Sepultura: "Roots" é a terceira maior capa da Roadrunner

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Desde 1910 músicos têm associado as artes visuais com sua produção fonográfica na forma da toda-poderosa capa de disco. E desde 1987, a [gravadora] ROADRUNNER RECORDS tem sido uma fonte de imagens visualmente deslumbrantes e perturbadoras no vasto mundo da arte em discos, ainda assim honrando a tradição. Seja usando uma imagem para dar o tom para o que há de seguir-se em seus falantes, ou como meio de marcar eternamente uma gravura com um título, não há dúvida da força da capa do disco – que é porque o selo revisou todo e cada disco lançado pela Roadrunner Records nos EUA para achar as maiores capas em sua comemorada história.

50 acessosButeco do Rock Podcast: álbuns de 20175000 acessosEm 11/05/1981: Bob Marley morre, vítima de um tumor no cérebro

Votados pelo staff da Roadrunner ao redor do mundo, mostrando o icônico contra o blasfemo, o pintado contra o fotografado, assim como a arte encontrada contra a arte licenciada, nós lhe damos as “Dez Maiores Capas de Disco na História da Roadrunner” - uma de cada vez.

Em terceiro lugar está o último disco do grupo brasileiro de Death Metal SEPULTURA com o frontman Max Cavalera no microfone, “Roots”, que saiu em 1996, enquanto a paisagem do Metal realmente começou a mudar em uma nova direção. Alinhado com as músicas de afinação baixa daqueles tempos e honrando as tradições experimentais do SEPULTURA, “Roots” basicamente impulsionou o retorno da banda a suas raízes brasileiras. Temperado pelos tons tribais ricos fortemente construídos na forma de percussões espessas, de várias camadas -até mesmo com a participação do músico brasileiro Carlinhos Brown tocando instrumentos em faixas como “Ratamahatta”, o título foi bem apropriado para a oferenda sônica.

Com ênfase nas batidas e em músicos convidados (como Mike Patton, Jonathan Davis e DJ Lethal) à parte, esse disco eclético e caótico também deu ao SEPULTURA um clássico instantâneo na devastadoramente pesada faixa “Roots Bloody Roots”.

Quanto ao visual, a insana 'arte achada' de Michael Whelan é explicada de maneira melhor pelo próprio Max Cavalera:

"Roots" é na verdade não muito mudado de uma extinta cédula de moeda Brasileira. È daí que eu a peguei – e de domínio público então qualquer um poderia usá-la e nós não tivemos que pagar nada. A cédula brasileira que tinha o rosto da índia nela. É na verdade originária de uma antiga cédula dos anos 80 que não está mais em circulação.”

Quanto à colaboração de Whelan, Max explica:

“Tudo que Michael Whelan teve que fazer foi acrescentar o 'S' do Sepultura, o S tribal nela, e ele fez uma coisa ou outra no pano de fundo, como acrescentar umas raízes de árvore com um pouco de cor de fogo.”

Sobre o impacto que ela teve, Max acrescenta e compartilha um fato pouco conhecido:

“Foi algo que, naquele disco, a coisa toda de voltar ao Brasil e gravar com os índios, ela se encaixa em toda a proposta do disco. Alguns anos depois teve um estilista que usou a capa inteira daquele disco [em sua coleção] – John (sic) Paul Gaultier.”

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

SepulturaSepultura
"Chaos A.D." e "Roots" ganharão versões expandidas

50 acessosButeco do Rock Podcast: álbuns de 2017971 acessosSepultura: completamente diferente, sem medo de arriscar!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

Max e Iggor CavaleraMax e Iggor Cavalera
Conheça o ônibus de turnê dos irmãos

Andreas KisserAndreas Kisser
"Eloy Casagrande talvez não seja humano"

ReligiõesReligiões
As guerras santas abordadas em letras de Heavy Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"

Em 11/05/1981Em 11/05/1981
Bob Marley morre, vítima de um tumor no cérebro

RoadrunnerRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Elvis PresleyElvis Presley
A filmografia do Rei do Rock

5000 acessosSabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca5000 acessosMarilyn Manson: vocalista revela suas estranhas fobias sexuais5000 acessosMetal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.com5000 acessosBon Jovi: o maior fã de todos os tempos1523 acessosMetalSucks: Músicos grisalhos que continuam trues4695 acessosIron Maiden: ouça a demo-tape de Bruce Dickinson de 1981

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online