RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemMetallica anuncia novo álbum, "72 Seasons" nova turnê e libera uma música nova

imagemO único megahit do RPM que Paulo Ricardo não toca mais no show por justo motivo

imagemMetallica anuncia turnê mundial com Pantera, Architects, Five Finger Death Punch e outros

imagemCinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

imagemLed Zeppelin e a fala que Robert Plant tem vergonha mas não tem como apagar da história

imagemOzzy Osbourne: a chocante e nojenta cena mostrada no filme do Motley Crue

imagemDeep Purple: Ian Gillan lamenta morte de esposa, com quem estava casado há 38 anos

imagemJoe Bonamassa: "Jimmy Page tem a sonoridade mais difícil de copiar"

imagemMetallica: camiseta exclusiva estará disponível por apenas 72 horas

imagemA lenda de que Blackmore contratou seguranças para impedir Graham Bonnet de cortar o cabelo

imagemDavid Gilmour pilota o próprio avião para ir tocar em disco de Donovan

imagemDeep Purple: Ian Gillan detona bandas que usam playback ao vivo

imagemA importância de James Hetfield ter desabafado sobre saúde mental em show no Brasil

imagemA separação dos Beatles segundo a visão de Ringo Starr

imagemBeatles: O motivo pelo qual Ringo era "ruim", segundo George Harrison


Stamp
Summer Breeze

Iron Maiden: Depois de anos, o nascimento de um novo álbum dos ingleses

Resenha - Senjutsu - Iron Maiden

Por Neto Almeida
Em 05/09/21

[an error occurred while processing this directive]

Depois de anos, estamos presenciando o nascimento de um novo álbum dos ingleses.

Muito se esperou e se especulou sobre como seria esse novo play, em vista do grande marketing feito sobre a sua pré divulgação e caça ao tesouro, quando da apresentação da The Writing On The Wall e logo após, com o anúncio surpresa da Stratego.

Eis que então no dia 03/09, o tão aguardado Senjutsu viu a luz do mundo.

Bem…

Vamos resenhar esse trem.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O play inicia com a faixa título já arrebentando tudo! Senjutsu é uma faixa densa e carregada. Letra evocativa e muito bem feita. Sonoramente é bem diferente do que já foi feito pelos senhores ingleses. A melodia que acompanha o refrão é sensacional, mas a abertura do lick parece um plágio do falecido Gary Moore. O teclado se encaixa bem nessa música. Daria 8/10.

Stratego, dentro do play, dá uma renovada na energia após o arraste bélico da Senjutsu. Faixa legal, mas aquela linha de guitarra acompanhando o vocal, é bem dispensável. Cavalgada, baixo pulsante, vocal nas alturas. Solo bem característico do Gers. Maldito teclado no refrão. 7/10.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

The Writing On The Wall. Minha favorita até agora. Composição muito bem feita. Diferente e com novos elementos. O vocal do Bruce está sensacional. Vale um destaque para a dobra entre o solo do Dave e a maravilha que o Adrian executa na sua vez de solar. Puta trampo legal na bateria. 9/10.

Lost In A Lost World. Aqui começa a desandar tudo.Introdução com arranjo legal legal, lembra bem a carreira solo do Bruce, mas quando entra a música de fato, a repetição do riff fica cansativa demais. Ponte e refrão bem legais, mas falta energia. A música fica muito massante dos 4:30 pra frente. Se ela tivesse sido mais lapidada pelo produtor, seria uma boa música. Tem um bom trabalho de guitarras, mas fica por isso mesmo. 5/10.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Days Of Future Past, abre arregaçando tudo! Dá aquela renovada na audição, depois da chatice anterior. Do nada uma quebra de ritmo e caímos num riff bem cara de ASAP, ou Psycho Motel, claro, é uma música do Smith com seu parceiro Bruce. Isso sempre dá certo. Música rápida, direto ao ponto. Refrão nos ares. Solo bem normal do Smith, mas é uma faixa que vai muito bem ao vivo. 8/10.

The Time Machine, começa pesada, densa e bem com cara de que " já vi isso antes’’. Bruce narrando cria um clima muito intimista. Tudo corre normalmente até vir o riff principal que conduz a música até a exaustão. Faltou uma variação de tema aqui pra não deixar a coisa tão massante. Ali pelos 3:10 temos uma cavalgadinha, guitarras dobradas e o Bruce mandando bem. Mais uma vez faltou produtor para lapidar a faixa e tirar melhor proveito da ideia original. 6/10

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Darkest Hour. Começa com barulho de mar e gaivotas (?), e cai numa linha bem citada pelo Bruce, vocal segue crescendo até chegar à ponte e depois ao refrão, esse meus amigos, que coisa linda! Música vai ser um regaço ao vivo! Adrian faz o seu solo mais bonito no disco aqui. Tremendo bom gosto ao conduzir sua Jackson. Aquela improvisação no último refrão ficou maravilhosa! Dave destruindo! 9/10

Death Of The Celts. The Clansman 2.0. Sem mais. Pior que é isso mesmo. Faixa segue bem, mas mais uma vez a repetição fica massante e a cara de que já ouvimos essa fica gritante. Boa faixa, mas podia ser mais criativa. 6/10.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

The Parchment. Essa faixa parece que veio do TBOS, riff bem legal, teclado criando uma atmosfera, mas nada que seja mais que apertar uma tecla. Jannick segue acompanhando a linha vocal, não acrescenta nada. Podia, mais uma vez ter sido trabalhada pelo produtor, mas sabemos que isso é impossível. Harris manda na porra toda. Quando já não aguentamos mais, a música vira um Heavy poderoso e rápido. Isso salva bem o final da faixa antes que eu me mate tentando entender pra que deixar uma coisa ficar tão longa sem necessidade. 6/10.

Hell On Earth. Cara de X Factor com When The Wild Wind Blows. Até que do nada a coisa vira um galope sensacional, acompanhado de uma linha melódica bem simples mas eficiente. Bruce tá sensacional aqui. Bom trabalho de guitarras. Tudo corre muito bem até as alavancadas brutais do Dave que entregam um pua solo, logo depois seguidos pela classe do senhor Smith. Quebra o tempo e caímos numa passagem bem legal. Vamos para mais um trecho narrado e Bruce explode com sua magnífica voz! Love With Anger! Melodias e fade-in … 10/10.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Chegamos ao fim de mais um álbum da Donzela, possivelmente o último? Não sei. Sei apenas que depois de eras fazendo o melhor do Heavy, sem precisar provar mais nada pra ninguém, somos presenteados ainda com um disco bem inovador e construído.

Há diversos altos e baixos, mas os caras seguem firmes e com fome de fazer música.

Destaco aqui, o trabalho do Nicko, que segue sendo um pilar para a banda e um dos melhores bateristas da sua geração, entregando sua melhor performance desde a entrada na banda. Bruce é vinho. Envelheceu bem e segue em grande nível. Adrian apresenta ótimo gosto nos seus solos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pontos baixos, podemos citar principalmente a dominância de Steve na produção e a falta de punho do produtor para cortar o que precisa ser cortado e lapidar as músicas. Vocal mal mixado. Trechos repetidos à exaustão e sem conexão com o restante da música.

Trata-se de um álbum que não vai agradar a todos mas, continua sendo uma alegria poder ver a maior banda do mundo entregar novidades num tempo onde tudo é descartável e volúvel.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Samael Hypocrisy


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Cinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

O motivo pelo qual Steve Harris escolheu Within Temptation para abrir shows do Iron Maiden

Bandas de heavy metal que lançaram discos em cinco décadas diferentes

Por que Steve Harris e Bruce Dickinson se dão bem, segundo tour manager

O rockstar dos anos 1970 que Bruce Dickinson convidou para show do Iron Maiden e tietou

Heavy Metal: um guia para começar a ouvir o estilo

Nickelbeck: Chad Kroeger diz que maconha na platéia melhora os shows da banda

Iron Maiden com descontos de 25%, 41% e até 72% na Semana Black Friday Amazon

Axl Rose achava os caras do Iron Maiden legais, mas não queria ser como eles

A surpreendente parte mais difícil de montar do palco do Iron Maiden

Tour manager desmente Regis Tadeu e diz que Dave Murray não quer sair

Shout At The Beast: Motley Crue usa imagem similar a do Iron Maiden em camiseta

Judas Priest: "Sad Wings of Destiny" definiu as principais características do heavy metal

Ian Hill explica o que dificulta turnê do Judas Priest com o Iron Maiden

Iron Maiden lança versão remasterizada de "Total Eclipse"

Câncer na língua: Os músicos que sofreram deste mal

Iron Maiden: "no início, só queríamos tocar som pesado com muita melodia"

Iron Maiden: mulheres em uniforme de couro e com spikes

A História Impopular dos Rolling Stones - Parte 01 - A História do Trem

Slipknot: causando medo no cantor Latino durante o Rock In Rio