Vai dar merda: Anonymous declara guerra ao Evanescence

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 08/09/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

830 acessosEvanescence: vídeos de performance com orquestra em Baltimore5000 acessosSeparados no nascimento: Synyster Gates e Luan Santana

O grupo de hackers ANONYMOUS declarou uma guerra online ao EVANESCENCE em reação às alegações feitas sobre a líder do grupo AMY LEE em uma discussão no parlamento britânico.

Lee e seu empresário Andrew Lurie foram acusados de intimidar um fã de modo a encobrir uma ocorrência de abuso sexual e uso de drogas.

A ação, movida por John Hemmming, sugere que eles cometeram atos ameaçadores e de coação conta Sam Smith, que tinha descoberto evidências de atividade ilegal no site da banda, o EvThread.

O documento oficial afirma que a dupla teria pago à empresa advocatícia Schillings e através desta ameaçado Sam Smith com um processo a menos para que ele concordasse em assinar um contrato comprometendo-se a não dar queixa das alegações de atividade criminal, incluindo abuso sexual e aliciamento, além de uso de drogas ilícitas.

O documento reconhece que tais alegações não foram julgadas em uma Corte de Justiça, mas estabelece que ‘há evidência para fundamentá-las’ e continua: ‘Ameaças de ação legal e a ameaça por consequência de custas legais não deveria ser usadas para impedir que más ações sejam relatadas à polícia.’

Hemming acusa a Schillings de agir de modo que seria ilegal nos EUA, e intima o governo Britânico a aprovar uma lei que tornaria tal conduta ilegal no Reino Unido.

A ação foi assinada por dois outros procuradores públicos, Mike Hancock e Peter Bottomley. Ações assim são raramente discutidas no Parlamento Britânico, mas podem ter considerável peso político se assinadas por um grande número de magistrados.

A documentação completa fornecida ao periódico da casa, o Hansard, sugere que a intimidação – com contornos de ‘bullying’ – online fora elaborada para ‘causar o suicídio de uma adolescente’. Outros incidentes, relata-se, incluiriam a postagem de material contendo ‘uma história sobre agressões sexuais contra um garoto menor de idade com deficiência física’ e ‘atividade sexual com animais’. Enquanto os registros apontam que nenhum desses atos seja ilegais [no Reino Unido] por si próprios, sugere que atividades conectadas a eles o são.

Agora o ANONYMOUS jurou perseguir Lee e Lurie, e convocaram os seguidores da organização a fazerem piquetes na vindoura turnê da banda. Diz o movimento: “O Evanescence fará uma turnê pelo Reino Unido em Novembro e os ‘Anons’ devem comparecer à porta dos shows com suas máscaras.” O grupo planeja mostrar sua presença na Manchester Arena no dia 6 de Novembro, assim como na Wembley Arena de Londres no dia 9 de Novembro.

A Schillings, assim como Lee e Lurie, não comentou o assunto. Um porta-voz da empresa de Lurie, a 110 Management, disse à imprensa: ‘Essa é uma história antiga e não temos nada a declarar’.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

EvanescenceEvanescence
Amy Lee "feliz" por lançar "Bring Me To Life" sem rap

830 acessosEvanescence: vídeos de performance com orquestra em Baltimore533 acessosEvanescence: ouça a nova versão de "Lacrymosa"782 acessosEvanescence: assista "Imperfection", novo videoclipe da banda537 acessosEvanescence: confira o show completo com orquestra em Los Angeles2994 acessosMulheres que cantam Metal: estúdio/ao vivo, expectativa e realidade0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Evanescence"

EvanescenceEvanescence
Biel "pediu" estupro de Amy Lee em tweet antigo

EvanescenceEvanescence
Amy Lee conta qual a música mais difícil de cantar ao vivo

MotörheadMotörhead
Foto de Amy Lee no colo de Lemmy Kilmister

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Evanescence"


Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Synyster Gates e Luan Santana

Coisa do demo?Coisa do demo?
O rock sempre foi relacionado como música do diabo

ProstitutasProstitutas
3 das mais famosas e devassas do cenário Rock

5000 acessosSlash: guitarrista escolhe seus riffs favoritos5000 acessosNirvana: quem é o bebê da capa de Nevermind?5000 acessosAs tatuagens de Rob Halford5000 acessosMax Cavalera: dez álbuns que marcaram o vocalista/guitarrista5000 acessosJethro Tull: Ian Anderson fala sobre sua sexualidade5000 acessosDeezer: as bandas de rock brasileiras mais ouvidas lá fora

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 08 de setembro de 2012


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online