Matérias Mais Lidas

imagemVeja diz que David Coverdale só passa vergonha nas redes sociais

imagemMike Portnoy e a música do Rush que virou um grande sucesso do Guns N' Roses

imagemKerry King explica por que não assumiu o posto de guitarrista do Megadeth

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemCinco álbuns que serão lançados no segundo semestre de 2022 e merecem a sua atenção

imagemSlash explica por que rejeitou Corey Taylor no Velvet Revolver

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemPaul Di'Anno recebe autógrafo de Rivellino e fica feliz da vida; "Te vejo ano que vem?"

imagemKiss comete "deslize geográfico" e mostra bandeira da Austrália durante show na Áustria

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1984 é um ano vital para o metal

imagemRitchie Blackmore em 1978 sobre o Kiss, Fleetwood Mac, Yardbirds e Led Zeppelin


Stamp

Sepultura: Reunião? "Machine Messiah" diz "não!"

Resenha - Machine Messiah - Sepultura

Por Júnior Ramalho
Em 14/01/17

Quando falamos em sepultura, na atualidade, não existe consenso sobre praticamente nada. Não será diferente com o décimo quarto álbum da banda, Machine Messiah. Material extremamente aguardado pelos fãs da banda, e por que não dos fãs de rock em geral.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sim, Machine Messiah tem potencial para atingir não somente os fanáticos adeptos do Thrash e Groove metal e seus derivados. Sepultura com seu novo 'filho' vai muito além disso, ousou se aventurar nas vertentes do progressivo, isso expande consideravelmente o campo crítico a respeito do álbum.

Algumas críticas lidas a respeito do assunto, foram construídas com base em 'frustações' por não enxergarem no atual aquilo que conseguiram com álbuns conceituais da banda do final dos anos 80 inicio dos 90, particularmente evito comparar os atuais trabalhos do Sepultura com obras da 'era Cavalera'. Até porque 'Roots' e 'Chaos' vão além de grandes feitos do Sepultura, foram marcantes para todo o mundo do metal, logo devem ficar fora de qualquer tipo de comparação, por serem únicos. E grande parte do sucesso das obras vem de um cara que batalhou arduamente para manter a banda, Andreas Kisser.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Comecemos a crítica por ele, a presença marcante das guitarras nesse álbum faz com que Andreas se entregue por completo ao álbum, solos bem elaborados e sua 'marca registrada': os Riffs pesados e marcantes. Se fosse para resumir o seu desempenho: O melhor Andreas desde Chaos.
Derrick Green, outro integrante da banda que merece destaque. O cara que simplesmente entregou 100% de si em cada composição e 200% na interpretação das mesmas. A 'Torre' se mantém mais firme do que nunca, uma resposta bem dada a aqueles que ainda levantam a bandeira que não existe o Sepultura sem o Max. Derrick sempre esteve lá para mostrar o contrário e Machine Messiah vem para reforçar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outro membro que se destaca nessa obra é o Eloy Casagrande, o rapaz simplesmente destruiu sua bateria. Mas ultimamente chamar Eloy de grande músico se tornou pleonasmo.

É complicado destacar algo desse álbum, afinal ele é tão homogêneo, que retirar uma ou mais músicas dele poderia ter um impacto não tão positivo no ouvinte. Contudo, vou destacar estas : Phantom Self; Iceberg Dances e Resistant Parasites. Músicas com claro potencial para se tornarem clássicos da banda.

Gostaria de fazer uma crítica negativa sobre o álbum, mas felizmente não consegui absorver nada contra o referido. Esse trabalho me envolveu de tal forma que dificilmente consigo ouvi-lo com a intenção de procurar o mínimo deslize (que com certeza existe).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para aqueles que como alguns ex-membros de bandas consagradas, ainda tende a inclinar para o lado extremista, no qual defende a tese de que não existe Sepultura pós-1996 ou 'forçar' uma reunião de comadre. Respeito a opiniões de vocês, afinal como já dizia o poeta: 'Gosto é igual c... E cada um tem o seu'. A única diferença é que uns o mantém limpo, outros não.

Machine Messiah veio para sepultar (desculpe o trocadilho) quaisquer chances de uma reunião. Muito pelo contrário, Sepultura demonstra sua força como nunca, sem abandonar suas raízes e sem manter o comodismo, que simplesmente colocou diversos músicos brasileiros no ostracismo do cenário do Metal e enterrou suas mais de 500 bandas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Comente: Depois deste disco, já era uma reunião?


Outras resenhas de Machine Messiah - Sepultura

imagemResenha - Machine Messiah - Sepultura

Resenha - Machine Messiah - Sepultura

Resenha - Machine Messiah - Sepultura

Resenha - Machine Messiah - Sepultura

Resenha - Machine Messiah - Sepultura

imagemResenha - Machine Messiah - Sepultura

Resenha - Machine Messiah - Sepultura

imagemResenha - Machine Messiah - Sepultura

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock