The Rolling Stones: Presente de Natal antecipado para os fãs

Resenha - Blue & Lonesome - Rolling Stones

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jorge A.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Sem lançar nenhum material de estúdio desde 2005, com o álbum "Bigger Bang", os Stones colocaram no mercado ao final deste ano um presente de natal antecipado para os fãs da banda e, principalmente, para os amantes de blues. "Blue & Lonesome" trás doze faixas extremamente bem trabalhadas de clássicos do blues, mixada em um tom rústico, como se um constante e charmoso ruído acompanhasse cada nota, remetendo o ouvinte aos ambientes abafados e tomados por nuvens de fumaça de cigarro nos quais essas músicas eram cantadas na primeira metade do século passado.

Lucy Boynton: depois de Mary Austin, ela fará Marianne Faithfull no cinemaMetallica: os motivos da saída de Jason Newsted

O álbum é aberto com "Just Your Fool", uma canção de Little Walter que é absurdamente bem interpretada por Micky Jagger. Sua voz, já envelhecida, não podia combinar mais com o corpo da música, sem falar da gaita, cujo som parece deslizar sobre o diálogo das guitarras de Keith Richards e Ronnie Wood. Talvez pelo fato da música pertencer ao Chicago Blues, uma vertente do estilo cujo ritmo e estrutura já é muito parecida com o rock, a interpretação de "Just Your Fool" pelos Stones é muito semelhante com a original de Little Walter, modificada apenas pela cadência urbana inerente à Jagger e companhia.

Seguindo "Just Your Fool" tem-se "Commit a Crime", um blues com um arranjo mais tradicional de Howlin' Wolf, e a música homônima ao álbum (quase homônima, na verdade) "Blue And Lonesome", no qual as guitarras atingem o protagonismo, acompanhadas pela sempre presente gaita de Jagger. Já em "All of Your Love", Keith e Ronnie são obrigados a liberar o centro do palco para o vocalista da banda. Nessa faixa a voz de Jagger atinge o seu volume máximo e uma rouquidão perfeita, preenchendo de maneira poderosa todo o espaço da canção. Nem parecia um senhor de setenta e três anos cantando.

A partir de "All of Your Love", o álbum mantém o nível com "I Gotta Go", "Everbody Knows About My Good Thing" (que conta com a participação de Eric Clapton na guitarra) e "Ride 'Em On Down", tendo uma leve queda no descompromissado e monotônico "Hate To See You Go", todavia imediatamente recompensado pela cadenciada "Hoo Doo Blues", que trás em sua composição toda a sensualidade que faz parte da alma do estilo. Deste conjunto, vale destacar o arranjo e, especialmente, a bateria em "I Gotta Go" e a maravilhosa combinação Richard - Clapton em "Everbody Knows About My Good Thing", sendo "Ride 'Em On Down" a única faixa a receber um clipe ao longo produção do álbum.

O final do disco inicia-se com "Little Rain", que carrega em sua letra e tom dramático a alma do blues antigo, mais próximo da tradição negra americana que o esculpiu, sendo seguida por "Just Like I Treat You" e "I Can't Quit You Baby" (que também conta com a participação de Eric Clapton). A primeira dessas, ao contrário de "Little Rain", já possui maior proximidade com o rock, com um ritmo mais rápido e pontuada pelos riffs cortantes de Keith e Ronnie, além da gaita de Mick Jagger que dá sustento à toda composição. Já em "I Can't Quit You Baby" a dupla Jagger e Keith mostram o porque eles ainda são o casamento perfeito do rock. Nessa faixa, decididamente ambos atingem o seu auge no disco, honrando o clássico de Willie Dixons e tornando-o a despedida perfeita para esse pacote de nostalgia e boa música com o qual os Stones nos presentearam a menos de um mês do natal.

"Blue & Lonesome" além de um tributo aos mestres do blues é um trabalho de investigação das raízes e impulsos que não apenas criaram uma das bandas mais icônicas do rock como a mantiveram no trilho do sucesso ao longo de mais de cinquenta anos, sem nunca perder sua essência e originalidade. O álbum foi lançado em 2 de Dezembro de 2016, gravado pela "Rolling Stones Records" e chegando a marca de 106 mil cópias vendidas em sua primeira semana no mercado.


Outras resenhas de Blue & Lonesome - Rolling Stones

Rolling Stones: "Blue & Lonesome" é autêntico, sujo e nostálgicoRolling Stones: Coloque para rolar com aquela cerveja gelada

Stones: novo disco é um tributo rústico e agradável ao bluesStones
Novo disco é um tributo rústico e agradável ao blues

Rolling Stones: Surpreende o quão bem eles ainda tocam o blues




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rolling Stones"Todas as matérias sobre "Eric Clapton"


Lucy Boynton: depois de Mary Austin, ela fará Marianne Faithfull no cinema

Keith Richards: em vídeo, as transformações em sua aparência de 1962 a 2019Keith Richards
Em vídeo, as transformações em sua aparência de 1962 a 2019

Keith Richards: ele quase fez participação hilária no filme Zumbilândia 2Keith Richards
Ele quase fez participação hilária no filme Zumbilândia 2

God Save The Queen: 5 vezes em que rockstars britânicos peitaram a monarquia

Rolling Stones: 5 vezes em que a banda se posicionou politicamente em suas músicasRolling Stones
5 vezes em que a banda se posicionou politicamente em suas músicas

Rolling Stones: show feito na Argentina em 1998 será lançado em CD e DVD

Mick Jagger: criticando Trump e Bolsonaro por falta de políticas ambientaisMick Jagger
Criticando Trump e Bolsonaro por falta de políticas ambientais

O endereço do Rock: 8 locais imortalizados em músicas famosasO endereço do Rock
8 locais imortalizados em músicas famosas

Cavalera Conspiracy: Ramones são mais fodas que Rolling StonesCavalera Conspiracy
"Ramones são mais fodas que Rolling Stones"

Steven Tyler: ouça cover de Brown Sugar, dos Stones, com Nuno BettencourtSteven Tyler
Ouça cover de "Brown Sugar", dos Stones, com Nuno Bettencourt


Metallica: os motivos da saída de Jason NewstedMetallica
Os motivos da saída de Jason Newsted

Por pouco: 15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhorPor pouco
15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhor

Guns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnRGuns N' Roses
Os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR

Cristina Scabbia: cantora fala sobre seus seios e PlayboyCristina Scabbia
Cantora fala sobre seus seios e Playboy

Tony Iommi: opiniões sobre Dio, Rhoads e HalfordTony Iommi
Opiniões sobre Dio, Rhoads e Halford

Pitty: Baiana não tem H, desconhecido xenófobo!Pitty
"Baiana não tem H, desconhecido xenófobo!"

AC/DC: Simon Wright culpa grunge por recepção ruim de Fly On The WallAC/DC
Simon Wright "culpa" grunge por recepção ruim de "Fly On The Wall"


Sobre Jorge A.

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336|adClio336