Sepultura: Apenas mais um na discografia da banda

Resenha - Machine Messiah - Sepultura

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leandro Fernandes
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 5

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Eis que o aguardado disco do Sepultura dá as caras, muitos esperam um grandioso trabalho, algo evoluído e marcante. Sim, encontra-se esta evolução se comparado ao fraco “The Mediator Between Head and Hands Must Be the Heart”, de grandioso continua o nome que sempre irão carregar.

665 acessosSepultura: mais datas e trailer da turnê europeia5000 acessosOzzy Osbourne: No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil

A banda vem sempre procurando se inovar e trazer algo que realmente possa impactar e agradar a grande legião de fãs mundo afora, que não são poucos. Este disco mostra um Sepultura bem sólido e compactado, o entrosamento e sinergia são notáveis, coisa realmente indiscutível. O peso de Kisser juntamente com Paulo e Eloy continua na medida certa, sempre com técnica e dinamismo. A linha de vocais de Derrick é algo que parece não ter encaixado em nada, desde sua entrada na banda, exceto o disco “Against” que fora seu primeiro trabalho, mostra-se bem mais audível que os demais, seu vocal soa sempre abafado e em certos momentos parece estar fora de ritmo, raros os momentos de algo bem encaixado.

Sobre as músicas, temos a faixa título que começa com uma bela intro de guitarra, logo emendada por uma cozinha arrastada e bem pomposa, música bem trabalhada que vai evoluindo de forma gradativa. Seguindo para “I Am The Enemy”, primeira a ser disponibilizada nas redes, é bem agressiva e direta que chega a mostrar um vocal mais “limpo” e “entendível”, o trabalho de Andreas também é um show a parte, solos e riffs velozes. “Phantom Self” já entra com uma mescla de nossa cultura nordestina, fato que é comum nos trabalhos da banda.

Seguindo para um lado mais inovado ou experimental “Alethea”´é maçante e cansativa, apesar de tentarem mostrar algo diferente, soa bastante clichê e previsível, fato que se repete em “Iceberg Dances”. “Sworn Oath” pode-se dizer que é a mais excêntrica do disco, uma pegada completamente diferente e é uma música que de fato agrada tanto com a linha de vocal quanto a parte instrumental no todo, ponto alto do disco. “Resistant Parasites” e “Silent Violence” oscilam por se mostrarem também, clichês. Nada impactante.

Indo para a parte final do disco, podemos notar que “Vandals Nest” é intensa, empolgante e a pancadaria é do início ao fim e “Cyber God” algo a mais no disco. Pois bem, como citado, este trabalho é sim melhor que o anterior mas não um grande trabalho que irá se tornar clássico com o passar dos anos, talvez isso aconteça, mas no momento é apenas mais um na discografia da banda.

Banda:
Paulo Jr. - baixo
Andreas Kisser - guitarras e backing vocals
Derrick Green - vocais
Eloy Casagrande - bateria

Músicas:

01. Machine Messiah
02. I Am The Enemy
03. Phantom Self
04. Alethea
05. Iceberg Dances
06. Sworn Oath
07. Resistant Parasites
08. Silent Violence
09. Vandals Nest
10. Cyber God

Comente: Ouviu o novo álbum? Qual a sua opinião?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Machine Messiah - Sepultura

2277 acessosSepultura: "Machine Messiah" é uma bela obra do gênero4563 acessosSepultura: Que impacto Machine Messiah terá no metal?5000 acessosSepultura: Reunião? "Machine Messiah" diz "não!"5000 acessosSepultura: sofisticado, "Machine..." é um dos melhores da banda5000 acessosSepultura: Em plena forma e com mais um disco brilhante

Thrash MetalThrash Metal
Os melhores álbuns de 1983 a 2016

665 acessosSepultura: mais datas e trailer da turnê europeia627 acessosRio Rock City: Quando o vocalista novo dá certo?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

SepulturaSepultura
Assista sessão de tatuagem de Eloy Casagrande

SepulturaSepultura
O acidente de jet ski de Andreas Kisser nos anos 90

SepulturaSepultura
Filmagem inédita de 1995 com tribo Xavante

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil

Mike PortnoyMike Portnoy
A reação ao ouvir garoto de 8 anos tocando cover do Dream Theater

Rock ProgressivoRock Progressivo
Os dez discos mais importantes da história

5000 acessosMetallica: que músicas eles levariam a uma ilha deserta?5000 acessosIron Maiden: mulheres em uniforme de couro e com spikes5000 acessosFernando Souza Filho: O FSF, editor-chefe da Rock Brigade5000 acessosFree: a paixão de Dave Murray por Paul Kossoff5000 acessosSlipknot: cinco dos shows insanos da banda mais insana do mundo5000 acessosGuns N' Roses: Péricles paga de rocker e manda "Sweet Child O' Mine" no Esquenta

Sobre Leandro Fernandes

Conheci o rock em 1992, tendo o primeiro disco do Iron Maiden. Com o passar dos anos me apeguei ao rock progressivo e tenho bandas como Pink Floyd, Jethro Tull, Rush e Uriah Heep sendo as favoritas. Profissional da área de T.I, casado e uma filha. Sempre buscando conhecimento no rock/metal em geral.

Mais matérias de Leandro Fernandes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online