Vida de Gado: mendigos usados como ponto de WiFi nos EUA

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 

‘Politicamente correto’ não é bem o primeiro termo que vem à cabeça no caso, mas os organizadores dizem que isso está de fato ajudando os sem-teto. E lá estão eles, flutuando entre as multidões na SXSW.

5000 acessosPorn Metal: Filmes para inspirar os headbangers solitários5000 acessosUltimate Classic Rock: as 25 músicas mais tristes da história

Pessoas sem-teto que estão servindo de hotspots de WiFi, uma solução estranha para um engarrafamento anual de banda larga em Austin (Texas).

Trata-se de um programa chamado ‘HotSpots Sem-Teto’, um polêmico ‘experimento de caridade’ conduzido pela empresa de marketing Bartle Bogle Hegarty. Os HotSpots Sem-Teto trabalham do seguinte modo: uma pessoa indigente é equipada com um aparelho WiFi 4G, que se torna um hub ‘pay-per-use’ para participantes da SXSW desesperados por banda larga. Um indigente chamado ‘Dusty’ usava uma camiseta com os seguintes dizeres:

EU SOU DUSTY
UM HOTSPOT 4G
MANDE SMS HH DUSTY
PARA 25827 PARA ACESSO
http://www.homelesshotspots.org

E de fato, há mesmo um cara chamado Dusty no programa, e você pode trombar com ele na rua. E parece que ele precisa muito, muito do dinheiro. Então se você quiser se conectar ao WiFi dele, o grupo pede que você faça uma doação através do PayPal dele (eles recomendam US$2 por 15 minutos). A página é assim:

Na verdade, parece que todo mundo está ganhando com isso. A BBH fez uma parceria com o albergue Front Steps Shelter para criar algo vagamente inspirado em jornais vendidos na rua, que tenta dar uma força para os sem-teto fazendo-os criar e vender jornais nas ruas. “Nós estamos fazendo isso porque nós acreditamos no modelo dos jornais”, o grupo declarou.
Eis outros participantes do programa:

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades

Porn MetalPorn Metal
Filmes para inspirar os headbangers solitários

Classic RockClassic Rock
As 25 músicas mais tristes da história

Iron MaidenIron Maiden
Versões mais pesadas para clássicos do Rock

5000 acessosMonsters of Rock: a feijoada que quase derrubou King Diamond5000 acessosPreços: quanto custa para contratar a sua banda favorita5000 acessosDeath On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie Mercury5000 acessosSolos de guitarra: os 100 melhores segundo a Classic Rock Magazine5000 acessosRaul Seixas: contando sobre tortura durante a ditadura militar4519 acessosJoão Gordo: "Você não pode peidar na Olimpíada que te prendem"

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online