Sammy Hagar: amo música e amo o Van Halen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Rangel, Fonte: Classic Rock Revisited
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/08/06. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Jeb Wright do Classic Rock Revisited recentemente entrevistou Sammy Hagar. Alguns trechos da conversa seguem abaixo:

5000 acessosTop 20: os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR5000 acessosHetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica

Classic Rock Revisited: Me diga como foi estar em turnê com Michael Anthony.

Sammy: Foi ótimo mas me cansou muito. Se você escutar a minha voz então pode perceber que estou resfriado. Felizmente, isso foi no final e eu consegui terminar. Foi a turnê mais difícil que eu já fiz na minha vida mas também foi o show mais recompensador que já fiz. Acho que os meus fãs teriam que votar nesse como a melhor turnê do Sammy história. Eu realmente fiz deles uma jornada histórica. Nós fomos desde MONTROSE até o novo single “Sam I Am” e todos os pontos entre eles. Nós tivemos uma hora com músicas do VAN HALEN com Michael Anthony, que permitiu que eu ficasse confortável tocando uma hora de VAN HALEN durante um show de três horas. O motivo por eu estar confortável era porque eu tinha metade da banda comigo; o que foi que nós chamamos de A OUTRA METADE. Ed (Van Halen) e eu compusemos todas essas músicas juntos mas só me senti confortável pois Mike estava lá. Eu nunca iria sair e fazer um show apenas tocando VAN HALEN do jeito que o nosso cara Diamond Dave (David Lee Roth) faz.

Classic Rock Revisited: Teria vocês dois sendo chamados de A OUTRA METADE alguma ligação com os irmãos VAN HALEN?

Sammy: Na verdade não. Várias pessoas acharam injusto, mas não era. Eu originalmente tive duas metades das partes do logo do VAN HALEN, mas eu comecei a receber muitas críticas por causa da minha administração. Alguns amigos disseram, “Você não deveria fazer isso. Parece que você está fazendo graça disso.” Então, eu relaxei. Era apenas eu dizendo, “Hey, se esses caras não querem tocar então eu vou encontrar alguém pra tocar.” Se o lance do VAN HALEN não vai resolver – eu não vou deixar onze anos de composições fora do meu show. Eu toco mais ou menos duas horas e 20 minutos com os WABORITAS e nós tocamos umas 4 músicas do VAN HALEN. Com Mike, me permitiu tocar umas 10 músicas do VAN HALEN, então era ótimo. Eu realmente acho que foi a coisa mais legal que eu já fiz.

Muitas pessoas acharam que a gente estava queimando os irmãos e estávamos nos separando deles. Foda-se isso. Se eles quiserem sair e tocar eles apenas precisam me ligar. Se eles fizessem acontecer e de uma forma amigável eu estaria dentro. Eu amo tocar música e amo o VAN HALEN. Eu realmente não fiz isso por causa de problemas ou querendo fazer alguma declaração. A única declaração que eu estou fazendo é que essas músicas merecem ser ouvidas – os fãs querem escutá-las.

Classic Rock Revisited: Por que tocar com Mike é diferente do que apenas tocar as músicas com outras pessoas?

Sammy: Nós gostamos da mesma merda. Gostamos de tequila, zoar por aí, fazer brincadeiras e nos divertir. Mike e eu rimos o dia e a noite inteira. Mike é um dos caras mais inteligentes que eu já conheci. Ele nunca fala muito no palco então as pessoas não conhecem a sua personalidade. Você pode dizer apenas olhando para ele que ele é um cara engraçado mas também muito perspicaz. Se existir uma praia por perto e nós temos um dia de folga então Mike e eu estaremos lá. Se existir um bar então estaremos lá. Se existir músicas então a gente está no palco tocando-as!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Top 20Top 20
Os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR

420 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Van Halen"

Heróis da guitarraHeróis da guitarra
Clipe raro com Blackmore, Iommi, Van Halen

Dimebag DarrellDimebag Darrell
Em 1993, citando suas 12 músicas favoritas

Michael JacksonMichael Jackson
10 nomes do rock que tocaram com o Rei do Pop

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"

MetallicaMetallica
Hetfield fala sobre Dave Mustaine, Load e homossexualidade

Lynyrd SkynyrdLynyrd Skynyrd
A história da espetacular "Simple Man"

Collectors RoomCollectors Room
Vinícius Neves, do Stay Heavy, mostra a sua coleção

5000 acessosSexo: como se comportam os fãs de cada vertente de Metal?5000 acessosListed: TV americana elege os maiores bad boys da música5000 acessosElvis Presley: De que ele morreu?5000 acessosOs mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...5000 acessosSlash: "Axl é um dos melhores frontmen e compositores"5000 acessosImmortal: Banda se pronuncia sobre a saída de Abbath

Sobre Vitor Rangel

Um carioca apaixonado pela boa música que no momento está cursando o 5º período de Publicidade na PUC-Rio. Teve seu primeiro contato com o rock ainda na infância, quando sua irmã colocava os discos de Iron Maiden e Pantera no toca-fitas de sua casa. Nos últimos anos, tem se dedicado inteiramente à música e à guitarra. Sua banda favorita é Metallica e também é fã incondicional de Zakk Wylde, Steve Vai e John Petrucci. Escuta de tudo um pouco, desde Madonna até Sepultura. Espera que um dia o Metallica ainda venha fazer um show no Brasil e não tem vergonha em dizer que chorou no show do Black Sabbath, em 2004, no Ozzfest.

Mais matérias de Vitor Rangel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online