez ao Brasil, trazido a princípio com exclusividade para o Festival Porão do Rock, para tocar no dia 17 de julho (sábado), no estacionamento do estádio Mané Garrincha, centro de Brasília (DF).

Nascido em 9 de julho, na cidade norte-americana de St. Louis, Darren H. Peligro se radicou aos 17 anos em Los Angeles, onde desde 1978 vem sendo um ativo nome na cena do rock underground. Em 1980, ingressou na banda punk Dead Kennedys, com quem gravou quatro discos - Plastic Surgery Disasters with In God We Trust Inc. (1982), Frankenchrist (1985), Bedtime For Democracy (1986) e Give Me Convenience or Give Me Death (1987).

No final de 1988, substituiu o baterista Jack Irons no Red Hot Chili Peppers, tendo gravado faixas do álbum Mother's Milk (1989). Participou, ao lado de Max Cavalera (Soulfly, ex-Sepultura), do projeto Nailbomb, com quem gravou o álbum Proud to Commit Commercial Suicide (1995), entre outros projetos.

Uma das novidades deste ano da sétima edição do Festival Porão do Rock, que será realizado nos dias 17 e 18 de julho de 2004, no estacionamento do estádio Mané Garrincha (centro de Brasília) é que os dois palcos terão praticamente a mesma estrutura de som e iluminação e estarão dispostos lado a lado, diminuindo sensivelmente a distância para o público e permitindo que todas as atrações tenham a mesma visibilidade. O outrora Palco 1 passa a se chamar Palco Vivo. E o Palco 2 passa a ser conhecido como
Palco Brasil.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Porão do Rock"


Marilyn Manson: perdi tudo por causa de ColumbineMarilyn Manson
"perdi tudo por causa de Columbine"

Axl Rose: a primeira ficha policial aos 18 anosAxl Rose
A primeira ficha policial aos 18 anos

Angra: Kiko Loureiro relembrando o tempo de DominóAngra
Kiko Loureiro relembrando o tempo de Dominó

Lita Ford: cantora admite suruba com Bon Jovi e Richie SamboraLita Ford
Cantora admite suruba com Bon Jovi e Richie Sambora

Roqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar umRoqueiro poser
100 regras essenciais para se tornar um

Deep Purple: Gillan fala sobre Ritchie, Coverdale e HughesDeep Purple
Gillan fala sobre Ritchie, Coverdale e Hughes

Slayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecidoSlayer
Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido