Paul McCartney: os gafanhotos do show em Goiânia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Tradução
Enviar Correções  

Esta é uma tradução da resenha originalmente publicada no site oficial do PAUL MCCARTNEY.

Primórdios: O Rock Brasileiro da década de 50

Megadeth: Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos


Os shows de PAUL MCCARTNEY são conhecidos por atrair um público de várias gerações, mas na segunda-feira à noite no Brasil, ele atraiu um tipo diferente de multidão. O cantor de "Hey Jude", que começou sua nova turnê mundial no Brasil esta semana, foi acompanhado no palco em Goiânia por um enxame de gafanhotos.

As "Esperanca Grilo", traduzido literalmente como gafanhoto "esperança" às vezes cobria Paul da cabeça aos pés. O famoso ativista dos direitos dos animais permaneceu imperturbável pela situação enquanto executou um set que chegou perto de três horas.

Um dos gafanhotos se afeiçoou especialmente a Paul e manteve-se em seu ombro pela maior parte do show. O ex-Beatle apresentou seu novo amigo para o grande multidão de 47.000 pessoas como "Harold". Ao tocar "Hey Jude", Paul virou-se para Harold, enquanto cantava "The movement you need is on your shoulder", e disse à multidão: "Isso é certamente agora".

Como noticiado anteriormente a tour "Out There" foi aberta no Brasil esta semana e vai viajar por seis países nos próximos meses. O novo show é repleto de grandes sucessos de Paul abrangendo sua carreira. Os primeiros set lists continham músicas que nunca foram tocadas ao vivo antes, incluindo "Being For The Benefit of Mr. Kite!" e "All Together Now". Ele abriu a primeira noite da turnê em Belo Horizonte com "Eight Days A Week", que Paul só tinha tocado anteriormente ao vivo uma vez com os BEATLES em 1965.

O Brasil tem dado a Paul uma recepção incrivelmente calorosa , os fãs estão acampados do lado de fora dos estádios, dias antes dos shows, a fim de garantir a melhor posição possível quando as portas forem abertas. Jornais locais têm declarado que a 'Beatlemania' veio para o Brasil.

Fotos por MJ Kim.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Primórdios: O Rock Brasileiro da década de 50Primórdios
O Rock Brasileiro da década de 50

Megadeth: Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatosMegadeth
Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin