Matérias Mais Lidas

Angra: Ex-integrantes foram convidados para turnê dos 20 anos de RebirthAngra
Ex-integrantes foram convidados para turnê dos 20 anos de "Rebirth"

AC/DC: Cliff Williams explica por que faz linhas de baixo tão simplesAC/DC
Cliff Williams explica por que faz linhas de baixo tão simples

Guns N' Roses: por que Izzy Stradlin saiu da banda, segundo Gilby ClarkeGuns N' Roses
Por que Izzy Stradlin saiu da banda, segundo Gilby Clarke

Ian Paice: Ritchie Blackmore apresentou pra ele o maior guitarrista de todos os temposIan Paice
Ritchie Blackmore apresentou pra ele o maior guitarrista de todos os tempos

Nervosa: Entrar para a banda foi a realização de um sonho, diz Diva SatanicaNervosa
"Entrar para a banda foi a realização de um sonho", diz Diva Satanica

Johnny Depp: a banda que poderia ter desbancado o GunsJohnny Depp
A banda que poderia ter desbancado o Guns

Vocalistas: 12 velhinhos que ainda mandam muito bem ao vivoVocalistas
12 "velhinhos" que ainda mandam muito bem ao vivo

Guns N' Roses: Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagemGuns N' Roses
Axl entendia que as coisas mudaram, mas Slash tinha virado um personagem

Steve Hackett: ele diz que compositor do século 19 inventou o heavy metalSteve Hackett
Ele diz que compositor do século 19 inventou o heavy metal

Mike Terrana: Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!Mike Terrana
"Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!"

Loudwire: O melhor álbum de thrash metal de cada ano desde 1983Loudwire
O melhor álbum de thrash metal de cada ano desde 1983

Doug Aldrich: explicando as diferenças entre Dio, David Coverdale e Glenn HughesDoug Aldrich
Explicando as diferenças entre Dio, David Coverdale e Glenn Hughes

Robert Fripp: como ele conheceu a esposa Toyah Wilcox, que bomba nos vídeos viraisRobert Fripp
Como ele conheceu a esposa Toyah Wilcox, que bomba nos vídeos virais

Anthrax: Charlie Benante posta foto inédita ao lado de Joey Ramone e Scott IanAnthrax
Charlie Benante posta foto inédita ao lado de Joey Ramone e Scott Ian

Jon Bon Jovi: fake news de Trump o impediu de comprar time de futebol americanoJon Bon Jovi
Fake news de Trump o impediu de comprar time de futebol americano


Matérias Recomendadas

O lado escuro do rock: você acredita em magia negra?O lado escuro do rock
Você acredita em magia negra?

Bandas Iniciantes: 17 maneiras de assassinar sua carreira musicalBandas Iniciantes
17 maneiras de assassinar sua carreira musical

Guns N' Roses: Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl RoseGuns N' Roses
Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl Rose

Ozzy Osbourne: Sharon conta como o Madman tentou assassiná-laOzzy Osbourne
Sharon conta como o Madman tentou assassiná-la

Slash: Só dá para exceder até certo pontoSlash
"Só dá para exceder até certo ponto"

Tunecore
Dead Daisies

In Flames: as melhores cenas de um filme apresentadas no trailer

Resenha - I, The Mask - In Flames

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nilton Rodrigues
Enviar Correções  

6

In Flames é uma banda curiosa, para dizer o mínimo. Quem acompanha os caras desde os anos 90 sabe que transformação é uma constante na carreira dos suecos. Das pedras fundamentais do Gothenburg sound The Jester Race e Whoracle ao death pop de Batlles, In Flames sempre procurou evoluir seu som, nunca se importando com os metaleiros true, que a cada lançamento, mais amargos ficavam com a banda.
Em I, The Mask, a saga do "ame ou odeie" continua. Mas isso não seria um problema se não fosse a falta de personalidade do disco e a estratégia de degustação que a própria banda ofereceu aos seus fãs através dos singles lançados.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando I am Above, o primeiro single saiu, o que chamou atenção foi a coesão do som. Anders Fridén intercalava vocais rasgados e guturais, culminando em um refrão poderoso digno de arena, tudo costurado por uma banda afiada, instrumentais no ponto, nada revolucionário, porém na medida para cantar no carro, por exemplo. Uma música redonda, equalizando o novo e o velho In Flames. Sim, a empolgação estava de volta. Isso até o próximo single, (This is) Our House, onde a breguice de um coro de crianças tenta criar uma atmosfera de protesto, jogando um balde de água fria na chama de esperança que foi acesa. Como uma resposta ao backlash, vieram as rápidas I’m The Mask e Burn, que jogavam o ouvinte direto no clima dos clássicos (?) A Sense of Purpose e Come Clarity. Após uma rápida pesquisa no YouTube, descobrimos que mais a banda abria os shows com mais uma inédita: Voices. Igualmente poderosa, a matemática estava ao lado da banda. Das 12 faixas do disco novo, já conhecíamos 5, e 4 delas eram realmente empolgantes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas com o disco cheio em mãos, a sensação que fica é que tudo foi um plano maquiavélico. É como se as melhores cenas de um filme já fossem apresentadas no trailer, e isso é realmente frustrante.

O problema não é ser moderno ou diferente. Como ouvinte, é sempre interessante ser levado para outros lugares, mas em I, The Mask esses novos lugares são não passam de lugares comuns. As pontes e os refrões muitas vezes são previsíveis, não servindo sequer nem como isca radiofônica para um novo público. Is This Life, We Will Remember são exemplos disso, insípidas e fillers por excelência. Na reta final do disco, nos deparamos com All The Pain, que consegue fôlego extra ao álbum, graças aos versos que conseguem sair da zona de conforto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco termina com Stay With Me, uma despedida lúgubre, como um beijo de adeus azedo em um encontro que não foi lá muito bom.

A banda passou por muitas mudanças, não só sonoras, mas de integrantes e principalmente de propósito. Seus integrantes, individualmente, são forças da natureza, mas em conjunto não passam de uma breve tempestade de verão, furiosos por instantes e inconstantes quase todo o tempo. Apesar disso, In Flames é uma instituição do metal e merece atenção (e esperança) a cada novo lançamento.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

01. Voices
02. I, The Mask
03. Call My Name
04. I Am Above
05. Follow Me
06. (This is Our) House
07. We Will Remember
08. In This Life
09. Burn
10. Deep Inside
11. All The Pain
12. Stay With Me


Outras resenhas de I, The Mask - In Flames

In Flames: Mais um disco que vai dividir opiniõesIn Flames
Mais um disco que vai dividir opiniões

In Flames: novo álbum mostra que os suecos continuam afiados