Matérias Mais Lidas

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemGuns N' Roses cancela show na Escócia por razões médicas

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemGuitarrista original do Mercyful Fate solta os cachorros por ter ficado fora de reunião

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagem"Master Of Puppets" apareceu em comédia há 19 anos, muito antes de "Stranger Things"

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagem"Master Of Puppets" entra no top 30 global do Spotify depois de "Stranger Things"

imagemDave Mustaine rasga elogios e fala sobre amizade com Ice-T, vocalista do Body Count

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade antes de show, diz jornal


Airbourne 2022

Soul Inside: Mesclando tradicional com o moderno do Metal Extremo

Resenha - No More Silence - Soul Inside

Por Bruno Rocha
Em 18/03/17

O que será que tem na água de Minas Gerais para brotar tanta banda boa de Metal Extremo? Referência mundial no quesito, o estado de Aleijadinho continua revelando ótimas bandas para fomentar a cena extrema brasileira. Oriunda da cidade de Lavras, o grupo SOUL INSIDE executa uma mescla de Death/Thrash com algo do Groove típico dos anos 90.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Esta banda foi fundada em 2012, tendo no ano seguinte lançado sua primeira demo, "Perpetual". Das três músicas da demo, duas foram reaproveitadas no debut, o ótimo "No More Silence", lançado em 2015 de forma independente. Reunindo influências que vão do Death Metal nórdico de AT THE GATES até seus conterrâneos do SEPULTURA, ligadas ao talento nato dos músicos, temos como resultado uma verdadeira coleção de riffs e de levadas rápidas recheadas com muito groove.

Logo no começo dos trabalhos temos um agradável contraste de pegadas; a faixa de abertura, "Child Of War", é agressiva com seu ritmo em mid-tempo e estrofes rápidas, enquanto a seguinte, "Fight The Despair", carrega fortemente a influência do groove dos anos 90. Pois bem: esta é a tônica durante toda a execução de "No More Silence". Variações de ritmos, sem deixar a peteca cair, mantendo a agressividade e a técnica em alta em favor do bom Death/Thrash.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Em "Again The Nightmare", uma das músicas reaproveitadas da primeira demo, temos os primeiros enfoques em solos, cortesia de Eduardo Petrini, cujo estilo remete a Moysés Kolesne (KRISIUN). Também já se ratifica a versatilidade dos vocais de Bruno de Carvalho, indo de guturais graves à agudos cavernosos. "Life Of Lies" mostra uma bela harmonia de guitarras servindo de base para os vocais, assim como o destaque que o baixo gordo de Bruno de Carvalho ganhou na mixagem. Falando em baixo, é ele quem dá o cartão de visitas da faixa 5, a faixa-título, uma peça variada que mostra toda a ousadia da banda, com ênfase na performance do baterista Renan Seabra e no trabalho de guitarras.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"The Killer Inside" é o mais puro Thrash Metal tupiniquim com a identidade dos mineiros de Lavras. "Unholy Temple" carrega muito daquele clima de maldade do Death Metal tradicional. Pare encerrar com gol de placa, em "Sands Of Truth" os músicos entregam toda a sua técnica em favor de um Death Metal imponente.

O trabalho por trás dos botões só fez enriquecer o talento impresso nas composições de "No More Silence". Cada instrumento está bem nítido, o baixo está em evidência e o trabalho de base do guitarrista Beto Siqueira é pesadíssimo, deixando Eduardo Petrini a vontade para despejar solos técnicos, mas dentro do limite do sensato. A cozinha marca de forma precisa e com flexibilidade o ritmo das músicas. Algumas dissonâncias feitas no baixo surpreendem o ouvinte, detalhe que só emoldura os arranjos técnicos.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metal Extremo de Minas Gerais já traz consigo automaticamente atestado de qualidade, e com o SOUL INSIDE não foi diferente. Não é nada revolucionário, mas quem se importa? Quer Death/Thrash puro, com aquelas doses de groove que só os brasileiros sabem temperar? O SOUL INSIDE está aí para dar o melhor. Vai agradar gregos e troianos; a banda foi craque em mesclar o tradicional com algo mais moderno. O título do álbum é bem sugestivo para começar a ouvi-lo: No More Silence.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de No More Silence - Soul Inside

Resenha - No More Silence - Soul Inside

Resenha - No More Silence - Soul Inside

Resenha - No More Silence - Soul Inside

Resenha - No More Silence - Soul Inside

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Bruno Rocha

Cearense de Caucaia, professor e estudante de Matemática, torcedor do Ferroviário e cafélotra. Entrou pelas veredas do Heavy Metal na adolescência e hoje é um aficionado e pesquisador de todos os gêneros mais tradicionais desta arte e de suas épocas. Tem como forte o Doom Metal, não obstante o sol de sua terra-natal.

Mais matérias de Bruno Rocha.