Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemAC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemCinco bandas de rock que gravaram músicas de Michael Jackson, o Rei do Pop

imagemBenny Anderson toca música do Foo Fighters por ter visto Dave Grohl homenageando Abba


Airbourne 2022

Neil Young revela como filho tetraplégico influenciou o álbum "Trans", de 1982

Por André Garcia
Em 19/02/22

A tão aguardada autobiografia de Neil Young, publicada em 2012, lançada no Brasil pela Globo Livros, decepcionou a muitos fãs. Isso porque ele muitas vezes deixa sua carreira de lado para falar sobre outras coisas, como sua paixão por carros.

DH Lovelife
DH Lovelife

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar disso, há no livro passagens memoráveis, como a narração do aneurisma que por pouco não tirou sua vida em 2005. Outro momento interessante é quando ele fala sobre como seu filho tetraplégico influenciou o incompreendido álbum "Trans" (1982).

O veterano canadense começou lembrando que a chegada da década de 80 não o trouxe bons ventos: "As coisas tinham decaído um pouco na Reprise [sua gravadora desde o começo da carreira solo, em 1968], e meus dois últimos discos ["Hawks & Doves" (1980) e "Re.ac.tor" (1981)] não fizeram sucesso."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Adicionalmente, ele deixou claro que os fracassos não foram por culpa da gravadora, e sim porque "carreiras sobem e descem" e "alguns discos são hits, outros são ótimos, mas não comerciais." Citando "On the Beach" (1974) e "Tonight’s the Night " (1975) como exemplos, ele disse que "eles não eram ‘Harvest’ (1972) [um de seus maiores sucessos], mas eram boas representações do que eu fazia na época."

"Eu estava mais interessado em expressar o que sentia (...) do que em vender muito", concluiu ele antes de passar para o álbum seguinte:

"‘Trans’ foi inspirado no meu filho Ben e seus problemas de comunicação. Como consequência de uma tetraplegia, Ben não conseguia falar nem se expressar de forma compreensível para a maioria das pessoas, então fiz um disco em que eu cantava por meio de uma máquina, e a maior parte dos ouvintes tampouco conseguia entender o que eu dizia."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Foi ao redor desse contexto familiar que todo o álbum girava. "Eu achei que era arte, a expressão de alguma coisa extremamente pessoal. Chamei-o de ‘Trans’, para designar a tentativa de atravessar de um mundo para outro, de estar trancado num corpo sem uma voz inteligível, tentando se comunicar por meio de máquinas, computadores, microfones e outros dispositivos."

Entretanto, esse conceito "muito profundo e inacessível" causou estranhamento nos fãs, abusando de sintetizadores e toda sorte de elementos da então incipiente música eletrônica, muito influenciada por Kraftwerk. Por apresentar algo tão radicalmente diferente do que se esperava de Neil Young, o resultado foi mais um fracasso comercial para sua carreira.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu estava cantando com um sintetizador sobre coisas que eles [os ouvintes] não entendiam, e não conseguiam ver os personagens que eu representava porque não havia imagem acompanhando a música."

Young explica que elaborou uma série de vídeos para desenvolver o conceito e o explicar ao público. No entanto, eles jamais foram produzidos porque sua nova gravadora, a Geffen Records, não teve interesse em investir dinheiro no projeto.

"Sem os vídeos, o disco estava incompleto e jamais deveria ter sido lançado assim", lamentou. Nessa história toda, seu único arrependimento não foi não ter feito sucesso, mas ter deixado de fazer o que realmente queria.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Fiz um disco chamado ‘Island in the Sun’, sobre o planeta Terra, e convidei David [seu empresário] para escutá-lo. (...) Ele não se impressionou e pediu para eu gravar outra coisa. Para agradar David, ele decidiu misturar as ideias de "Island in the Sun" com o conceito e sonoridade que já tinha em mente para "Trans".

A moral da história para Neil Young foi que ele "deveria ter preservado ‘Island in the Sun’ com o formato original e ter feito o ‘Trans’ depois, com mais espaço par as canções se estabelecerem como uma atmosfera coesa, completa. Eu me traí por não continuar fiel à minha arte e seguir minha inspiração."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemNeil Young, em sua autobiografia, relembra como ele começou a ouvir Bob Dylan

Neil Young revela como filho tetraplégico influenciou o álbum "Trans", de 1982

Provocações: As canções cheias de indiretas entre artistas do rock

Spotify: Neil Young pede que funcionários se demitam; "CEO é o problema, não Joe Rogan"

Neil Young relata o episódio do aneurisma que quase tirou sua vida em 2005

CEO do Spotify diz: "para atingir ambições teremos conteúdo do qual não nos orgulhamos"

Neil Young: Suas 100 melhores músicas, segundo a Rolling Stone

Neil Young: cantor revela motivo de sua saída do Buffalo Springfield e CSNY

Neil Young: suas melhores músicas, segundo a Rolling Stone



Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson