Matérias Mais Lidas

imagemHá 20 anos, Frejat explicava como Raimundos não se dobrava perante gravadora

imagemAxl Rose faz piada de gosto duvidoso sobre incidente com microfone

imagemDez bandas de rock e metal que gravaram versões para músicas de outros estilos

imagemA música do Queen que Brian May pensou que era uma brincadeira

imagemRegis Tadeu coloca o dedo na ferida e aponta o grande erro do rock nacional dos anos oitenta

imagemB. B. King sobre John Lennon ter dito que queria tocar como ele

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemO álbum que chocou colégio de freiras de Rafael Bittencourt e foi "libertador"

imagemEric Clapton relembra como era ser chamado de Deus nos anos 60

imagemEmpresária do Judas Priest conta como foi o encontro de K.K. Downing com ex-companheiros

imagemBandas de heavy metal que lançaram discos em quatro décadas diferentes

imagemO dia que Roberto Justus disse a João Gordo que nunca bebeu uma gota de álcool na vida

imagemTitãs e o integrante que era visto como um líder mas saiu por estar em outra

imagemPaulo Baron comenta a importância das bandas de Brasília e dos anos 90 para o rock nacional

imagemRaimundos: A surpreendente maneira como Digão conheceu Rodolfo, segundo o próprio


Samael Hypocrisy
Lift Detox

Tedeschi Trucks Band: Mostrando que são grandes

Resenha - Let Me Get By - Tedeschi Trucks Band

Por Victor Freire
Fonte: Rock n Prosa
Postado em 13 de maio de 2016

Nota: 10

Apontada por muitos produtores como a próxima grande banda, o Tedeschi Trucks Band lançou no início do ano mais um álbum. O Let Me Get By (2016), sucessor do excelente Made Up Mind (2013), veio firmar ainda mais o som da banda. Diversidade musical e mistura de estilos – variando entre funk, jazz e blues – são elementos fortes do álbum. Isso ficou bem evidente em Anyhow, primeira faixa do álbum e single. Todos os 12 músicos da banda marcam presença nas músicas adicionando melodias diversas nos vocais, nos metais e piano, mas claro que os destaques maiores ficam para os vocais sempre marcantes (e poderosos) de Susan Tedeschi e os arranjos puro feeling de – um dos melhores guitarristas da atualidade – Derek Trucks.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A guitarra de Derek canta junto com Susan em todas as músicas, isso é fato nas músicas do Tedeschi Trucks Band (TTB), para quem já acompanhava a banda nos trabalhos anteriores. A impressão que tive escutando o álbum foi que eles expandiram a linha que vinha sendo trabalhada no Made Up Mind (2013). O Revelator (2011), primeiro álbum deles, é um pouco "cru", por assim dizer. Isto é, ele não explora 100% a capacidade da banda, fica mais restrito a guitarra e vocal. Antes que me critiquem, não estou dizendo aqui que o álbum é ruim, pelo contrário. No Made Up Mind (2013) eles começaram a incluir mais backin’ vocals e até usaram os "backin’ vocals" como vocalistas principais em algumas partes. No Let Me Get By (2016) isso foi ainda mais explorado, como no refrão estilo "gospel-funk" de Don’t Know What It Means.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Em termos de variação melódica e de estilos nas músicas esse álbum está bem acima dos outros. A faixa-título, Let Me Get By, é diferente de tudo o que o TTB lançou até agora, com um riff no órgão bem marcante no início, juntamente com o solo de Derek no melhor estilo soul. O refrão é tão pegajoso quanto o de Anyhow, deve funcionar muito bem ao vivo.

Como havia dito, esse álbum trouxe muitas inovações por parte do som do TTB, a primeira delas, que acabei não mencionando, é que temos Susan pela primeira vez solando em uma música (que foi Don’t Know What It Means); e temos também a primeira vez em que o backin’ vocal Mike Mattison (que também gravou parte da música Made Up Mind como principal) assume inteiramente os vocais de uma música, como foi na excelente (e cheia de jams) Crying Over You/Swamp Raga for Hozapfel, Lefebvre, Flute and Harmonium e Right on Time (com sua levada mais cabaret). O detalhe é que essas músicas foram compostas por Mike, que sempre teve uma grande contribuição no trabalho do TTB nos álbuns anteriores.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

No final da audição, acho que a palavra que melhor descreve o Let Me Get By (2016) é "independência". O TTB se desprendeu de qualquer corrente que pudesse estar segurando-os. A banda teve total liberdade musical para compor e gravar da forma que achou melhor o seu álbum, sem exigências de gravadoras ou fãs "diehard". O resultado foi essa obra diversificada e agradável aos ouvidos. Ao som de In Every Heart, depois de um brilhante solo no slide, por Derek, paro para contemplar o álbum como um todo e imagino o que ainda vem daqui para frente por eles. Assim como do Revelator (2011) para o Made Up Mind (2013) tive várias surpresas, elas aumentaram agora com esse novo álbum.

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |

1.Anyhow
2.Laugh About It
3.Don’t Know What It Means
4.Right on Time
5.Let Me Get By
6.Just as Strange
7.Crying Over You/Swamp Raga for Hozapfel, Lefebvre, Flute and Harmonium
8.Hear Me
9.I Want More
10.In Every Heart


Outras resenhas de Let Me Get By - Tedeschi Trucks Band

Resenha - Let Me Get By - Tedeschi Trucks Band

Resenha - Let Me Get By - Tedeschi Trucks Band

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Stamp
Summer Breeze


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Cristina Scabbia: cantora fala sobre ser uma das "garotas mais quentes do Metal"

Elvis Presley: A filmografia do Rei do Rock


Sobre Victor Freire

Professor universitário e mestre em Engenharia Mecânica pela UFRN. Nascido no deserto de Mossoró/RN. É fã e colecionador de itens relacionados ao rock'n'roll. Editor-chefe do blog Rock'N'Prosa e guitarrista do Godhound. Acessa o Whiplash! desde a infância e colabora com o site sempre que possível.

Mais matérias de Victor Freire.